Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

vgBR.com – Videogames Brasil | 15 de dezembro de 2017

Ir para o topo

Topo

Sem Comentários

Sonic Mania – Análise

Sonic Mania – Análise
Pedro Kakaz

Review

Sonic nunca esteve tão bem

Sonic Mania mistura o clássico com novos conceitos de gameplay e gráficos que surpreendem nos efeitos e animações novas. Perfeição dentro do gênero.

Sonic Mania é o novo game da franquia, desenvolvido em parceria pela Headcannon e pela PagodaWest Games e distribuído pela SEGA, o game está disponível para PS4, Xbox One, PC e Nintendo Switch.

Dizer que Sonic Mania é uma carta de amor aos fãs seria uma análise simplista, dizer que é o primor dos jogos 2D ainda assim não estaria sendo justo com o game.

Quero começar o review dizendo que sou jovem comparado a meus amigos gamers, não tive oportunidade de jogar Sonic, Sonic 2 ou Sonic 3, portanto esta análise é de alguém que teve seu primeiro contato com Sonic aqui neste game, e por isso o fator nostalgia não estará presente na análise por mais que o game inspire muito isso.

O game não possui uma história de fato e os acontecimentos se passam logo após Sonic 3, ignorando a existência de um quarto game. Novamente enfrentamos o Dr. Eggman, que conta com parceiros robóticos vindos de algum lugar misterioso. Logo de início temos uma surpresa mostrando que o antigo está ali mas com uma pitada de novidade. Quando falamos em “antigo”, quero dizer fases antigas, trilha sonora antigas retiradas de títulos como Sonic 2 e 3. Ainda assim, Sonic Mania tem espaço para inovação e estágios completamente inéditos.

A jogabilidade segue a máxima dos plataformas antigos, aprenda com o simples e execute no complexo. O Sonic corre, usa um dash e é refém da inércia das fases (o que é brilhante). O jogador possui a opção de jogar com companheiros do ouriço também, como Tails e Knuckles, ambos com habilidades próprias de jogo.

Sonic Mania vai além e entrega diversos extras na jogabilidade, a começar por três filtros possíveis de imagem que modificam a experiência visual, simulando uma TV antiga, de acordo com o gosto do jogador. Por mais que eu não tenha o fator nostálgico por Sonic ele apela para a nostalgia sensorial também da década de 90, onde as TVs eram de tubo e os controles simples.

Mania Mode” é o modo principal de história, mas além dele há outras possibilidades de jogo, tornando este o game mais recheado da saga. A melhor parte é que todos são destrancáveis, não há DLC para liberar fases ou personagens (por enquanto), o que te deixa mais à vontade para jogar sem ter medo de encontrar algo bloqueado por uma barreira financeira. Entre os demais modos disponíveis temos o Time Attack, de corrida contra o tempo, além do modo de competição, de dois jogadores. Ambos bem similares ao clássico de Sonic 2.

As fases do Mania Mode são uma história do novo com o antigo, temos fases clássicas, réplicas quase exatas dos games antigos como Chemical Plant Zone, seguidas de uma versão nova da mesma fase, com desafios novos e surpresas.

No mesmo estilo é a trilha sonora que remete a músicas clássicas dos games que até quem não é fã conhece, mas sempre com uma pitada de novo. Os chefes são diferentes, nenhuma batalha contra chefão é igual às antigas e elas estão incrivelmente divertidas. Sem estragar a surpresa mas espere jogar até mesmo outros gêneros dentro de Sonic Mania durante o embate contra os chefões.

Design das fases, chefes, músicas. Tudo é muito competente e novo aqui e quando vi os mais velhos jogando percebi nostalgia e surpresa ao mesmo tempo. A movimentação desse game mostra o porque de Sonic sempre ter sido o rival perfeito de Mario. A proposta é completamente diferente ao mesmo tempo que é outro jogo de plataforma. Revisitar as fases aqui é essencial e os segredos e itens estão espalhados por todo canto.

Os gráficos são um show a parte e a brincadeira da mistura do velho 2D com 3D e até animações novas de movimentos tanto dos personagens como das argolas é inacreditável. Os personagens contam com movimentos totalmente novos e sprites em 2D que parecem velhos mas repaginados de maneira que irão fazer qualquer um sorrir. É uma surpresa agradável demais que um game neste estilo esteja tão bem cuidado em muitos aspectos e principalmente o visual. Por mais que tenhamos gráficos 3D realistas atualmente, em séries tão famosas, Sonic Mania prova que ainda há espaço para o estilo retrô quando bem feito, não só graficamente mas o conjunto inteiro.

O game não está disponível em português mas isso não tem relevância alguma tendo em vista que é um game de plataforma focado em gameplay e com pouquíssimo texto.

Sonic Mania é a perfeição dentro do gênero. Me introduziu ao um personagem velho de uma forma totalmente nova, com conceitos de gameplay fantásticos e gráficos que surpreendem nos efeitos e animações novas.

Pontos positivos

  • Nostálgico para os fãs e porta de entrada perfeita para quem não conhece
  • Gameplay inesquecível
  • Gráficos retrô excelentes
  • Trilha sonora marcante

Pontos Negativos

  • Absolutamente nada
Pedro Kakaz

Pedro Kakaz

Pedro Kakaz é apaixonado por Dark Souls, eterno hero of time, jogador de Dota que ama o trabalho que faz.