Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

vgBR.com – Videogames Brasil | 27 de março de 2017

Ir para o topo

Topo

Sem Comentários

DariusBurst Chronicles Savior – Análise

DariusBurst Chronicles Savior – Análise
Pedro Kakaz

Review Overview

Shmup de qualidade

Com várias naves, inimigos imensos, novo gameplay com o modo burst e opção para 2 monitores, Dariusburst Chronicles Savior é altamente recomendado para fãs de shmups.

DARIUSBURST Chronicles Savior é a mais nova edição do game de nave arcade lançado em 2015 para PSVita, PS4 e PC, desenvolvido pela Pyramid e distribuído pela Degica.

O game de cara se mostra uma versão melhorada do seu antecessor de PSP, e pude testá-lo tanto no PC quanto no PSVita e todos os elementos clássicos da série de shoot’em up Darius estão ali, melhorados e com features especiais para essa última versão.

A premissa é simples: escolha sua nave e destrua hordas de monstros marinhos alienígenas, sem frescura, sem cutscene de meia hora ou diálogos extensos. O game faz jus ao estilo arcade nesse quesito e o enredo está ali somente como pano de fundo para a guerra contra as criaturas monstruosas que vamos enfrentar ao longo dos estágios.

O game procede de maneira casual num primeiro momento, onde apenas enfrentamos chefes e inimigos o tempo todo, como em qualquer outro “jogo de navinha”. E foi ai que ele me surpreendeu, ao ir além nessa proposta. O burst é a novidade do game: um tiro especial que se acumula quando coletamos orbes vermelhas ao derrotar certos tipos de inimigos. Essa barra quando cheia nos permite executar movimentos únicos, seja um tiro melhor ou posicionar um tiro de forma diferente, uma dinâmica completamente inovadora que nos faz repensar o modo de agir contra um inimigo em um shooter de nave.

O jogador pode escolher entre diversas naves a sua disposição, incluindo as naves dos games anteriores e até mesmo do game Scramble Formation também da Taito. Cada uma dessas naves possui suas próprias habilidades, moldadas a sua época, então se optar por uma nave de Darius II por exemplo, esqueça do modo Burst, e acredite, isso fará diferença!

Assim como algumas naves a trilha sonora também é dos games da Taito, algumas remasterizadas e outras são as versões originais mesmo o que garante uma dose de nostalgia pura!

Uma crítica tanto positiva quanto negativa é a possibilidade de se jogar em dois monitores em Dariusburst Chronicles Savior no PC, o que da uma dimensão completamente nova ao game com uma visão de tela e dos inimigos muito imersiva, incomparável. Isso se torna um ponto negativo quando o game parece ficar refém dessa versão, parecendo que foi feito para ser jogado assim e ponto. Tudo ficou meio estranho, desenquadrado, como se estivesse realmente faltando o outro monitor. Outra crítica negativa nesse quesito é a falta de cuidado que alguns detalhes tiveram, como os menus ou o polimento nos gráficos.

dariusburst chronicles (12)

O jogo promete mais de 3 mil telas jogáveis, o que não é mentira e elas de fato estão lá. Porém a maioria são templates e o fundo que mudam com poucas mudanças realmente significativas. As fases memoráveis são as que acompanham a campanha principal do game.

Problemas a parte Dariusburst Chronicles Savior é memorável no gênero e recomendado para os fãs de shmups. A diversidade das naves, as criaturas marinhas imensas, a nova estratégia com o modo burst, tudo dá um tom diferenciado e se você puder jogar esse game com dois monitores, faça!

Pontos positivos

  • Variedade das naves
  • Nostalgia sonora
  • Burst mode é uma novidade bem vinda

Pontos negativos

  • Menus e detalhes mal acabados
  • Gráficos ultrapassados
  • 3 mil telas “template” mais do mesmo
Pedro Kakaz

Pedro Kakaz

Pedro Kakaz é apaixonado por Dark Souls, eterno hero of time, jogador de Dota que ama o trabalho que faz.


Análises