Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

vgBR.com – Videogames Brasil | 19 de novembro de 2017

Ir para o topo

Topo

Sem Comentários

Metroid Samus Returns – Análise

Metroid Samus Returns – Análise

Review

Ótimo retorno às origens 2D

Metroid Samus Returns é um jogo brilhante. Ótima jogabilidade, gráficos, design e enredo fazem a franquia Metroid voltar ao 2D com maestria.

Metroid Samus Returns é o retorno da franquia à formula 2D que se consagrou como um gênero indie. Lançado depois de um hiato de 13 anos Samus Returns é obrigatório a qualquer fã da série e/ou do gênero. Se quer descobrir o porquê esse exclusivo de 3DS é quente, vem comigo que eu te explico.

Quando a Nintendo anunciou esse game na E3 fora do Direct ao mesmo tempo que em êxtase e tremendo de emoção fiquei meio decepcionado com a forma como apresentaram. Esse game merecia muito mais destaque do que apenas um trailer jogado para o final da fila e muito menos ser largado na mão de um estúdio mediano como o MercurySteam que literalmente defecou os últimos Castlevanias.

Metroid é e foi uma das séries formulas mais importantes da história dos videogames (só ver o número absurdo de indies que se consideram “metroidvania”) e que ficou no limbo por longos e solitários 13 anos.

Foram 3 meses de espera, tão longos que mais pareceram 3 anos. Quando peguei o jogo (e os amiibos) na mão quase escorreu uma lagrima de tanta emoção. Peguei o game no metro com meu fornecedor e assim que tive oportunidade botei no console. Foi a primeira vez que fiz isso em um game que comprei nesse esquema. Normalmente me segurava até chegar em casa, mas o hype foi tanto que deslacrei no metrozão mesmo.

Eu devorei MSR em 3 dias úteis e foram umas 19 horas de jogo e 100% completos. Fazia tempo que não ficava imerso em um game dessa forma, era do busão até a minha cama com o Nintendo 3DS na mão.

Agora que você já sabe que eu sou fã doente de Metroid vamos ao que interessa.

O Retorno

No inicio o jogo é muito diferente do original, um verdadeiro remake. A produção nas mãos de Yoshio Sakamoto como sempre foi altamente acertada e apesar de olhar com desdém para MercurySteam tenho que afirmar que eles não só fizeram um excelente trabalho como também o “provavelmente” melhor jogo da série 2D (Metroid Prime original de GC ainda é o líder do meu coração).

Alguns podem até achar que as novas mecânicas (como o parry) e a progressão (mapas mais lineares?) sejam formas de facilitar a vida dos novos jogadores e a questão é que vocês estão errados, e como estão. Em nenhum momento Metroid Samus Returns facilita a vida do jogador. Tudo foi pensado milimetricamente e pode ter certeza que você vai ficar perdidinho como sempre. Scan de áreas? Serve para te enfiar em algum puzzle com desafio excelente.

Esse é um jogo que não pega na mão do jogador e o leva para um passeio chato e genérico via marcadores. Samus Returns te indica um caminho através do estupendo level design e depois te obriga a pensar para progredir. Como sempre você vai ir e voltar várias vezes nos mesmo lugares até se encontrar ou até poder passar, é uma mecânica bem característica da série.

Uma das coisas mais interessantes é que os power ups estão sendo liberados em ordens completamente diferentes do padrão da série, coisas que eram dadas no final estão sendo liberadas no início e o game vai te surpreendendo assim até o fim. Outra coisa linda é que o jogo vai te obrigar a usar todas suas mecânicas, novas e velhas, o tempo todo, misturando as possibilidades em vários momentos.

A parte visual e sonora eu nem preciso falar muito, é só você ver um trailer qualquer que a qualidade do audiovisual vai transbordar na sua mente, principalmente em 3D. Esse também é o Metroid mais difícil da série, com certeza foi o que mais levei game overs e isso jogando no normal (a única dificuldade liberada).

E para não falarem que só tracei elogios e sou fana tem uma coisa que eu posso dizer que esse game deixou um pouco a desejar: a repetição de bosses e inimigos. Essa é uma repetição que faz parte da progressão do game e de nenhuma maneira tira a qualidade com que foram criados. Metroid Samus Returns tem alguns dos melhores bosses e subs de toda a série, principalmente os que tem aparição única.

E no aguardo pro Prime 4…

Metroid Samus Returns é um jogo brilhante para quem gosta e para quem não gosta da formula eu só lamento. Se você é fã de Metroid, Castlevania, Metroidvanias, Metroid-like ou qualquer termos indies desses e ainda não jogou, faça um favor a si mesmo e vá jogar essa maravilha agora.

Samus

  • Gráficos 3D e aquela trilha sonora
  • Exploração muito inteligente e desafiadora
  • Com certeza tem a melhor jogabilidade da série 2D
  • Progressão, Level Design e ambientação supremas

Metroids

  • Bosses e inimigos um pouco repetitivos

Danilo Morim

É Rhazo como um Pires ou A Voz da Rhazão? Trabalha como gamer e dorme com o controle na mão.