Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

vgBR.com – Videogames Brasil | 11 de dezembro de 2017

Ir para o topo

Topo

Um Comentário

Abandonar o navio: Nintendo está fora do Brasil

Abandonar o navio: Nintendo está fora do Brasil

Em uma notícia que pegou os gamers brasileiros de surpresa, a Nintendo anunciou hoje que está encerrando suas atividades no Brasil e deixando o mercado jogos nacional.

Em nota oficial, a empresa divulgou que a partir de Janeiro de 2015, a Gaming do Brasil, empresa subsidiária da Juegos de Video Latinoamérica, GmbH, não distribuirá mais os produtos da Nintendo no Brasil. A Gaming do Brasil distribuiu os produtos da Nintendo no país pelos últimos quatro anos.

Bill van Zyll, Diretor e Gerente Geral para América Latina da Nintendo of America, comentou a decisão:

“O Brasil é um mercado importante para a Nintendo e lar de muitos fãs apaixonados mas, infelizmente, desafios no ambiente local de negócios fizeram nosso modelo de distribuição atual no país insustentável”, disse Bill van Zyll, “Estes desafios incluem as altas tarifas sobre importação que se aplicam ao nosso setor e a nossa decisão de não ter uma operação de fabricação local. Trabalhando junto com a Juegos de Video Latinoamérica, iremos monitorar a evolução do ambiente de negócios e avaliar a melhor maneira de servir nossos fãs brasileiros no futuro.

Somos profundamente gratos pelo trabalhado duro e pelas muitas contribuições feitas por cada valioso membro da Gaming do Brasil. Nos últimos anos trabalhamos juntos para apresentar os consoles Wii U e o Nintendo 3DS para os fãs brasileiros, assim como nos lançamentos de títulos populares como Super Smash Bros. for Wii U e Super Smash Bros. for Nintendo 3DS, Mario Kart 8, The Legend of Zelda: A Link Between Worlds, Donkey Kong Country: Tropical Freeze e muitos outros”.

SadMarioIsSad-660x350A notícia caiu como uma bomba em fóruns da internet e muitos gamers brasileiros estão revoltados com a decisão da gigante japonesa. Fato é que a saída da Nintendo do mercado nacional reflete uma série de problemas muito maiores, tanto por parte da política tributária brasileira, como a própria empresa cita em sua nota, mas também por uma série de decisões simplesmente ruins da própria Nintendo.

Enquanto Microsoft e Sony investiram pesado para estabelecer bases locais, movimentando a indústria, criando empregos, melhorando a logística interna de distribuição e reduzindo custos de produção de jogos e consoles, a Nintendo seguiu com um modelo datado e caro de terceirização na distribuição de seus produtos importados. Modelo esse que se mostrou altamente vulnerável a instabilidade da taxa de câmbio, sendo afetado diretamente com a disparada da moeda americana frente ao real nos últimos meses.

Infelizmente a decisão retira a Nintendo de um importante mercado, e coloca a empresa e seu console WiiU que amargam baixas vendas na geração atual, em uma posição ainda pior.

Comente o assunto em nosso fórum, e para mais novidades sobre a saída da Nintendo do Brasil, continue ligado na vgBR.com.

Átila Graef

Átila Graef é fanático por conquistas do Xbox 360, General aposentado em Halo Wars, colecionador de placas de Arcades, e apaixonado por F-Zero GX.