Jump to content

Leaderboard


Popular Content

Showing content with the highest reputation since 06/25/2018 in all areas

  1. 9 points
  2. 9 points
    Era só o que faltava: Tititi Gaming Edition. Não tem nada mais desinteressante que saber das escolhas de relacionamento de jogador de videogame. Se querem brincar de Capricho façam lá no geral.
  3. 6 points
    Yu Suzuki's: What is Shenmue? Fabio Gaspar's: What is Shemale?
  4. 6 points
  5. 6 points
    Pelo artigo, a mina morava no México e ele nos EUA. Acho normal terminar nesse caso. Fora que a mina trabalha na TV e queria ser atriz. Devia estar chupando a emissora inteira. O cara também deve ter uma puta grana e devia estar comendo mulher. O cara comeu uma gostosa famosa e a mina ficou mais famosa nos EUA. Todo mundo já conseguiu o que queria. Segue o jogo.
  6. 5 points
    Vou pegar o FF7, por exemplo. Você começa o jogo controlando o Cloud, um Soldier renegado que tá junto de um grupo terrorista, cujo objetivo é acabar com a Shinra, corporação que está drenando os recursos do planeta. O jogo começa e se passa inicialmente na cidade de Midgard e seu objetivo é a Shinra e pronto. Dá a impressão que o jogo vai se passar todo na cidade. No meio do caminho, você vai conhecendo os personagens, a relação do Cloud com a Tifa, o Barret com sua filha, acaba esbarrando na Aeris que te ajuda e o enredo de cada personagem vai sendo desenvolvido. Eu, pelo menos, me senti instigado a conhecer mais sobre a Tifa, Barret e cia. De repente o jogo dá uma guinada pra outro rumo, com a aparição do Sephiroth, e você passa a perseguir ele saindo de Midgard. Aí, de repente, se abre um mapa e um mundão pra você. Enquanto vai seguindo os rastros do Sephiroth, o jogo vai explicando mais sobre a história do mundo, você conhece mais personagens cujas histórias vão sendo desenvolvidas também e você vai tendo cada vez mais empatia pelos personagens. E aí vão acontecendo os plot twists que todo mundo ficou boquiaberto até o jogo culminar na batalha contra o Sephiroth pra salvar o mundo. O jogo todo te instiga a curiosidade, os personagens interagem bastante entre si (lembro que eu ficava na dúvida se queria que o Cloud ficasse com a Tifa ou a Aeris) e a história do mundo é cheia de referências, como a teoria de Gaia. Poucas coisas são mal explicadas no jogo. Talvez eu tenha terminado ele sem entender direito o que eram as Weapons, mas só. Daí, fazendo um paralelo, você pega o FF15. O jogo já começa com você na estrada, indo se casar com a Luna e o jogo não nem explica direito o porque. Daí do nada, você que é a porra de um príncipe com um carro chique, está sem dinheiro e precisa fazer trabalhos mundanos pra consertar o carro. Nesse meio tempo, o jogo te enche de quests inúteis, sendo que você deveria estar com pressa pra se encontrar com sua noiva. Aí sua cidade é destruída, seu pai morre e o que você faz? Continua caçando bichos e colhendo comida. Em nenhum momento o jogo apresenta os personagens e você tem empatia zero com eles. Do nada aparecem os Summons, que aparentemente são coisas importantes, te atacam sem motivo e você é obrigado a matar eles. Aí você fica o jogo todo na expectativa do Noctis se encontrar com a Luna e ela morre da forma mais imbecil possível e você resolve viajar pra capital da cidade inimiga. Descobre que seu objetivo é morrer pra salvar o mundo, morre e fim. Nisso o jogo acabou e não desenvolveu NENHUM personagem. Você tem empatia Zero com Noctis e seus amigos e com a Luna, que aparentemente seriam todos personagens importantes. A narrativa é cheia de buracos também.
  7. 5 points
    Joguei essa obra prima e já dou GOTY por antecedência hahahahaha. Minhas impressões: O jogo é bem Souls no feeling e na estrutura de jogo mas é mecanicamente bem mais complexo que de todos os jogos que seguem essa formula. É um Soulsborne Ninja literalmente. Ele é mais rápido que Bloodborne e que o próprio Nioh. O char não tem estamina decrescente e sim uma barra que cresce e não pode chegar no máximo, e os inimigos tem essa mesma barra. Ela é o principal medidor do combate e quando chega no limite é um estado critico que é basicamente um momento de morte seja pra quem estiver nesse estado(alguns inimigos aguentam mais de uma). Essa barra aumenta se você for parryado, se não parryar direito e se tomar dano. Ela desce se você se manter fora de ação, fugindo usando o hook, se mantendo na esquiva ou correndo pra longe. O Hook com certeza é a maior novidade e tem vários usos. Eu achei extremamente versátil no combate, no stealth e na navegação pelo mapa, que é bem mais livre, vertical e tático que Souls. O uso hook é muito orgânico e tem um learning curve interessante. Eu queria ter tido mais tempo mas gostei muito de usar. Os itens especiais do braço prostético são bem variados e tem usos completamente diferentes. Toda vez que você usa um equipamento especial ele gasta um item (limitado) que é recuperado ao matar inimigos ou ir na “bonfire”. Eles também adicionam ao moveset e são combados com os ataques. Também tem um tipo de suco estilo estus para recuperar HP. O Stealth achei bem natural e serve mais como um meio do que como forma de jogar. O jogo te permite “limpar” um pouco os inimigos da área antes de enfrentar um mais forte, já que nem todos morrem no monohit ou são facilmente suscetíveis ao stealth. É um sistema completamente opcional e nada forçado, gostei muito da implementação e do feeling ninja. Morrer como já haviam falado é algo que serve inclusive de estratégia. Você pode “morrer” e reviver até 2x seguidas. Tem duas bolinhas em cima do HP que indicam suas vidas, se você morre e revive perde uma e fica impossibilitado de reviver novamente até matar alguém. Elas se regeneram conforme você mata ou descansa nas bonfires. Não é uma mecânica muito explicita ainda e eu precisaria de mais tempo com o game pra entender melhor, mas pelo que testei é mais ou menos isso. Acredito que seja possível reviver mais de 2 vezes se você conseguir completar essa bolinha gasta. Como falei é bem familiar a Souls, assim como Bloodborne era, mas é um game com coração próprio e será um jogaço obrigatório para quem é fã da From. Tem coisas que estão em embargo e não posso sequer mencionar. A demo é relativamente curta, muito bem feita e eu joguei algumas vezes.
  8. 5 points
    Enquanto eram gamers baixando pra jogar em casa nunca deram bola, mas a explosão desses controles arcade com raspberry que qualquer pé de chinelo tá montando e vendendo com pacotão de 8000 roms provavelmente abriu os olhos pra Nintendo ver a grana que tão fazendo em cima dos jogos dela.
  9. 5 points
    Esse lance de beleza não sustenta porra nenhuma no dia a dia de uma vida a dois. Beleza é importante inicialmente já que é o que nosso instinto pede pra fazer a gente ir lá tentar esfregar a genitália. Mas para um relacionamento onde você vai dividir sua vida o mais importante mesmo é o caráter e índole, aliados a cumplicidade, amizade, confiança, suporte, carinho e respeito. Claro que ninguém quer casar com o Quasímodo e aparência é sim um fator determinante em nossa sociedade. Todo mundo tem que se cuidar por questões não só estéticas mas de saúde e blá blá blá, mas de que adianta a mina ser linda se é chata pra caralho? Se tenta te impedir de fazer o que você gosta? Se você quer sair pra ver seus amigos e ela reclama disso? De repente a sua princesa linda se mostra uma bruxa e você vai viver infeliz só pra estar ao lado de alguém por causa da aparência? Algo que inclusive vai se deteriorar ao longo dos anos? Quem liga pra aparência nesse nível não tem que se relacionar sério com ninguém mesmo. Tem que entrar numa academia, ficar boladão e ir passar o saco/xana em todos os belos/belas que conseguir. Até porque sempre vai existir uma pessoa mais bonita do que a que está ao seu lado. Aí você vai querer trocar sempre que tiver oportunidade?
  10. 5 points
    Nego da uma importância muito grande pra história de DMC, mas ela é tão podre e sem nexo que eu não estou nem ai pra quem é o personagem principal ou que tem mais foco no desenvolvimento narrativo. Nesse game só quero 60 FPS, jogabilidade deliciosa padrão da série, bosses e um bom desafio pra chegar até o fim.
  11. 4 points
    Anthem é um daqueles projetos que já começa inchado e já vimos tantas vezes isso acontecer na indústria que não vai ser novidade pra ninguém quando o jogo flopar forte e a Bioware for pro saco. Lacração. Agora tudo tem essa palhaçada de inclusão forçada. Por mim poderiam remover toda essa parte sexual desses jogos. Recurso inútil. Videogame e sexo não tem nada a ver.
  12. 4 points
    Deve ser sensacional. Agora se eu não gostasse de super heroi eu nem entraria em tópicos assim. Na verdade eu não entendo muito bem pra q viver se não gosta de super herois??
  13. 4 points
  14. 4 points
    Parei aqui. LOL Mentira. Li tudo. Não acredito que esses putos acertaram a colcha de retalhos que é esse jogo. Pra mim é o pior FF da história e concorre, cabeça a cabeça, com FF13 e todo aquele lixo injogável que veio depois (13-2 e Lightning Returns)... Espero, sinceramente, que a Square dê uma guinada (que é como ela normalmente faz) e leve a franquia pra outros ares.
  15. 4 points
    Cheguei as 400 horas de Overwatch no Xone, sem contar o que já tenho no Playstation 4 também, jogo da geração <3
  16. 4 points
    Se vc aguenta os graficos de Mario 64, a versão de PC de Grandia 2 vai ser de boa. Enredo é legal, mas o gameplay é muito bom. Não jogou FFT? Agora eu não levarei mais nenhuma opinião sua sobre RPG a sério, larga todos esses lixos existentes e vai jogar o que importa
  17. 4 points
    Enfim Rhazo tendo rhazão. PQP... só postem a foto da mina e boa. Foda-se o resto! huashuashuash Daqui a pouco teremos o CASTELO VGBR (casa do Atila) onde teremos gamers famosos aparecendo em fotos da e-zine VGBCaras (ganhará um faqueiro se assinar).
  18. 4 points
    Hahaha, calma eu não quis generalizar não. E nem to afirmando que o cara terminou por isso. Só to dizendo que quem tá de fora e vê um cara pegando uma gostosa, já fica pensando que o cara é sortudo e que tá comendo bem. Mas nem sempre é assim. A coisa mais normal do mundo que existe é que em relacionamentos muita mulher nem curte tanto sexo, a ponto de conseguir viver sem, seja mulher feia ou bonita. Daí se o sexo é ruim, ou quase não existe, me digam, qual é a vantagem de namorar uma gostosa? Só pra ficar tirando onda com os outros? É pra isso que tu pega mulher, Libraink? Na moral, tira o sexo da jogada, e a beleza não vai servir pra nada pra homem nenhum. Vai importar muito mais se a mulher é boa companheira, boa amiga e talz. Pra mim o cara só ganhou na loteria se tá pegando uma gostosa que também gosta de sexo. E isso quem tá de fora nunca vai saber se é esse o caso.
  19. 4 points
  20. 4 points
    Joguei bastante esse também e era bem legal. Lembro dos poderes com as espadas, progressão do game era bem bacana. E esse lance de que era bom pra quem não tinha N64 é devaneio de nintendistas que jogavam games a 15 FPS no borrão 64.
  21. 4 points
    Ai que ta a loucura de fazer parte de fórum hoje em dia. Nego realmente se coloca no lugar de uma EMPRESA. "Eu sei que nasci pra estar em segundo lugar". Como se eu comprar um Switch me colocasse num podium imaginário onde não consigo mais acessar nenhum jogo em nenhuma outra plataforma. O que beira a insanidade é a forma que vocês lidam com empresa pleno 2018.
  22. 4 points
    acho que o jogo do Rambo deve ser melhor que saporra de jogo..... O game saiu a um tempo que ja dava pros caras terem arrumado muitos dos problemas e parece que a cada dia aparece mais.... fui tentar jogar saporra, perdi quase 3hrs da minha vida....simplesmente a merda do jogo fica bugado na missão e não dá p progredir... fiz tudo que pedia, e a missão não atualiza....sem contar os graficos de ps2..
  23. 4 points
    Ninguém entendeu porra nenhuma do jogo apresentado na E3 (menos alucard), porém, algumas empresas já estão fazendo jogos baseado no Baseado na demo do Kojima. Um desses é o Deadly Standing disponível no google play. https://play.google.com/store/apps/details?id=com.SkyPatrol.DeadlyStandingASurvivalGame um jogo feito pelo genial Kojumbo! huashasuhausahusahsuashau "Everyone knows Kojumbo genius, Therefore, the game is brilliant."
  24. 4 points
    Rapaz, aquilo ali foi MUITO bosta. Nego passa o jogo inteiro chilicando, como se fosse um semideus, "dont touch me", vários xingamentos. Aí acaba o jogo e chora igual um filho da puta. Aí, vai e posta que na vida dele nada foi fácil, mesmo ganhando o primeiro milhão aos 14 anos. Eu tô com um nojo desse cara, que tá foda. Admiro pra caralho o futebol, quando ele realmente joga, mas na minha opinião, é um jogador bom, que nunca vai chegar ao status de lendas, como Romário, Zico, Ronaldinho (que eu também não gostava, mas que naquele Santos 4 x 5 Flamengo, em final de carreira, mostrou pro menino Ney como se faz), Ronaldo, etc. Mesmo admirando o futebol, eu torço pro Neymar se foder, pq cada jogo relativamente "bom", lá vem essa palhaçada pra aparecer,
  25. 3 points
    minha nossa. agora sim, descemos ao fundo da nerdisse!
×