Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Redação vgBR

Membros
  • Total de itens

    2.423
  • Registro em

  • Última visita

    Nunca
  • Dias Ganhos

    15

Redação vgBR ganhou no último dia Dezembro 20 2018

Redação vgBR teve o conteúdo mais curtida!

Reputação

407 Wii

Sobre Redação vgBR

  • Rank
    64 bits

Informações de Perfil

  • Sexo
    Masculino

Redes Sociais

  • Facebook
    http://www.facebook.com/vgbrcom
  • Google
    https://plus.google.com/+VGBR
  • Twitter
    http://www.twitter.com/vgBR

Últimos Visitantes

902 visualizações
  1. Bandai Namco anunciou Amy de Soulcalibur IV como um personagem de DLC para Soulcalibur VI. Uma data de lançamento não foi anunciada. Amy luta usando sua habilidade natural para superar o inimigo como uma arma. Embora seu alcance seja curto e seu poder de ataque baixo, ela está equipada com habilidades rápidas e de alta eficiência. Em seu combate especial de curta distância, ela pode até lutar contra adversários superiores no físico como iguais ou maiores. A Bandai Namco também anunciou um add-on “Creation Parts Set” que será lançado em 19 de fevereiro. Ele adicionará 67 partes adicionais de criação de personagens, além de 17 músicas de Soul Edge e 11 músicas de Soulcalibur. Soulcalibur VI já está disponível para PlayStation 4, Xbox One e PC. Assista ao trailer da Amy abaixo. Para mais novidades, fique ligado no vgBR. Post original em Soulcalibur VI recebe Amy como nova personagem por DLC Leia matéria original no site, e comente!!!
  2. Redação vgBR

    Metro Exodus – Análise

    Metro: Exodus é o terceiro jogo da série que é baseada em um famoso romance russo. O game foi desenvolvido pela 4A Games e publicado pela Deep Silver para PS4, Xbox One e PC e posso dizer com certeza que foi um dos melhores FPS que joguei nessa geração. DISTOPIA Para quem não conhece a série, Metro é um jogo de tiro em primeira pessoa, ambientado em uma distopia pós apocalíptica com bastante foco em narrativa e em ambientação. Os jogos anteriores eram menores e menos ambiciosos com campanhas bastante lineares e alguns elementos leves de sobrevivência. Dessa vez a desenvolvedora apostou em um design mais abrangente, que mistura sequências de jogo lineares com mundo semi-aberto, lembrando bastante o reboot de Tomb Raider e suas sequências. A história é muito boa e merece ser aproveitada desde o inicio e por isso eu recomendo quem puder jogar os anteriores que inclusive foram remasterizados para essa geração. Exodus é uma sequência direta e continua a história do protagonista Artyom em sua busca por uma vida melhor para os sobreviventes da guerra nuclear. O jogo conta histórias a todo instante e tudo que acontece faz sentido. Os personagens são marcantes e muito bem desenvolvidos durante toda duração do game. Um dos pontos mais altos do game é sua ambientação tensa e caótica, que a todo momento mostra como a humanidade e algumas situações podem ser ruins e piorar em vários sentidos. DESLUMBRE Os gráficos espetaculares do game acompanham a ambientação e oferecem um dos visuais mais bem trabalhados e marcantes dessa geração. O único game que consigo colocar no mesmo patamar técnico, e talvez um pouco acima é Red Dead Redemption 2.Os efeitos sonoros são um espetáculo e a trilha sonora é tensa e marcante. O game também oferece suporte a Dolby Atmos, então recomendo aproveita-lo com um bom sistema de áudio ou headset de qualidade. Eu joguei o game inteiro no Xbox One X e testei um pouco da versão de PC e não encontrei grandes problemas técnicos em nenhuma das plataformas. O game roda nativamente em 4K no console da Microsoft e tem uma implementação excelente de HDR. O que mais me incomodou foram alguns bugs, principalmente na inteligência artificial e Crashs ocasionais no Xbox. O game também tem um load inicial bem longo e isso pode incomodar alguns. DEFUNÇÃO A jogabilidade de Metro é bem hardcore e brutal, principalmente nos níveis mais difíceis. É possível morrer com apenas um tiro dependendo da arma e erros no game raramente são perdoados. O jogo é justo e sabe recompensar a exploração dos mapas semi-abertos, seja com quests opcionais muito bem desenvolvidas ou melhorias para o Artyom e suas armas e equipamentos. Atirar em campo aberto sem silenciadores pode não ser a melhor estratégia porque se algum tipo de mutante estiver perto pode atrair uma horda inteira para sua localização. Às vezes é melhor abordar o game com mais cautela, para não gastar sua preciosa munição ou mesmo pagar com sua vida. O game tem uma mecânica simples de recursos e criação de itens que é bem intuitiva e serve para criar diversos itens úteis e até munições. Todas as armas são completamente customizáveis e dão várias opções de abordagem aos diversos tipos de jogador. Um exemplo é que seu 38tão pode virar um rifle de precisão ou uma pistola silenciosa com apenas alguns ajustes. Espere bastante conteúdo além da história normal, mas você vai precisar vasculhar os mapas para ter acesso as mais interessantes. Inclusive alguns upgrades só ficam disponíveis se você procurar os locais ao realizar essas missões secundárias. Metro não tem indicadores visuais de nenhum tipo e para acessar o mapa ou seu inventário, a ação não é pausada. O level design do jogo, seja nos mapas abertos ou nas sequências lineares são excelentes e oferecem experiências de jogo igualmente acima da média. O único problema que realmente me incomodou são alguns bugs na IA que fazem ela se comportar de forma completamente burra e algumas vezes causarem problemas que quebram um pouco da tensão do combate, principalmente nos níveis abertos. INVERNO ATÔMICO Eu já gostava da série, mas Exodus levou ela a um novo de patamar. Um jogo visceral, que nas dificuldades mais difíceis não perdoa erros, mas sabe como recompensar o jogador. A adição dos mapas abertos deu uma evoluída forte na formula da série e as clássicas as sequências lineares do game oferecem ainda mais qualidade que seus antecessores. Um jogo que me apresentou novidades durante as quase 25 horas que joguei, merece destaque. Com excelente jogabilidade, uma história densa e ambientação impecável Metro Exodus é um dos melhores jogos de tiro dessa geração e fica ao lado de gloriosos jogos de tiro como Doom, Wolfenstein 2 e Titanfall 2, que também fiz as análises. Para quem curte jogos de tiro e não quer o mamão com açúcar padrão que a indústria tem empurrado goela abaixo, esse é o seu jogo e eu recomendo fortemente você a jogar, principalmente em alguns meses quando o preço ficar melhor e os bugs e glitches forem consertados. Prós Gráficos absurdos, um dos jogos mais bonitos da geração Ambientação é um dos pontos mais fortes do game, que quase só tem pontos fortes O design de fases, sejam as partes abertas ou as fechadas são espetaculares História, narrativa e personagens excelentes Jogabilidade hardcore e brutal Contras Alguns Crashes ocasionais Alguns Bugs/glitchs na IA Load inicial nas partes aberta é grande Post original em Metro Exodus – Análise Leia matéria original no site, e comente!!!
  3. Redação vgBR

    Dead or Alive 6 Deluxe Demo e mais novidades

    A Koei Tecmo anunciou uma “Deluxe Demo”, o personagem de conteúdo para download Mai Shiranui do The King of Fighters XIV e mais para o Dead or Alive 6 no EVO Japan 2019. Veja os detalhes abaixo. Deluxe Demo O Deluxe Demo será exclusivo para os assinantes do PlayStation Plus através dos membros da PlayStation Store e do Xbox Live Gold através da Microsoft Store e poderá ser jogado de 22 a 24 de fevereiro. A próxima demo consistirá de partidas online de classificação e lobby, assim como treinamento gratuito, tutorial, treinamento de comando, desafio de combinação e uma introdução ao modo de história. A Demo contará com todos os 24 personagens disponíveis no lançamento e todos os penteados e óculos estarão disponíveis para cada um dos personagens jogáveis. DLC: Mai Shiranui, um segundo personagem vindo de The King of Fighters XIV e trajes Além disso, uma colaboração com The King of Fighters XIV da SNK foi confirmada. Mai Shiranui se junta à batalha em junho como um personagem convidado ao lado de outro combatente de The King of Fighters que ainda não foi anunciado. Os personagens serão vendidos separadamente, mas também serão incluídos no Season Pass 1. O Season Pass do Dead or Alive 6 estará disponível para compra em 1º de março e também incluirá 62 novos trajes: “ Dead or Alive 6 Happy Wedding Costumes Vol. 1 “e” 2 “,”Dead or Alive 6 Conjunto de novos trajes vol. 1 ″ e “2 ″, e figurinos adicionais para os dois lutadores da SNK. Bônus Season Pass também contará com novos trajes NiCO e Nyotengu. Todo o conteúdo do Season Pass 1 será disponibilizado entre março e junho de 2019. Campeonato Mundial de Dead or Alive O Team Ninja também revelou as primeiras informações sobre o próximo Dead or Alive World Championship. Os qualificadores serão realizados na América do Norte, Europa e Ásia, com os principais jogadores de cada região competindo nas Grandes Finais do Japão. O total de prêmios das Eliminatórias e Grandes Finais equivalerá a 10 milhões de ienes (JPY). Dead or Alive 6 será lançado para o PlayStation 4, Xbox One e PC no dia 1 de março. Para mais novidades, fique ligado no vgBR. Post original em Dead or Alive 6 Deluxe Demo e mais novidades Leia matéria original no site, e comente!!!
  4. De acordo com uma mensagem deixada no Twitter pelo próprio Yusuke Hashimoto: “Este tweet será um pouco mais pessoal do que o habitual … 31 de janeiro, foi meu último dia na PlatinumGames.” Hashimoto acrescentou que depois de 13 anos na Platinum, “trabalhar com dezenas de indivíduos talentosos em Bayonetta, Bayonetta 2 e Star Fox Zero não tem preço para mim”. Não se sabe se isso vai afetar o desenvolvimento do jogo visto que a equipe desenvolvedora do jogo não foi anunciada até o momento. Post original em Yusuke Hashimoto, produtor de Bayonetta 1 e 2 deixa a Platinum Games Leia matéria original no site, e comente!!!
  5. Aqueles que jogaram o Black Desert Online recentemente já devem ter passado algumas horas testando o Campo Sombrio, o modo Battle Royale do game. E agora, no próximo dia 27 de fevereiro, o novo modo de jogo será lançado oficialmente no servidor sul-americano do game e, para comemorar, a publisher preparou uma serie de missões especiais para os aventureiros do MMORPG. Essas missões terão diferentes objetivos, como coletar itens, eliminar inimigos, sobreviver a batalhas e muito mais. Aos jogadores, basta completar a missão diária para receber uma Adaga de Ouro, ou então completar todas as fases para obter uma Caixa de Acessórios de Alta Qualidade II. Quem prefere explorar o mundo vasto e lúdico do Black Desert Online também não ficará sem novidades nos próximos dias, já que a partir da última atualização do game, na manhã de 13 de fevereiro, é possível acompanhar um inédito Diário de Viagem, com registros das incríveis aventuras vividas por Igor Bartali no mundo de Black Desert há cerca de 50 anos. Revivendo suas aventuras, os personagens receberão novas missões que, ao serem completadas, recompensarão os jogadores com um status bônus em seu personagem e toda sua Família. Nos próximos dias, também será possível aproveitar a data mais romântica no Black Desert Online: o Dia de São Valentim, quando personagens poderão processar Chocolate e aproveitar seus efeitos in-game. Garrafas com Mensagens – que podem conter missões, itens e pergaminhos de chefes – também poderão ser encontradas no oceano durante uma sessão de pescaria. Tudo isso enquanto queimas de fogos de artifício ocorrem em grandes cidades deste vasto universo, Velia, Heidel e Calpheon. Para os que ainda não fazem parte do time de aventureiros do MMORPG que chegou para revolucionar o gênero, o Black Desert SA preparou uma chave de acesso especial que permite jogar gratuitamente durante o período do evento Desafio do Nível 56. Após criar uma nova conta e resgatar o código “Achieve56levels” no site oficial do game, basta alcançar o nível 56 com um personagem dentro de 14 dias para receber um passe de jogo permanente. Post original em Jogadores se preparam para o dia “Dia D” no Black Desert Online Leia matéria original no site, e comente!!!
  6. A NVIDIA anunciou que Battlefield V e Metro Exodus agora suportam a tecnologia NVIDIA RTX em sua totalidade utilizando inteligência artificial e Ray Tracing em tempo real para oferecer gameplay envolvente e desempenho poderoso. Além disso os games também receberam suporte ao NVIDIA DLSS (Deep Learning Super Sampling). A implementação do Ray Tracing e do NVIDIA DLSS oferece aos gamers o melhor dos dois mundos: ótimos recursos visuais e excelente desempenho. Battlefield V Ganha DLSS e mais otimizações Battlefield V foi o primeiro título a suportar reflexos com Ray Tracing em tempo real e agora adicionou suporte para DLSS — dando mais um impulso de desempenho quando o Ray Tracing está ativado. Em Battlefield V, os gamers podem obter um aumento de desempenho de até 40% com DLSS, dependendo da placa de vídeo e da resolução. Essa atualização também inclui algumas otimizações adicionais para o Ray Tracing. Não há alterações na qualidade de imagem com Ray Tracing ou nas configurações nessa atualização. Metro Exodus chega com Ray Tracing e DLSS no Lançamento Metro Exodus, o terceiro episódio da impressionante franquia Metro, terá suporte para Ray Tracing em tempo real habilitado pela RTX em seu lançamento (sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019). Metro Exodus usa a NVIDIA RTX para iluminação global com Ray Tracing e oclusão de ambiente para adicionar uma iluminação natural e realista. O game também suportará o NVIDIA DLSS no lançamento. O Ray Tracing em tempo real é o Santo Graal dos games há anos. O Ray Tracing modela a aparência e o comportamento reais da luz — e luz é tudo para o realismo dos games. Mais realismo significa mais imersão. É por isso que temos trabalhado com a 4A Games para ajudá-los a implementar o Ray Tracing em tempo real no Metro Exodus, a sequência tão aguardada de sua lendária série pós-apocalíptica. É um mundo escuro e arenoso e eles queriam que uma luz real mostrasse isso. O Ray Tracing oferece uma iluminação mais realista e, ao fazer isso, adiciona uma nova ferramenta ao kit de ferramentas da parte artística. Com o Ray Tracing, eles podem usar a luz para definir a atmosfera da mesma maneira que os cineastas e os fotógrafos fazem há anos. A maior contribuição do Ray Tracing para Metro Exodus é o sentimento — um nível de ansiedade que cria uma imersão mais profunda no game. A iluminação realista utiliza indicações sutis de iluminação visual enraizadas em nossa psique para transmitir sentimentos e reações emocionais não sentidas nos videogames antes. É um nível de elemento assustador geralmente reservado para os filmes. O Ray Tracing transforma Metro Exodus de um gameplay incrível em uma experiência de qualidade cinematográfica. O Deep Learning Super Sampling (DLSS) é uma tecnologia da GeForce RTX que utiliza o poder do deep learning e da inteligência artificial para melhorar o desempenho no game e mantendo a qualidade visual. O DLSS ajuda os jogadores a atingir taxas de frames fluidas com configurações de gráficos avançados. Os gamers que jogarem Metro Exodus podem obter um aumento de desempenho de até 30% com presets no Ultra e Ray Tracing no nível “High”, dependendo da placa de vídeo e da resolução. Leia o review de Metro Exodus em breve aqui no vgBR. Post original em Battlefield V e Metro Exodus ganham recursos exclusivos para GeForce RTX Leia matéria original no site, e comente!!!
  7. A Avell, uma das principais marcas de notebooks de alto desempenho, com foco para uso em games e softwares profissionais, é a primeira empresa no Brasil a disponibilizar laptops com NVIDIA GeForce RTX. São quatro modelos, já disponíveis, em configurações para atender a diferentes perfis de gamers, Avell G1550 RTX e Avell G1750 RTX equipados com GeForce RTX 2060, Avell G1575 RTX equipado com GeForce 2070 MAX-Q e Avell G1775 RTX equipado com GeForce RTX 2070. Principal novidade da NVIDIA, as GPUs GeForce RTX chegam aos notebooks Avell trazendo o que há de mais avançado em visual e performance para games. Foto: Target Fotografia Para Empresas Seguindo as características dos modelos Avell G1550 e Avell G1750 da série anterior, os notebooks equipados com a nova geração de placas de vídeo NVIDIA GeForce RTX Série 20 contam com estrutura fina e peso extremamente leve – a partir de 1,9kg -, uma grande vantagem quando se trata de garantir mobilidade para um notebook gamer. A refrigeração dos notebooks apresenta um sistema com dois coolers, quatro saídas de ar e uma malha na base inferior do notebook. Tais características ajudam a dissipar o calor gerado pela GPU e CPU, e mantêm a máquina na temperatura ideal para o trabalho. Opções de armazenamento com dois slots M.2 sendo possível instalar até dois SSDs M.2, ou a opção de conciliar a Memória Intel Optane, além de mais um slot exclusivo para HD/SSD SATA. Além disso, os modelos contam com suporte para até 32GB de memória RAM DDR4. Outro destaque é o teclado mecânico da 2ª geração, com retroiluminação RGB. Com essa função o usuário pode configurar as iluminações do teclado como quiser, podendo deixar acesas apenas as teclas importantes do seu game favorito. Além disso, outra vantagem do uso de teclado mecânico é o tempo de resposta mais curto ao digitar, característica indicada ao público gamer. Foto: Target Fotografia Para Empresas As melhores e mais atuais GPUs NVIDIA revolucionam o realismo e o desempenho dos games. Graças à poderosa arquitetura NVIDIA Turing, os games agora podem contar com Reflexos, Sombras e Iluminação Global extremamente realistas, baseadas na técnica do traçado de raios, que simula o comportamento da luz dentro dos games de forma fisicamente correta, exatamente como no mundo real. Utilizando o poder da Inteligência Artificial, com o Deep Learning Super Sampling (DLSS) as GeForce RTX oferecem até o dobro do desempenho das GPUs da geração anterior. Os modelos levam aos games a tecnologia Ray Tracing, uma técnica que imita raios de luz do “mundo real” dentro do game, gerando gráficos mais convincentes e imagens deslumbrantes. Além disso, a plataforma GeForce RTX proporciona um desempenho sem igual em trabalhos criativos de uso diário, principalmente para criadores de conteúdo em que cada frame conta em sua transmissão ao vivo ou até em minutos economizados para colocar um vídeo de gameplay em redes sociais. Por fim, todos os recurso já conhecidos da plataforma estão disponíveis: a praticidade do GeForce Experience, a captura de fotos reinventada do NVIDIA Ansel ou a gravação automática de seus grandes feitos no jogo via Shadowplay Highlights. Richard Cameron, Presidente da NVIDIA Brasil durante o anúncio da nova linha de notebooks da Avell (Foto: Target Fotografia Para Empresas) Configurações padrão podem ser vistas abaixo, tendo como personalizar a máquina conforme desejar. Avell G1550 RTX – GEFORCE RTX 2060 Configuração padrão, com o processador Intel® Core i7-8750H, e possibilidade de personalização da máquina: PLACA DE VÍDEO: NVIDIA® GeForce® RTX 2060 (6GB GDDR6) PROCESSADOR: Intel® Core i7-8750H Coffee Lake, 9MB Cache (2.2 GHz até 4.1 GHz com Intel® Turbo Boost) MEMÓRIA: 16 GB RAM DDR4 ARMAZENAMENTO: SSD M.2 480GB WIRELESS: Intel® Dual Band Wireless-AC 9560 + Bluetooth TECLADO: mecânico Retroiluminado (RGB) Padrão ABNT2 GARANTIA: 3 anos em mão-de-obra e de 1 ano em peças. TELA: IPS 15.6″ Borda fina com taxa de frequência de 144Hz Full HD Preço: R$ 8.799,30 à vista na configuração acima (como os produtos podem ter os hardwares customizados, preços podem variar). Veja o produto no site da Avell. Avell G1575 RTX – GEFORCE RTX 2070 MAX-Q Configuração padrão, com o processador Intel® Core i7-8750H, e possibilidade de personalização da máquina: PLACA DE VÍDEO: NVIDIA® GeForce® RTX 2070 MAX-Q (8GB GDDR6) PROCESSADOR: Intel® Core i7-8750H Coffee Lake, 12MB Cache (2.2 GHz até 4.1 GHz com Intel® Turbo Boost) MEMÓRIA: 16GB RAM DDR4 ARMAZENAMENTO: SSD M.2 480GB WIRELESS: Intel® Dual Band Wireless-AC 9560 + Bluetooth TECLADO: mecânico Retroiluminado (RGB) Padrão ABNT2 GARANTIA: 3 anos em mão-de-obra e de 1 ano em peças. TELA: IPS 15.6″ Borda fina com taxa de frequência de 144Hz Full HD Preço: R$ 9.799,20 à vista na configuração acima (como os produtos podem ter os hardwares customizados, preços podem variar). Veja o produto no site da Avell. Avell G1750 RTX – GEFORCE RTX 2060Configuração padrão, com o processador Intel® Core i7-8750H, e possibilidade de personalização da máquina: PLACA DE VÍDEO: NVIDIA® GeForce® RTX 2060 (6GB GDDR6) PROCESSADOR: Intel® Core i7-8750H Coffee Lake, 12MB Cache (2.2 GHz até 4.1 GHz com Intel® Turbo Boost) MEMÓRIA: 16GB RAM DDR4 ARMAZENAMENTO: SSD M.2 480GB WIRELESS: Intel® Dual Band Wireless-AC 9560 + Bluetooth TECLADO: mecânico Retroiluminado (RGB) Padrão ABNT2 GARANTIA: 3 anos em mão-de-obra e de 1 ano em peças. TELA: IPS 17.3″ Borda fina com taxa de frequência de 144Hz Full HD Preço: R$ 8.999,10 à vista na configuração acima (como os produtos podem ter os hardwares customizados, preços podem variar). Veja o produto no site da Avell. Avell G1775 RTX – GEFORCE RTX 2070 Configuração padrão, com o processador Intel® Core i7-8750H, e possibilidade de personalização da máquina: PLACA DE VÍDEO: NVIDIA® GeForce® RTX 2070 (8GB GDDR6) PROCESSADOR: Intel® Core i7-8750H Coffee Lake, 12MB Cache (2.2 GHz até 4.1 GHz com Intel® Turbo Boost) MEMÓRIA: 16GB RAM DDR4 ARMAZENAMENTO: SSD M.2 480GB WIRELESS: Intel® Dual Band Wireless-AC 9560 + Bluetooth TECLADO: mecânico Retroiluminado (RGB) Padrão ABNT2 GARANTIA: 3 anos em mão-de-obra e de 1 ano em peças. TELA: IPS 17.3″ Borda fina com taxa de frequência de 144Hz Full HD Preço: R$ 9.999,90 à vista na configuração acima (como os produtos podem ter os hardwares customizados, preços podem variar). Veja o produto no site da Avell. Post original em Avell lança os primeiros notebooks equipados com NVIDIA GeForce RTX no Brasil Leia matéria original no site, e comente!!!
  8. A Ongame revelou o calendário oficial de competições nacionais e internacionais de Point Blank, seu popular jogo de tiro em primeira pessoa, para o primeiro semestre de 2019 trazendo mais torneios, recebendo mais times e apresentando premiações ainda maiores. O circuito profissional de torneios tem início já neste mês de fevereiro com as partidas do Campeonato Nacional de Point Blank (CNPB). Apresentando três ligas distintas (Elite, Bala de Ferro e Viper), o “brasileirão” de Point Blank abre suas atividades no dia 16 de fevereiro e vai até o dia 25 de fevereiro, quando as disputas ganham ainda mais emoção com o início das finais presenciais. Durante os finais de semana (com exceção de feriados), transmissões especiais acompanharão cada etapa do CNPB com lives de cada partida. Aos sábados as transmissões são dedicadas à liga Bala de Ferro (o grupo de acesso em Point Blank) e aos domingos as transmissões cobrirão as partidas das ligas Elite (o principal escalão do jogo) e Viper (a liga feminina de Point Blank). Também em fevereiro, o Point Blank World Challenge (PBWC) abre as portas do game para o cenário global de competições. Inicialmente planejado para ser um torneio de aquecimento para o Point Blank International Championship (PBIC), principal competição mundial de Point Blank, o PBWC cresceu a ponto de virar um grande torneio por si só. Com partidas semanais e seletivas intensas com times de todo canto do globo, o PBWC tem suas finais programadas para o final de maio em local ainda a ser definido. Rússia, Indonésia e Tailândia são as candidatas à sede e mais detalhes sobre o PBWC devem ser revelados em breve. Por fim, os jogadores e jogadoras que buscam um lugar no PBWC podem disputar com seus times uma das vagas disponibilizadas pelas ligas parceiras ou pelo campeonato organizado pelo Mix do Game Master de Point Blank, que também terá partidas transmitidas semanalmente. A inscrição para o Mix do GM já começou e pode ser feita através do site oficial de Point Blank. Já a pré-seletiva das ligas parceiras começa no dia 18 de fevereiro e mais informações serão disponibilizadas através do site de e-sports da Ongame nesta semana. Além das competições e etapas em si, o crescimento de Point Blank no mundo dos eSports também aparece nos números totais da cena competitiva do jogo. Confira os principais números do calendário de Point Blank para o primeiro semestre de 2019: Campeonatos: 3 campeonatos completos (CNPB 11, Seletiva PBWC, PBWC) Premiação: R$ 43.000,00 para o CNPB 11 + Seletiva PBWC e US$ 50.000,00 para o PBWC Finais presenciais: 2 finais presenciais Ligas: Três ligas principais (Elite, Bala de Ferro e Viper) Times: 56 times oficiais registrados em competição Transmissões: Sempre aos finais de semana, com uma aos sábados (20h) e duas aos domingos (17h e 20h). Post original em Point Blank terá três ligas oficiais, dois campeonatos, 56 times e premiação recorde Leia matéria original no site, e comente!!!
  9. Finalmente foi revelado a data de lançamento da versão ocidental de Catherine: Full Body, será no dia 3 de Setembro para PlayStation 4. Confira o trailer do anúncio abaixo. Para mais novidades, fique ligado no vgBR. Post original em Catherine: Full Body será lançado dia 3 de Setembro no ocidente Leia matéria original no site, e comente!!!
  10. Redação vgBR

    Far Cry New Dawn – Análise

    Far Cry: New Dawn foi anunciado do nada na The Game Awards no final do ano passado e como muitos, fiquei com a impressão de que era algo completamente desnecessário. Infelizmente após finalizar a campanha tenho a certeza absoluta que não foi só uma impressão. Primeiramente quero deixar bem claro que eu gosto de Far Cry e gostei bastante de Far Cry 5, inclusive comprei-o na pré-venda. Eu não vou mentir que logo de cara não gostei da estética de New Dawn e da proposta “pós-apocaliptica”, mas esses foram os menores problemas que encontrei durante minhas 15 horas com o game. A história apresenta a primeira continuação direta da série e acontece 17 anos após os acontecimentos do final de Far Cry 5 . Após “o colapso” ter devastado Hope County, os sobreviventes tentam reconstruir a comunidade mas seus esforços são ameaçados pelos Highwaymen, bandidos organizados liderados pelas irmãs gêmeas Mickey e Lou, que dominam o novo mundo de New Dawn que usa uma versão reimaginada do mapa do último game onde a guerra nuclear reformulou a paisagem, de modo que novas áreas ficaram disponíveis para o jogador explorar, enquanto outras são inacessíveis. A história também promete revelar o destino de Joseph Seed, o vilão de Far Cry 5. MY CRY A jogabilidade continua muito boa, é muito gostoso navegar pelo mundo e atirar em Far Cry, só que infelizmente reinventaram a roda com um novo sistema de progressão em que os inimigos e suas armas tem níveis e para progredir no game você é obrigado a melhorar sua base e consequentemente suas armas, veículos, HP, etc. Todos os upgrades em New Dawn são “comprados” com vários tipos de recursos que você precisa coletar para progredir, tanto que existem 2 missões que servem como divisão para os capítulos do game e que obrigam o jogador a evolui a base até um certo nível. A caça aos animais que era essencial para melhorar seu personagem foi deixada de lado para esse sistema meio Survival/RPG entrar. O sistema de progressão com a coleta de recursos em si não é um problema, mas o sistema de níveis das armas e inimigos sim e não faz sentido que dentro do universo de Far Cry exista um inimigo que vire praticamente um Elite de Destiny onde você tem que dar vários tiros na cabeça para eliminá-lo. Se sua arma for 2 níveis abaixo do inimigo pode correr que você vai ficar muito tempo atirando para matar sem causar muito estrago. É muito difícil não ficar com a impressão que isso só foi implementado para prolongar artificialmente a duração do jogo e valorizar as microtransações que é um outro grande problema e que ficou forçado dentro do game. Falando dos vilões e da história, os personagens e a narrativa não têm 1/10 do desenvolvimento de Far Cry 5, então não consegui me importar nenhum pouco com a história ou os personagens (e vilãs). Eu não esperava grande coisa depois do trailer de anuncio, mas ainda sim foi abaixo da minha expectativa, mas isso é um problema leve porque o jogo não foca tanto nesse aspecto. Joguei 100% no Xbox One X e a parte técnica é bastante satisfatória. O game roda bem no hardware, com raríssimos casos de queda de quadros e apresenta belos gráficos, principalmente em tvs 4K e com HDR ligado. Os efeitos sonoros são muito bem feitos, mas a trilha sonora continua genérica e nada memorável. A dublagem em português ficou boa e o conteúdo de texto do jogo foi bem localizado para a nossa língua. O claro foco do jogo e o que realmente funciona muito bem, graças a jogabilidade, os veículos e ao design, é o cooperativo que está fácil e rápido de encontrar parceiros e melhora bastante o fator diversão do game. Algumas missões e principalmente os Postos Avançados foram adaptados para valorizar o coop e tiveram algumas mudanças para trazer mais desafios para quem quiser. Os cenários, o conteúdo das missões, vários personagens e até missões foram reciclados do game anterior, e esse é um dos maiores problemas do game. No geral essa será uma experiência bastante familiar para quem jogou Far Cry 5 ou até mesmo os anteriores. APOCALÍPTICO Eu não gostei de Far Cry: New Dawn e por isso é difícil de recomenda-lo. O game é um daqueles títulos com um custo menor que o padrão de 60 dólares ou R$249, mas aqui no Brasil estão cobrando R$179,90 no lançamento, preço que ainda acho muito alto em virtude do que a experiência tem a oferecer. Jogar em cooperativo com um amigo ou mesmo com um desconhecido melhora bastante a experiência de jogo porque esse é o foco aqui e se você gosta de FPS e da série talvez possa se divertir mais do que eu. Mas sendo bem sincero, New Dawn poderia facilmente ser um DLC do Passe de Temporada de Far Cry5 e durante minha jogatina não vi nenhuma novidade ou qualquer tipo de conteúdo ou sistema que me fizessem olhar para ele como algo realmente novo e que não pudesse ser incluso como um pacote de expansão como Uncharted: The Lost Legacy Prós A Engine Duna é muito boa e os gráficos são bem bonitos Excelente jogabilidade para exploração e tiroteios O coop foi bem trabalhado e funciona muito bem Contras Campanha é curta com menos de 10 Horas A narrativa e personagens são forçados e mal desenvolvidos Conteúdo quase que completamente reciclado de Far Cry 5 Sisitema de progressão de RPG e as microtransações foram mal implementados Post original em Far Cry New Dawn – Análise Leia essa análise no site, participe e comente!!
  11. Team Cherry anunciou Hollow Knight: Silksong , uma sequência do Hollow Knight, plataforma de lançamento da Metroidvania, lançada em 2017, em desenvolvimento para Switch, PC, Mac e Linux. Uma data de lançamento não foi anunciada. Aqui está uma visão geral do jogo, via Team Cherry: Sobre Como Hornet, a princesa protetora de Hallownest, aventura-se através de um novo reino governado por seda e música. Capturado e trazido para esta terra desconhecida, o Hornet deve combater inimigos e solucionar mistérios enquanto ela sobe em uma peregrinação mortal ao pico do reino. Hollow Knight: Silksong é a sequência épica de Hollow Knight , a premiada aventura de insetos e heróis. Como o caçador letal Hornet, viaje para novas terras, descubra novos poderes, lute contra vastas hordas de insetos e bestas e descubra antigos segredos ligados à sua natureza e ao seu passado. Características principais Descubra um novo reino inteiro! Explore as florestas de corais, as grutas cobertas de musgo, as cidades douradas e os charcos turvos enquanto você sobe para a cidadela reluzente no topo do mundo. Envolva-se em ação acrobática letal! Empunhe um novo conjunto de movimentos ágeis enquanto você dança entre inimigos no combate mortal e bonito. Crie ferramentas poderosas! Domine um arsenal de armas, armadilhas e mecanismos em constante expansão para confundir seus inimigos e explorar novas alturas. Resolva missões chocantes! Caçar feras raras, desenterrar antigos mistérios e procurar tesouros perdidos para satisfazer os desejos dos oprimidos e restaurar a esperança do reino. Prepare-se para o inesperado! Enfrente mais de 150 novos inimigos! Feras e caçadores, assassinos e reis, monstros e cavaleiros – você deve derrotá-los todos com bravura e habilidade! Experimente uma impressionante pontuação orquestral! O premiado compositor de Hollow Knight, Christopher Larkin, retorna para trazer melodias melancólicas, cordas sinfônicas e temas de batida de coração e alma para a aventura. Desafie o modo Silk Soul! Depois de conquistar o jogo, teste suas habilidades em um modo totalmente novo que leve o jogo a uma experiência única e desafiadora. Assista ao trailer do anúncio abaixo e visite o site oficial aqui . Para mais novidades, fique ligado no vgBR. Post original em Hollow Knight: Silksong anunciado para Switch e PC Leia matéria original no site, e comente!!!
  12. O pacote inclui todos os Assassin’s Creed III DLC e Assassin’s Creed III: Liberation. O comunicado de imprensa também menciona recursos exclusivos como o controle de movimento visando e o uso da interface touchscreen, provavelmente semelhante à versão do Wii U. Confira um trailer abaixo. Para mais novidades, fique ligado no vgBR. Post original em Assassin’s Creed III Remastered chegando em 21 de maio para Switch Leia matéria original no site, e comente!!!
  13. Uma demonstração de Yoshi’s Crafted World já se encontra disponível para download no eShop do Nintendo Switch. Para mais novidades, fique ligado no vgBR. Post original em Demo de Yoshi’s Crafted World já disponível Leia matéria original no site, e comente!!!
  14. O Nintendo Direct de hoje revelou que o jogo aclamado pela crítica Hellblade: Senua’s Sacrifice está chegando ao Switch. Está previsto para este outono. Para mais novidades, fique ligado no vgBR. Post original em Hellblade: Senua’s Sacrifice será lançado para Switch nesse outono Leia matéria original no site, e comente!!!
  15. Chocobo’s Mystery Dungeon Every Buddy! recebe um novo trailer de gameplay. O jogo será lançado em Março. Confira o trailer abaixo. Para mais novidades, fique ligado no vgBR. Post original em Confira um novo trailer de Chocobo’s Mystery Dungeon Every Buddy! Leia matéria original no site, e comente!!!
×