Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

vgBR.com – Videogames Brasil | 11 de dezembro de 2017

Ir para o topo

Topo

Um Comentário

Heavy Metal Machines – Preview

Heavy Metal Machines – Preview

Review

Jogo brasileiro gratuito

Uma homenagem nacional para o clássico Rock n'Roll Racing, atualizada para multiplayer online, com bons controles e diversão garantida.

Heavy Metal Machines é uma surpresa para os gamers brasileiros. O game está sendo desenvolvido e distribuído pela já conhecida Hoplon, desenvolvedora brasileira que fez o game dos Irmãos Piologo, e está disponível de graça na Steam para PC. Aqui fizemos uma prévia da versão em desenvolvimento que foi distribuída para a imprensa.

O mundo acabou e foi destruído por seus próprios habitantes, reerguido sobre o pedestal da loucura e do metal o game se passa em uma época onde o principal modo de sobrevivência é uma arena onde carros competem numa corrida com um objetivo: eliminar seus oponentes.

O game não possui uma história em si com linhas diálogos e cutscenes e tudo é mostrado de maneira a se integrar com o gameplay e servir de pano de fundo para loucura, destruição e muito rock.

O jogador vai encarnar um desses pilotos que tem seus carros como armas de destruição. Cada veículo  possui uma gama de habilidades e armas únicas, uma mais demente do que a outra. Carros com ganchos e armadilhas, bombas e metralhadoras são o padrão da parada. Mas e como funciona o game? Mais ou menos como no consagrado clássico de Super Nintendo Rock & Roll Racing, mas  Heavy Metal Machines brilha além de apostar só na nostalgia.

Os e-sports tem crescido e ganhado importância no mercado mundial e as empresas e desenvolvedores tem aproveitado uma fatia dessa onda competitiva e a Hoplon pareceu entender isso com Heavy Metal Machines. O game é criado e pensado de forma similar a um moba (League of Legends, Dota 2, Heroes of the Storm), onde temos uma pista de corrida que se assemelha muito a uma arena dos jogos citados onde oito carros (quatro para cada equipe) vão disputar para ver quem vai pegar a bomba e soltar na “fonte” do outro. Três explosões na fonte do inimigo e ele perde.

Assim como nos MOBAs, aqui cada piloto e seu carro fazem coisas distintas, tem habilidades distintas e toda uma diferença de atributos. Os carros mais pesados com mais HP  e resistência, os carros que tem pouca vida mas auxiliam os outros carros na captura dos inimigos, os carros que servem para causar dano e assim por diante, como nos clássico RPGs e  MOBAs, teremos os tanks, os assassinos e etc.

Os gráficos estão bonitos para o gênero. A pista é bem desenhada, os carros e os pilotos são carismáticos e nada é muito pesado e denso. O jogo é pensado para rodar em qualquer computador mas de forma bela que não vai agredir quem curte graficão. Um detalhe para o quão caricata as coisas são, os pilotos e carros me lembraram muito o clássico Mad Max com carros com espinhos, gaiolas, arpões e ossos ornamentados em volta, os pilotos punks, metaleiros, androids, tudo no melhor estilo pós apocalíptico.

Da mesma forma a trilha sonora, guitarras e baterias insanas, gritos e tudo que remete a loucura desse tema que eu acho fantástico.

Heavy Metal Machines é um jogo de teamplay com bons controles e desafio onde a cooperação é essencial para a vitória. A versão final tem previsão para lançamento no segundo semestre de 2017.

Pontos positivos

  • Diversão garantida
  • Temática caótica
  • Ótimas referências

Pontos negativos

  • Apesar de ser gratuito para jogar, o game só libera alguns conteúdos com pacotes pagos
Pedro Kakaz

Pedro Kakaz

Pedro Kakaz é apaixonado por Dark Souls, eterno hero of time, jogador de Dota que ama o trabalho que faz.