Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

vgBR | 20 de abril de 2019

Ir para o topo

Topo

Sem Comentários

Senran Kagura Burst Re:Newal – Análise

Senran Kagura Burst Re:Newal – Análise
David Signorelli

Review

Nota
8
8

Ninjas na porradaria

Um beat ‘em up com elementos de visual novel e RPG, com gameplay de fácil acesso, bons gráficos e diversão na medida certa.

Quem joga videogame a bastante tempo sabe que em uma época os ninjas faziam o maior sucesso. Como esquecer de Shinobi, Ninja Gaiden ou mesmo as Tartarugas Ninja? Somado a isso era também época dos saudosos beat ‘em up, que garantiam diversão por horas à fio para aqueles afim de uma boa pancadaria.

Tempo passa e pelo visto tanto os ninjas quanto os beat ‘em ups não disputam mais os holofotes no mundo dos games, porém não significa que eles irão sumir e a série Senran Kagura veio para mostrar isso.

Senran Kagura Burst Re:Newal (que nome…) é um beat ‘em up com elementos de visual novel e RPG, sendo originalmente um jogo de 3DS e que agora recebeu uma repaginada para o PlayStation 4 (a versão da análise) e PC.

HISTÓRIA

As personagens principais desse jogo são aprendizes de ninja na Hanzō National Academy e a aventura se desenrola através de missões onde nós controlamos elas. Praticamente todas as missões tem algum elemento de visual novel e até algumas delas sendo somente diálogos, um mais engraçado que o outro, o fator comédia nesse jogo é alto.

Apesar de existir um inimigo central na trama, o desenrolar é bem tranquilo e sem senso de urgência. Gostei bastante de algumas personagens como a Asuka e a Ikaruga, não que as demais sejam ruins, porém acabam caindo em estereótipos de personagens de anime.

Algo que eu não imaginava que teria tanta ênfase é o fator “fanservice”. Senran Kagura não poupa esforços para mostrar calcinhas, decotes avantajados e ângulos que “favorecem” os mais safadinhos. Para você ter uma ideia, algo que indica que estamos infringindo dano nos inimigos é o fato deles irem perdendo a roupa, sendo rasgadas e coisas do tipo. O mesmo lógico que acontece com as nossas amigas ninja, evidentemente.

GAMEPLAY

Controlar cada uma das meninas é muito divertido. Os controles funcionam super bem e cada uma tem habilidades distintas, aumentando ainda mais o fator de replay. Os comandos são em sua maioria muito simples, qualquer um vai conseguir desferir combos com facilidade, basta prestar atenção no tutorial do começo do jogo que nele você aprenderá diversas dicas de como destruir os inimigos com facilidade.

Caso precise reforçar os ensinamentos ninja, o jogo tem à sua disposição um excelente modo de treinamento que mais parece um jogo de luta, tamanha a quantidade de customização disponível, excelente jogada da produtora.

O game se desenrola em um sistema de missões, cada um com objetivos únicos e contendo um ranking que libera algumas habilidades adicionais dependendo do seu resultado. Esse sistema faz com que o jogo fique perfeito para jogar rapidamente, especialmente quando não temos muito tempo, considerando que o original era um título para consoles portáteis, é evidente que tenham tomado essa decisão.

Não sendo somente super divertido encher os inimigos de porrada, ainda podemos vestir as meninas como quisermos. Claro que não é todo mundo que vai querer perder tempo com isso, mas confesso que achei estranhamente divertido ficar alternando suas roupas, que vão desde as roupas debaixo até as especiais, podendo mudar a cor dos cabelos e tal. Existem diversos colecionáveis como músicas, vídeos e imagens para aumentar ainda mais o tempo que irás gastar com essas ninjas malucas.

GRÁFICOS

Senran Kagura Burst Re: Newal não deixa a desejar nos visuais, tudo é bem colorido e redondo, realmente como se fosse um anime. É lógico que não chega aos pés dos jogos mais avançados tecnicamente, porém isso não chega a tirar o brilho do jogo.

Não somente os visuais do jogo são bacanas, mas toda a interface teve um trabalho bacana em trazer um pouco do que seria uma fictícia universidade de ninjas para a tela da sua TV. As ninjas também são super bem feitas e se você tiver curiosidade, poderá vê-las com mais “qualidade” na parte onde podemos trocar suas roupas, mas sem malícia!

SOM

Estou até agora com a música do menu principal do jogo na cabeça, é incrível como algumas faixas nesse jogo grudam na mente. São músicas que variam desde o típico som da música tradicional japonesa até aqueles rock/metal estilo Naruto que tocam nas cenas de batalha.

Achei uma trilha sonora bem bacana e todo o trabalho sonoro num geral é bem elaborado, com uma dublagem excelente e efeitos sonoros de arrasar.

VEREDITO

Eu fiquei muito feliz jogando esse jogo, me trouxe de volta para uma época mais simples onde tudo que importava era pancadaria, ninjas e um copo de refrigerante. Os jogos amadureceram como a maioria de nós, mas de vez em quando vale a pena encarnar uma Kunoichi (ninja mulher) e descer a paulada nos inimigos mais uma vez.

Prós

  • Com uma proposta simples, o jogo traz diversão na medida
  • Personagens bacanas
  • Gráficos refeitos

Cons

  • Podia ter uma variedade maior de inimigos
  • Nem todas as ninjas são legais de jogar
  • Meio apelativo em alguns momentos
David Signorelli

David Signorelli

Amante de jogos japoneses, foi responsável por derrotar os Weapons de Final Fantasy VII que iriam afundar a Ilha da Rainha da Morte, conhecida como Florianópolis. Se arrepende disso até hoje.