Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

vgBR | 25 de maio de 2019

Ir para o topo

Topo

Um Comentário

Análise – Brothers: A Tale of Two Sons

Análise – Brothers: A Tale of Two Sons
Ercides Filho

Review

GRÁFICOS
9
9

Inovador e emocionante

Apesar de um jogo curto, Brothers é simplesmente fantástico, com uma jogabilidade inovadora, uma história emocionante e visual agradável.

Brothers: A Tale of Two Sons é um jogo da Starbreeze que passou desapercebido por muitos pois foi lançado apenas para compra por download na XBLA e posteriormente teve sua estréia no PC e PSN.

O jogo foi lançado há alguns meses atrás, mas como levou o prêmio de melhor jogo de Xbox 360 do ano de 2013 pela VGX recentemente, muitos ficaram curiosos pra saber mais sobre ele e então resolvi fazer uma analise desse excelente título.

O Jogo

A idéia inicial partiu do cineasta sueco Josef Fares o que talvez ajude a proporcionar um clima mais dramático ao jogo. Brothers como o próprio nome diz, mostra a história de dois irmãos já órfãos de mãe e que vêem seu pai adoecer após um dia de trabalho. Então atendido por algum tipo de curandeiro da região em que vivem, esse mostra que a cura se encontra em uma árvore distante e que ambos precisam trazê-la para seu pai.

A partir daí se inicia a jornada através de vilas, montanhas, fazenda e outros lugares que reservam grandes surpresas e desafios.

O jogo não tem falas e os irmãos se comunicam em um dialeto próprio, mas isso não interfere em nada, pois o desenrolar da história é totalmente compreensível mesmo sem a comunicação entre os personagens.

BrothersE3Screen3

O maior problema em Brothers é que ele é extremamente curto, em 3 a 4 horas você termina o jogo e isso pode frustrar alguns.

Gráficos e Sons

O jogo é visualmente bonito, com diversas paisagens de cair o queixo principalmente por ser um título sem a pretensão de ser um blockbuster. Durante todo o jogo existem diversos bancos espalhados pelo cenários. Eu aconselho se possível sentar em todos e contemplar a paisagem.

A Starbreeze Studios teve um cuidado especial com esse jogo e fez um ótimo trabalho usando a Unreal Engine.

E já que não existem diálogos a parte sonora fica por conta do fundo musical, que dá clima ao jogo juntamente com os efeitos sonoros.

A qualidade de Brothers acaba sendo coroada com esse prêmio da VGX em um ano de poucos lançamentos expressivos para o Xbox 360.

BrothersE3Screen4

Jogabilidade

Essa é sem dúvida a cereja do bolo desse jogo sensacional. Brothers: A Tale of Two Sons é um single coop no qual um único jogador controla os dois personagens. Porém eles são controlados simultaneamente, cada um deles com um do analógicos e utilizando seus respectivos gatilhos RT e LT para realizar as ações.

Tudo gira em torno da interação e cooperação entre os irmãos, para resolver os mais diversos puzzles e superar obstáculos seguindo sua aventura em busca da cura do pai doente.

O jogo realmente é simples como aparenta ser e apesar de parecer complicado usar os dois analógicos, após alguns minutos o jogador da está totalmente adaptado.

Conclusão

Brothers é simplesmente fantástico, com uma jogabilidade inovadora, uma história emocionante e visual agradável. Apesar de um jogo curto, essa é uma experiência que todos aqueles que gostam de videogame devem experimentar.