Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

vgBR.com | 17 de outubro de 2018

Ir para o topo

Topo

Sem Comentários

Mega Man 11 – Análise

Mega Man 11 – Análise
Danilo Morim

Review

Nota
8.5
8.5

Retorno do Blue Bomber

É uma evolução da formula com o nível de produção que se espera de um Mega Man. A Capcom acertou em praticamente tudo no game que só fica devendo em conteúdo.

Mega Man 11 é um game de ação e plataforma, desenvolvido e publicado pela Capcom para PC, NS, PS4 e XBO.

Depois de 8 anos sem nenhum game novo na franquia a Capcom trouxe um dos personagens mais importantes e marcantes da indústria de forma triunfal para essa geração.

MINHA HISTÓRIA COM MEGA MAN

Mega Man foi um dos primeiros jogos que me lembro de ter jogado no NES. Na época foi bastante frustrante porque mal conseguia jogar o game. Hoje posso dizer que até certo ponto sou fã da franquia no geral e quero deixar bem claro que tenho grande preferência grande pela série Mega Man X.

Eu não gostei tanto das propostas de MM9 e MM10, e eu tive meu hype moderado por Mega Man 11, porque gostei do vídeo de apresentação e também porque gostei da versão Demo no Switch. Agora posso dizer que fui surpreendido positivamente pelo game e estou de olhos bem abertos para os próximos capítulos da franquia.

SISTEMA DOUBLE GEAR

A jogabilidade de Mega Man 11 é impecável. O game é bastante fluido e responde perfeitamente aos comandos do jogador. Temos algumas mecânicas novas, incluindo algumas modernidades que já tinham sido implementadas em Mega Man 10. A única coisas que preciso deixar claro é que existem alguns momentos cheap e frustrantes em algumas fases, mas é muito pouco para estragar o game.

Em MM11 existem 4 níveis de dificuldade (eu fechei no casual e no normal), é possível salvar o game e você pode comprar itens como vidas e tanques de energia. Também é possível comprar alguns upgrades simples como por exemplo aumentar a capacidade de carregar itens e outros que influenciam diretamente na jogabilidade, tanto pra facilitar como para dificultar a sua experiência.

Sendo especifico sobre as 4 dificuldades disponiveis, a mais fácil oferece vidas infinitas, menos dano e checkpoints mais abundantes. O segundo nível é uma mistura do mais fácil e do normal, você toma menos dano, tem mais checkpoints mas não tem vidas infinitas. O normal é o modo que recomendo você iniciar para se terminar a primeira vez, se achar muito difícil jogue no casual até pegar o esquema do game. O modo Super Hero é bem complicado, já que você toma o dobro do dano, os bosses tem novos padrões e os recursos como energia só podem ser recuperados com itens comprados.

O grande destaque do game vai para o sistema Double Gear que dá uma nova cara a jogabilidade clássica, mas sem perder a essência. Os designers trabalharam muito bem a mecânica de slow motion que é muito útil e precisa ser utilizada praticamente durante o game inteiro. O learning curve dessa mecânica é bastante natural e quando você menos esperar já vai usar ela automaticamente.

AUDIOVISUAL

Terminei MM11 no PC e no Xbox One X, mas também joguei a versão demo no Switch. Todas as versões ficaram boas com apenas uma * na versão de PC que tem alguns glitches quando se usa o alt+tab. Tirando esse pequeno problema que será concertado em algum patch não vi ou tive problemas técnico com nenhuma versão do game que pude experimentar.

Falando sobre os gráficos acredito que poucas pessoas possam se decepcionar. O game é vivo e cheio de cores, os cenários e inimigos são bastante variados e muito bem feitos. A escolha pelo 2,5D foi acertada e artisticamente deixou o game bem bonito, incluindo os efeitos que são 3D e combinam com a arte. Visualmente não consigo imaginar esse game ficando datado como aconteceu com alguns games da série X que foram lançados para PSX e PS2.

A trilha sonora é interessante, tem algumas musicas bem marcantes, mas também tem algumas sem sal. No geral ela é boa e na versão PC existe a possibilidade de usar uma versão orquestrada. Não sei se é uma opção exclusiva no Steam, mas eu não encontrei essa opção no Xbox One.

SINTETIZANDO

Mega Man 11 foi bem mais do que eu esperava. A Capcom acertou em praticamente tudo no game que só fica devendo em conteúdo. Pra mim é um jogo superior aos antecessores porque é uma evolução da formula com o nível de produção que se espera de um Mega Man.

Esse game vai levar algo entre 3 e 4 horas para você terminar, mas isso pode diminuir ou aumentar de acordo com sua habilidade com o controle e sua experiência com os jogos da série.

Se você é fã ou tem interesse em Mega Man não tenho como deixar de recomendar a compra do game. Fiz uma pequena pausa para descansar e escrever esse review, mas já conclui algumas fases no Super Hero e em breve pretendo atingir a glória máxima com nosso amigo azul.

Mega Man

  • Sistema Double Gear e jogabilidade muito boa
  • Belos gráficos e boa trilha sonora
  • Design das fases e inimigos é bem feito e variado
  • Excelentes lutas contra bosses
  • Desafio na medida, independente da sua escolha de dificuldade

Wily

  • Algumas fases têm momentos injustos
  • O game é bastante curto, mesmo com o fator replay em alta
Danilo Morim

Danilo Morim

É Rhazo como um Pires ou A Voz da Rhazão? Trabalha como gamer e dorme com o controle na mão.