Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

vgBR.com | 13 de novembro de 2018

Ir para o topo

Topo

Sem Comentários

LEGO DC Super Villains – Análise

LEGO DC Super Villains – Análise
Pedro Kakaz

Review

Nota
8
8

Lego com os vilões da DC

É um ótimo game para se divertir sem se preocupar, cheio de referências e personagens icônicos, com momentos engraçados e um gameplay orgânico.

LEGO DC Super Villains é mais um game da franquia de jogos da TT Games com personagens em Lego, o game foi distribuído pela Warner Bros. Interactive Entertainment.

Desde moleque que sou fã dos games da TT Games com personagens feitos de Lego. Desde LEGO Indiana Jones, LEGO Star Wars até o não tão bom LEGO Harry Potter eu fui viajando nesse universo de paródias nerds super divertido de se jogar multiplayer. LEGO DC Super Villains traz não só a magia LEGO como junta tudo isso com os melhores personagens do universo da DC Comics.

O universo DC Comics tem os heróis mais icônicos dos quadrinhos, é fácil destacar Batman, Superman e Mulher Maravilha mas é igualmente fácil apontar que esse universo tem os melhores vilões das HQs. É nisso que o enredo do game vai apostar e você vai acompanhar o ponto de vista dos vilões mais clássicos do mundo e suas peripécias de uma maneira cômica que só os games do Lego proporcionam.

Mais interessante que o enredo em si é destacar a quantidade absurda de conteúdo que o game proporciona. A galeria de vilões é ridiculamente grande, cada qual com suas particularidades e habilidades. Tudo inicia na prisão, quando Gordon vai consultar um dos vilões clássicos e acaba tomando uma emboscada, o que gera a escapatória de diversos ícones vilanescos. Você cria seu próprio vilão, bem cartoonesco e exagerado, com roupas coloridas, habilidades e equipamentos a sua escolha. Após isso a galeria de personagens começa a aumentar e você será obrigado a jogar com todos eles, vez ou outra tendo que voltar em um ponto anterior quando habilitar aquele vilão que abre portas específicas que antes não podiam ser abertas.

A exploração de Gotham é um dos pontos bem altos do game. Você consegue explorar de maneira meio open world a cidade que está fantástica. O jogo vai te premiar pela exploração e curiosidade, sempre com coisas inusitadas, úteis e engraçadas. A história fica ainda mais mirabolante quando universos paralelos são apresentados, com uma nova versão da Liga da Justiça bem singular.

O gameplay não tem grandes novidades, aposta em algo mais seguro e concreto, na velha fórmula de sempre. Você irá destruir, construir e reconstruir, irá utilizar personagens específicos para feitos específicos, o combate é divertido e muito pouco punitivo, é o típico jogo porta de entrada para aquele sobrinho que já adora ver os filmes nerds e quer se divertir jogando video game. Da mesma forma os gráficos estacionaram bastante no tempo, há uns três jogos que não existe uma melhora significativa, mas isso não incomoda nem um pouco.

O multiplayer na minha opinião é obrigatório aqui. Os puzzles e desafios fazem muito mais sentido quando jogados em equipe, o jogo faz questão de salientar que o trabalho em equipe é necessário muitas vezes.

O game está totalmente em português, o que reforça ainda mais a vontade de colocar aquele primo mais novo na frente do video game para se divertir um bocado.

LEGO DC Super Villains é divertido, polido e simples. Um game perfeito pra se divertir sem se preocupar, cheio de referências e personagens icônicos, com momentos engraçados e um gameplay orgânico.

Pros

  • Gameplay simples e divertido
  • Galeria de personagens e conteúdo imensa e icônica
  • Totalmente em português

Contras

  • Poderia ter sido melhor o trabalho em cima dos gráficos
  • Poderiam ter mais inovações de gameplay
Pedro Kakaz

Pedro Kakaz

Pedro Kakaz é apaixonado por Dark Souls, eterno hero of time, jogador de Dota que ama o trabalho que faz.