Welcome to vgBR.com - Videogames Brasil

Registre-se agora para ter acesso a todos os benefícios do fórum, o registro é totalmente de graça e você poderá interagir com os usuários do fórum de forma mais ativa

Não perca tempo e cadastre-se agora mesmo, leva 2 minutinhos

ryo

Membros
  • Total de itens

    2.808
  • Registro em

  • Última visita

  • Time Online

    499d 23h 27m 4s

Reputação

353 Wii

1 Seguidor

Sobre ryo

  • Rank
    64 bits

Métodos de Contato

  • ICQ 0

Últimos Visitantes

554 visualizações
  1. Deve ficar pouco acima do 3DS, que passou de 70 milhões. Já que juntou os 2 públicos, né? Difícil ficar abaixo.
  2. Bom, MS e Sony também lançam suas loucuras, acho válido. O Kinect da MS, o Wonderbook e o PSVR da Sony são experimentos válidos. O problema é quando empurram isso junto como o Kinect no X360 e o tablet com o Wii U. Mas o que dou mais valor mesmo são as melhorias e serviços como como Xbox Live, XB Game Pass, Plus, etc...
  3. Um dos principais fatores é exatamente o que a Nintendo temia, a fórmula de se diferenciar nos consoles esgotou. Não sobrou a ela outra alternativa senão juntar o console com o portátil, é uma decisão acertada ao meu ver. Para compensar isso a Nintendo se lançou nos celulares, outra decisão acertada. Um novo console estilo o Wii ou Wii U da Nintendo não seria muito diferente da performance do Wii U. Com as thirds japas que davam suporte aos portáteis da Nintendo mais a Nintendo focada em uma só plataforma, todos nós gamers ganhamos com isso. Fora que ainda pode receber ports de alguns jogos como o Doom e Skyrim, jogos que o público da Nintendo não estava acostumada.
  4. Bom, era assim até o Switch completar 1 ano. De lá para cá isso mudou porque, com os períodos de vida alinhados, o Wii e o PS4 teriam acabado de passar pela holyday season. Mas passado esse período e vindo o período de vendas magras ambos continuaram vendendo bem, o Switch começou a comer poeira dos 2 mesmo nesse período de vendas baixas dos 2. Provavelmente o Switch vai ficar bem atrás do Wii nesses primeiros anos.
  5. A Nintendo está unificando as suas 2 plataformas (console e portátil), quer melhor coisa que isso? O 3DS deve durar só este ano, depois deve receber só jogos meio irrelevantes da Nintendo.
  6. Particularmente eu estava me referindo à versão do Switch poder sair aquém por alguma dificuldade técnica, já que no Japão vai lançar só em Setembro, quase junto com a versão ocidental. Não me incomodo com os jogos não serem AAA tecnicamente nos consoles, contanto que o jogo seja muito bom e apresente evolução na série.
  7. A versão do Switch atrasou no Japão e sairá só em Setembro, deve ter havido algum problema na adaptação, provavelmente no modo portátil que é menos potente. Espero que não fique capada a ponto de incomodar.
  8. Entre o que você fala e a realidade há um abismo. O mercado muda, os gostos mudam e desenvolver um jogo demanda muitos recursos. Pegar uma franquia antiga e adaptar para os dias de hoje demanda muito planejamento e investimento. Lançar quase do mesmo jeito que antes, fora algumas exceções, só resultaria em poucas vendas. Ainda bem que você não está na direção da empresa rs Se eles conseguirem ressuscitar uma franquia por geração e tornar elas viáveis daqui em diante já é um grande feito, algo que nem a Nintendo consegue direito. Os últimos foram DKC (Wii) e Metroid (GC). No Wii U não me lembro de terem ressuscitado e viabilizado uma franquia e no Switch também não fizeram isso ainda. Eu acharia ótimo se conseguissem, mas não é por isso que vou ficar denegrindo uma empresa se ela continua lançando jogos bons.
  9. Eu também recomendaria começar pelo Yakuza 0 (no Steam está por R$61,19), depois parte para o Yakuza Kiwami (remake do 1) e Yakuza Kiwami 2. O Yakuza 3 pode pular, é um filler.
  10. Já está sendo desonesto, o ranking pega a média dos reviews dos sites e compila, quer discordar, discorda. Mas não dá para desconsiderar e chamar isso de lunático. Você usa de falácias e parte para o ad hominem, fugindo do assunto. Considera o ranking um absurdo? Argumente, oras. Não vi nenhum argumento contra o ranking. E mais, Atlus é Sega. Creative Assembly é Sega. Ou vai me dizer que God of War (Santa Monica Studio), Uncharted (Naughty Dog) e Horizon (Guerrilla Games) não são jogos da Sony? Mesmo indo estritamente nos seus critérios o jogo com a nota mais alta deste ano entre os que citei é da Sega (Yakuza 6 com 86). Segundo semestre tem 3 jogos promissores da própria Sega (Yakuza Kiwami 2, Fist of the North Star e Valkyria Chronicles 4). Ou seja, você ainda está falando groselha.
  11. Só para ter ideia sobre este ano da Sega até agora. Radiant Historia: Perfect Chronology - 85 The Alliance Alive - 76 Yakuza 6: The Song of Life - 86 Total War Saga: Thrones of Britannia - 76 Dragon's Crown Pro - 80 Shin Megami Tensei: Strange Journey Redux - 83 Já tem uma média boa. VC4, Fist of North Star, Ykuza Kiwami 2 e Tem Sonic Racing devem melhorar ainda mais a média.
  12. Na mesma fonte que a Bethesda usou de referência para, em plena conferência da E3, se proclamar a melhor empresa de 2017. Se você está mais perdido que cego em tiroteio, não é problema meu. Espero que com isso e os jogos do segundo semestre você pare de falar groselha. O que mais preciso esfregar na sua cara? http://www.metacritic.com/feature/game-publisher-rankings-for-2017-releases
  13. Musou? Este jogo segue os moldes do Yakuza.
  14. Por enquanto sim, é exclusivo do PS4.
  15. Cego em tiroteio... A Sega foi top 3 em média de reviews ano passado, não deve ficar muito longe disso este ano. Segundo semestre a Sega tem VC4, Fist of the North Star, Yakuza Kiwami 2 e talvez o Team Sonic Racing. Lava a sua boca antes de falar da Sega Tenta argumentar sem viajar na maionese. Isso de "mimimi, não lançam mais VF. É a empresa que mais decepciona" não cola.