Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

vgBR.com – Videogames Brasil | 15 de dezembro de 2017

Ir para o topo

Topo

Um Comentário

Forza Motorsport 7 – Análise

Forza Motorsport 7 – Análise

Review

O melhor jogo de corrida do Xbox One

Forza 7 mantém a constante evolução da série, com melhorias em todos os aspectos principalmente nos gráficos e jogabilidade acessível a todos os níveis de fãs de corrida. Obrigatório.

Forza Motorsport estreou em 2005, quase no final da vida do Xbox original, como uma resposta da Microsoft a série Gran Turismo da Sony. Desenvolvido pela Turn 10 Studios rapidamente tornou-se uma importante franquia e sua primeira sequência saiu logo em 2007 no Xbox 360, console que também receberia mais dois jogos da série com Forza Motorsport 3 e 4 em 2009 e 2011 respectivamente.

Forza 5 marcou a estréia na atual geração de consoles junto ao lançamento do Xbox One em 2013, trazendo poucas inovações em relação ao anterior. Dois anos depois a Turn 10 lançaria Forza Motorsport 6, esse sim o primeiro jogo de corrida verdadeiramente next-gen da empresa. Mais 2 anos se passaram e mantendo a então estabelecida tradição, recebemos o novíssimo Forza Motorsport 7, para o Xbox One e Windows PC.

Pensar que a franquia está em sua 7ª versão em 12 anos é impressionante, já que o jogo continua evoluindo a cada edição. Forza 7 mantém a acessibilidade comportando diversos níveis de jogadores distintos com mais de 700 carros, muitas opções de pistas e gráficos e som dos melhores que a indústria já produziu.

O sétimo jogo já começa com você pilotando o carro da capa, uma Porsche Carrera GT2 RS com muita velocidade, bem arisca de domar e como essa é a sua primeira impressão do jogo, fica difícil se sair bem sem as ajudas do ABS e controle de tração.

Algo que considero uma falha é o game não vir com os volantes oficiais de Xbox pré-calibrados. Outros jogos recentes como F1 2017 já vieram com a calibração correta e não precisei fazer ajustes, mas Forza tem um histórico de problemas com volantes Thrustmaster desde o 6 e pelo visto persiste no 7 com o esterçamento do volante limitado em 90 graus ou meia volta, mesmo meu volante Thrustmaster TX sendo de 360 graus ou duas voltas, deixando muito difícil achar a calibração correta.

Depois de um bom tempo calibrando o volante consegui sentir melhor o carro, e comecei a me acostumar com jogo.

Jogabilidade

Comecei a jogar franquia no Forza 5 já no Xbox One. O jogo tinha bons gráficos e mostrava o potencial dessa geração de consoles, porém a jogabilidade sempre me apareceu arcade demais para um simulador, principalmente jogando com o controle já que na época eu não tinha um volante.

No Forza 7 eu realmente senti uma resposta melhor no volante e a graça de jogar com esse acessório é justamente tirar o máximo possível dos tipos de ajuda, deixando no modo simulador e com os drivatars no 100%. Uma outra opção curiosa dos drivatars é a regulagem de agressividade. Com ela sem limites fica quase impossível jogar pois os carros ficam batendo na sua lateral e querendo forçar a passagem de qualquer jeito, parecendo maníacos em carrinho de bate-bate.

O modo de carreira da Forza Motorsport 7 é o Forza Driver’s Cup. Há um total de seis copas diferentes e a progressão do nível dos carros, pistas e tamanho das corridas vai aumentando a cada uma delas.

Com tudo configurado do meu jeito consegui simular bem algumas corridas. Uma diferença que senti aqui é que se você realmente quiser baixar os tempos precisará achar o acerto correto do carro, o que dificulta um pouco pois as corridas são curtas e com muitas variações de carros. A não ser que você mude a opção para corridas longas, o que fica mais divertido mas muito mais demorado para evoluir no jogo.

Outra novidade na progressão do modo carreira é que agora existe o nível de colecionador de carros e se você é daqueles que não gosta de gastar comprando os veículos não vai evoluir sua coleção, ficando com acesso restrito ao que pode comprar pois os melhores modelos obviamente são aqueles que exigem um maior nível de coleção. Conforme você acumula carros, sua pontuação total de colecionador aumenta e isso determina o seu nível. São 5 níveis no total dividindo os veículos do game entre comum, incomum, raro, super-raro e lendário.

Os modos multiplayer vão desde a função tela dividida, até corridas online contra até 23 jogadores. Você pode criar o próprio lobby e controlar todas as opções do jogo na sua corrida limitando acesso aos diferentes níveis de carros.

SOM

O som mantém-se muito bom, como de costume na franquia. Os roncos dos motores são bem realistas, com alterações bem distintas dependendo da visão em que você está jogando. De dentro, atrás ou no capo do carro, é possível escutar os sons dos pneus no chão ou passando pela zebra e com até mesmo variações em tipos de asfalto diferentes.

A trilha sonora no menu é bem eclética e inclusive está disponível no Spotify abaixo:

Gráficos

Mesmo com essa versão mostrando apenas um aperitivo do que teremos no Xbox One X em 4k, esse ainda é o ponto mais alto do jogo. O game roda em 1080p e 60 quadros por segundo travados no Xbox One original e os gráficos são espetaculares sem qualquer engasgo mesmo com 24 carros na pista.

Como sempre a modelagem dos veículos, com detalhes dos painéis, reflexos de luz nos vidros, sombra das nuvens no asfalto e no capo e a fumaça dos pneus apresenta um nível de fotorrealismo impressionante ao dirigir. Na chuva ou a noite tudo fica ainda mais bonito. Forza 7 usa o mesmo sistema de clima dinâmico de Forza Horizon 3 e durante uma corrida o tempo pode mudar de sol a nublado, e chuva (com trovões e relâmpagos). Quando você correr em qualquer pista molhada pela primeira vez e ver a água batendo em seu carro vinda do carro da frente, você entenderá o nível de detalhe dos visuais. Os limpadores de para-brisa tremem e fazem barulho quando utilizados em alta velocidade. A coisa é nesse nível.

Novamente o melhor jogo de corrida do Xbox One

Forza 7 mantém a constante evolução da série, com melhorias em todos os aspectos principalmente nos gráficos. O jogo é muito divertido e atende todos os públicos, seja você alguém que gosta de simulação real como eu ou um jogador mais casual que curte mais tunar ou modificar seus carros e nem liga tanto assim para o desafio das corridas.

A variedade dos mais de 700 carros e inúmeras pistas, traçados e tipos de corrida fazem com que o jogo nunca se torne repetitivo. Obrigatório para qualquer fã de jogos de corrida.

Pontos Positivos

  • Jogabilidade acessível a todos os níveis de fãs de corrida e jogadores em geral
  • Gráficos espetaculares com um nível de detalhe jamais visto
  • Modo carreira extenso com muitas coisas para fazer

Pontos Negativos

  • Calibração do volante desnecessariamente complicada