Welcome to vgBR.com - Videogames Brasil

Registre-se agora para ter acesso a todos os benefícios do fórum, o registro é totalmente de graça e você poderá interagir com os usuários do fórum de forma mais ativa

Não perca tempo e cadastre-se agora mesmo, leva 2 minutinhos

 

Após o cadastro poste no tópico de boas vindas para poder ter seu cadastro liberado.

Bastard

Membros
  • Total de itens

    62
  • Registro em

  • Última visita

  • Time Online

    91d 13h 51m 19s

Reputação

48 Telejogo

Sobre Bastard

  • Rank
    8 bits
  1. Mas veja, megaman 7 e 8 não são unânimidades, muito em razão dessas mudanças aí. Não serei hipócrita em dizer que não gostaria de explorar em busca de segredos, mas tem a série X que sempre foi sobre isso. Como fã, esperava bastante ação, level design no equilíbrio ideal entre o fazer pensar e reagir rápido, Bosses empolgantes. Tive tudo isso, não tenho do que reclamar. To tentando fazer boss rush no Superhero sem dano, mas tá difícil. já tenho um no normal.
  2. não só pra fã. Só conheço o 2 e nem sou chegado em Star Wars, embora não tenha assistido a apenas Rogue One e Solo, dos filmes grandes. Como obra de ação, é até que legal. Tem momentos muito bacanas, como toda a sequência de fuga com os tie fighters, o monstrão da arena e o "pouso" do Destroyer. Lembro que atiçou minha curiosidade pra série, na época.
  3. cloudstrife tava joselitando e meteu uma dessas. mas nada inédito por lá. Toda postagem do cara era em CAPS LOCK e as ofensas e provocações partiam dos dois espéctros, mesmo que um deles se via acuado pelo material de apoio que outro trazia ao debate. a esquerda está perdendo porque seus argumentos não estão sendo convincentes. Podem refletir uma certa visão de minorias, mas ignora as batalhas diárias dos comuns. Não é nazismo insito que move quem se fecha para a esquerda, mas isonomia. Povo não aguenta mais coitadismo ou cale-se.
  4. Medida de segurança no responsável. É risco para pessoas próximas.
  5. A maioria de quem joga Souls é só no Brute Force. Sai atropelando os desafios com magias, overlevel, coop. No Pc ainda tem cheat. Sekiro não terá comparação justa. Percebo que a galera de quase todo forum grande está ativamente ignorando a existência do game, desde que anunciaram o corte das facilidades. Não se vê um comentário dele, mesmo com a BGS aí e suas filas cheias. É como se aqueles que passaram anos rindo de quem reclamava dos Souls, mandando "Git Gud", agora se viu fodido porque o "Git Gud" voltou pra atormentá-los, sem esqueminha. Ou sabe jogar ou não sabe. Vai ser um fracasso de vendas. Não terá tópicos com mil páginas de bajulação. Muitos sairão do armário e dirão o que sempre pensaram sobre a série, mas não diziam pra não serem julgados. A maior base estará no Steam, justamente pelos cheats. Uma pena. Ainda acho que será um dos melhores games da geração.
  6. ah bicho, me chama de elitista e o que mais quiser, mas acho que nem todo jogo tem que ser acessível pra todo nível de player. Tem jogo que a graça principal está no esforço em superar um desafio aparentemente impossível; que a graça é simplesmente fica muito bom nele. Não me importo morrer 20 vezes num boss se isso melhorar meu gameplay. No próximo, serão 10 mortes, e no posterior, 5. Claro, contando que tenha algum cuidado e profundidade no sistema, o que é raro hoje em dia.
  7. Tudo que eu queria de um Souls. Pura skill. Agora tem que ver se o gameplay se adequa, pois se mesmo sem apelar pra overlevel e demais atalhos o game continuar com hit box zoado e imprecisões artificiais que só ferram o jogador pra isso se equilibrar, vai ser um esforço jogado no lixo. Meu hype está completamente fundado nessa expectativa.
  8. Estou jogando Onimusha 2 casualmente. Gameplay ainda é consistente, sendo apenas atrapalhado por algumas tomadas de câmera e pontos cegos devido a transição. História e narrativa são vergomhosas de tão amadoras, especialmente se considerar o tamanho da produção na época. Não que eu me importe com isso se todo o resto se segura, mas é que não dá sequer pra pular o que nada acrescenta à experiência. Cenários continuam bem bacanas e bonitos, apesar do pre-render. músicas de elevador fazem pouco pra se destacar. Tem uma japonesice de ficar trocando presentes entre os 4 personagens de apoio , cada qual com seus gostos e preferências. Esse escambo leva aquisição de itens (herbs, flechas, poções, magatamas...), mas é bem sem graça e quebra o ritmo. Filler em sua exata definição. Lembro que achei o 2 melhor que o 1 na época, então não estou hypando tanto esse remaster. Que venha algo novo e distante do 4, que achei ruim até na época.
  9. Megaman 11 terminado. Que jogo, senhores. Que jogo. Chefes, design de fases, uso das armas, ação old school de extrema qualidade. Está tudo no pacote e em abundância. Só posso dizer que é obrigatório pra quem gosta da série e de jogos 2d de ação com qualidade. Estou muito empolgado com uma possível continuação desde já, pelo acerto no tom dessa equipe. E falo isso sem explorar uma das mecânicas chave do jogo, que é o Double Gear, pois ainda não usei. Capcom is back. Nota 10.
  10. Coemecei Megaman 11 agora depois do almoço e só digo o seguinte: Fãs, seja do blue bomber ou de games old schooll, podem ir sem medo. To jogando no normal, buster only e sem o Double Gear e tanks, com um desafio na medida. Derrotei dois chefes, Torch man e Fuse man, e já considero este último uma das melhores fases e chefes de toda a série. Primeira impressão muito boa. Estava com receio de uma abordagem moderninha demais. Leia-se: molenga demais.
  11. Quero, mas não verei o video por hora. Não to a fim de estragar a surpresa dos patterns. @Rhazo achou o quê do game?
  12. Tava precisando mesmo de um simulador de enrolar. Sempre fiz porcamente.
  13. Já tiraram tanto dinheiro desse game... Uma versão mais safada que a outra. Pior que saiu um "HD" faz pouco tempo, só pra aumentar ainda mais a vergonha. É um puta Up no curriculum dos sujeitos e propaganda gratuita da série pra Capcom, já que é um mero Mod, o que exige uma cópia do jogo. Estando ambas as partes satisfeitas...[/Russomano]