Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

vgBR.com | 15 de novembro de 2018

Ir para o topo

Topo

Sem Comentários

Pro Evolution Soccer 2019 – Análise

Pro Evolution Soccer 2019 – Análise
Itamar Diniz

Review

Nota
8.5
8.5

O game de futebol mais bonito até hoje

PES 2019 chega com melhoras expressivas na parte gráfica, assim como sua jogabilidade recebeu ajustes deixando o game mais realista, ganhou uma série de novas ligas e perdeu a licença da Champions League.

O interminável mês de Agosto está chegando ao fim e tanta espera valeu a pena. Fomos premiados com o novo Pro Evolution Soccer 2019, game que se mantém na Fox Engine e atinge um patamar impressionante nessa edição 2019 se compararmos com o primeiro jogo da série que aderiu a ela, no caso o PES 2014 no final do ano de 2013.

Esses cinco anos de trabalho em cima da Fox Engine mostraram que a Konami estava certa quando resolveu passar sua principal série para esse motor gráfico. Existem rumores que o próximo game da série não será desenvolvido nessa Engine e possivelmente PES 2019 atinge o que pode ser o máximo da engine proprietária da Konami.

Estamos jogando PES 2019 no Xbox One X e é impressionante o nível de detalhes que o game apresenta. PES 2019 é o jogo de futebol mais bonito já visto até hoje. Felizmente a evolução não fica só na parte gráfica e a jogabilidade também melhorou consideravelmente.

Jogabilidade

Os últimos games da série já tinham evoluído bastante nesse quesito. Quando iniciei o PES 2019 pensei que não iria me surpreender em relação a sua jogabilidade mas em pouco tempo já notei que muitos detalhes foram aprimorados, deixando o jogo mais realista que sua versão anterior.

Antigamente o PES tinha uma jogabilidade que puxava mais para o lado Arcade do que para um Simulador e no PES 2019 a Konami conseguiu apagar essa imagem e deixou o game com uma jogabilidade bem realista, na qual você não vê jogadores fazendo firulas em campo.

O sistema de dribles do game também foi mudado e acabou aquela história de zagueiro dar chapéu de carretilha, volante fazendo elástico ou dribles mirabolantes, algo que realmente não ocorre com naturalidade dentro de uma partida. O que mais me agradou foi que as partidas não estão mais chatas e ocorrem belíssimos lances, jogadas bem trabalhadas mesmo sem a existência desses dribles desnecessários por jogadores que não teriam capacidade de executa-los.

Em contrapartida é muito bom pegar a bola com jogadores habilidosos, você sente que com eles pode arriscar um drible ou uma jogada de maior dificuldade que eles respondem com grande precisão aos seus comandos, seja em uma arrancada ou uma tentativa de drible para fugir da marcação.

A ansiedade de jogar o novo game era tanta que nem esperei terminar a instalação completa, com aproximadamente 1/3 do game instalado ele já permite você ir jogando um amistoso podendo selecionar Liverpool ou Schalke 04 enquanto espera concluir o processo de instalação. Ao iniciar o jogo, tentei realizar inversões de campo por lançamentos, algo que era de fácil execução antigamente, agora você nota que ao fazer isso na defesa, vira uma jogada de risco e a chance de erro aumentou consideravelmente. Assim como lançamentos para frente onde você dificilmente você irá conseguir pegar uma bola sem um zagueiro adversário estar na sua marcação. Tal mudança fez com que o toque de bola venha a ser a melhor saída para buscar uma jogada de ataque.

Mesmo com tantas mudanças na jogabilidade, você sente que é um novo game da série PES, com diversas alterações sim, mas aquela agradável jogabilidade que vem sendo trabalhada ao longo de 5 anos dentro da Fox Engine se mantém em sua essência atingindo um equilíbrio melhor e deixa o game com um realismo em seus lances que não era visto nas versões anteriores.

Quando você está sem a bola, também notará que o sistema de marcação está diferente, não é mais possível dar aqueles botes as cegas para roubar uma bola, terá que ir cercando o adversário até o momento de desarmá-lo, ou tentar um carrinho que sempre foi uma jogada de risco. Sem a bola existe uma seta secundária na marcação que é de grande utilidade para você saber qual será o próximo jogador que você irá controlar caso aperte o botão de alterar jogador. Essa é uma atualização simples mas que trás uma melhoria importantíssima para escolher a melhor estratégia de recuperar a bola. Com a nova animação, os goleiros agem com mais naturalidade durante as defesas e reposições de bola.

Os chutes também estão melhores, você controlando um bom finalizador poderá arriscar sem medo chutes de fora da área que a chance de sair um gol ou uma jogada de perigo é alta. Você sente o peso e a força do chute, o mesmo também vale para as cobranças de falta, alias a bola parada permite diversas estratégias que são de fácil acesso sem precisar pausar o game para isso. O sistema de cobranças de falta está mais natural, não existem mais aquelas setas auxiliares, está num estilo dos WE/PES clássicos, apenas o jogador e a bola, sem assistências que mais atrapalhavam na hora da cobrança.

Agora é possível realizar uma substituição rápida, logo que a bola sai você consegue realizar a substituição sem precisar pausar o game. Além de dar uma melhor dinâmica a partida, o jogo trás detalhes das condições do titular a ser substituído e reserva que irá entrar.
Jogando contra a CPU você nota que ela se comporta de maneira diferente de outras versões, quando estão em vantagem cadenciam mais o jogo, as vezes ao ponto de recuar a bola para o goleiro, parece até que você está jogando contra outra pessoa online.

Gráficos

Graficamente é o game mais bonito de futebol que eu já vi até hoje. A iluminação está impressionante, assim como os efeitos de sombra e mesmo com gráficos detalhados, o game mantém uma taxa de quadros estável.

Quem acompanha o Campeonato Brasileiro ficará boquiaberto com a qualidade dos estádios nacionais no game, assim como os jogadores em sua grande maioria são bem semelhantes aos atletas reais. Já os principais jogadores do mundo você nota o cuidado que foi tomado para cria-los, o nível de detalhe chega a cicatrizes e tatuagens.

As animações durante as partidas estão belíssimas, cada gol feito vale seu replay só para você acompanhar com mais detalhe o nível gráfico que o game atingiu. As expressões dos jogadores também impressionam, em confrontos de seleções, eles chegam a cantar o hino de seus respectivos países, reclamam de faltas que sofreram, gesticulam quando o time faz ou leva gols e conforme os jogadores vão se cansando, fica notável a fadiga no decorrer da partida trazendo grande sensação de imersão ao game.

Quanto aos menus não ocorreram grandes mudanças, se mantém intuitivos e de rápida assimilação. O sistema de formações foi aprimorado ficando mais fácil de realizar as alterações que deseja. Os tempos de carregamento estão rápidos e antes da partida iniciar você consegue ver como seu time estará dentro de campo com fotos reais da grande maioria dos jogadores que o game trás.

Som

Poucas mudanças nesse quesito, o som da torcida e do ambiente mal sofreu alteração em relação as versões anteriores, alguns clubes continuam com seus cantos próprios.

A narração se mantém pelo terceiro ano consecutivo com Milton Leite e comentários de Mauro Beting, mas achei o volume da narração um pouco baixo comparado as outras versões, ao ponto que tive que diminuir o áudio da torcida para poder escutar os narradores. Nela podemos notar o cuidado que o jogo toma com os clubes brasileiros onde os jogadores tem seus nomes falados de forma bem fluida, assim como os clubes e estádios são apresentados pelos seus respectivos nomes. No geral não notei erros de narração, no tempo que joguei achei ela bem fidedigna ao que se passava em campo.

A trilha sonora do game trás músicas agradáveis e que ficarão na mente de quem jogar o PES 2019 por muito tempo.

Exclusividades

Com Felipe Coutinho na capa do game lançado no Brasil, o PES 2019 é o game com mais licenciamento de ligas de toda a série, muitas delas de menor expressão, como a liga da Bélgica, Escócia, Suíça e Dinamarca, outras ligas relevantes como a da França e Portugal.

O grande diferencial são algumas ligas sul-americanas que deixam o jogo com um enorme atrativo para quem acompanha o futebol da América do Sul. Só de ter o Campeonato Brasileiro com todos os times licenciados já é um grande diferencial, além disto, existe uma série de estádios do Brasil no jogo e futuramente o game receberá mais conteúdo referente a clubes nacionais. A própria Konami já anunciou que o antigo estádio do Palmeiras (Palestra Itália) será inserido no game em futuras atualizações. Contando todos os estádios no momento de seu lançamento, PES 2019 traz um total de 42 estádios, sendo 17 deles não licenciados que permitem você alterar o nome no menu de edição.

É notável o empenho da Konami para que sua série tenha cada vez mais times licenciados mas mesmo assim o PES 2019 levou um duro golpe e perdeu a licença da Champions League, que era o “carro chefe” das versões anteriores.

Mesmo com a aquisição de novas ligas, elas são de pouca expressão. A Premiere League por exemplo, que é considerada por muitos a principal liga nacional do Mundo, consta apenas o Arsenal e o Liverpool de clubes licenciados, todas as demais equipes estão com nomes e uniformes genéricos. Isso também vale para a liga Espanhola. Já a liga Italiana está quase completa, mas a Juventus não está licenciada no game. Diante disto para quem curte jogar com equipes licenciadas, terá que relevar essa situação ou passar um bom tempo no modo de edição que o jogo oferece para arrumar nomes e uniformes dos clubes que não estão licenciados.

Temos um problema na seleção Brasileira também, apesar da seleção apresentar uniforme oficial, seus jogadores estão com nomes genéricos. Considero esse o pior problema com licenciamento, afinal você perde toda a referencia do time ou seleção que gosta de jogar, quando seus jogadores são inventados. O modo de edição permite que você convoque jogadores para as seleções, é rápido de corrigir, mas provavelmente não funcionará no ambiente online quando quiser jogar com a Seleção Brasileira por exemplo.

Por falar em ambiente online, enquanto estávamos testando o jogo para avaliação, os servidores não estavam habilitados, diante disto também não foi possível jogar o modo MyClub.

Quanto as escalações das equipes, não estão constando até o momento as transferências que ocorreram depois da Copa do Mundo, isso provavelmente será corrigido de forma rápida pela Konami após os servidores abrirem, afinal o game continua com o serviço de atualização ao vivo.

Diante da falta de licenciamento de grandes clubes, o game oferece um modo de edição bem completo, que permite diversos tipos de personalizações.

PES 2019 chega com melhoras expressivas na parte gráfica, assim como sua jogabilidade recebeu ajustes deixando o game mais realista, ganhou uma série de novas ligas e perdeu a licença da Champions League. Quem já era fã da série provavelmente irá gostar muito das alterações ocorridas na jogabilidade, e as pessoas que reclamavam do game ser mais voltado para um estilo Arcade poderão dar uma nova chance agora que provavelmente não irão se arrepender.

Prós

  • Campeonato Brasileiro Licenciado e diversas novas ligas licenciadas
  • Loads rápidos
  • Alterações na jogabilidade que deixaram o game mais realista
  • Melhores gráficos já vistos num jogo de futebol
  • Inteligência Artificial aprimorada
  • Vários estádios Nacionais no game

Contras

  • Deixou de ter a licença da Champions League
  • Muitos clubes Europeus continuam com nomes genéricos
  • Seleção Brasileira com jogadores não licenciados