Welcome to vgBR.com - Videogames Brasil

Registre-se agora para ter acesso a todos os benefícios do fórum, o registro é totalmente de graça e você poderá interagir com os usuários do fórum de forma mais ativa

Não perca tempo e cadastre-se agora mesmo, leva 2 minutinhos

Redação vgBR

Membros
  • Total de itens

    160
  • Registro em

  • Última visita

    Nunca

Reputação

47 Telejogo

Sobre Redação vgBR

  • Rank
    8 bits

Informações de Perfil

  • Sexo Masculino

Redes Sociais

  • Facebook http://www.facebook.com/vgbrcom
  • Google https://plus.google.com/+VGBR
  • Twitter http://www.twitter.com/vgBR

Últimos Visitantes

36 visualizações
  1. Já disponível no Japão, a Nippon Ichi Software / NIS America liberou um novo trailer de Disgaea 5 Complete, com a abertura oficial do SRPG para Nintendo Switch. O título oferece todos os DLC’s criados para a versão PlayStation 4 (4 personagens adicionais, 8 scenarios extras e 3 novas classes). Disgaea 5 Complete tem lançamento confirmado para 23 de Maio nos Estados Unidos. Fique ligado na vgBR para mais informações sobre a NIS America e da franquia Disgaea. Comente, curta e compartilhe com seus amigos e nas redes sociais! Leia matéria original no site, e comente!!!
  2. Através da sua conta no Twitter, Larry “Major Nelson” Hryb revelou que Army of Two, desenvolvido pela EA Montreal e Visceral Games (e publicado pela EA) teve sua retrocompatibilidade com o Xbox One liberadas na tarde desta Terça-feira. A compra pode ser realizada diretamente pelo console da Microsoft, pelo PC ou Smartphones. Caso já tenha um destes títulos, o mesmo estará na sua lista de downloads do Xbox One. Além de Army of Two, o update libera também a retrocompatibilidade do título Soltrio Solitarie (desenvolvido pela Silver Creek Entertainment). Fique ligado na vgBR para outras novidades da Microsoft e da retrocompatibilidade do Xbox 360 com o Xbox One. Comente, curta e compartilhe com seus amigos e nas redes sociais! Leia matéria original no site, e comente!!!
  3. De forma inesperada e junto ao lançamento de Fatal Fury: King of Fighters (disponibilizado pela SNK em 1991) para Xbox One (via Xbox Store), o selo ACA Neo Geo oferece mais 1 grande título da desenvolvedora nipônica. Trata-se de Art of Fighting, clássico fighting game que está sendo oferecido aos donos da plataforma da Microsoft pelo valor de R$ 28,00. Confira novamente a lista liberada pela Hamster Corporation em Novembro de 2016, com a 1º leva de lançamentos no console da Microsoft: The King of Fighters ’94 The King of Fighters ’95 World Heroes Metal Slug Neo Turf Masters Fatal Fury: King of Fighters NAM-1975 Sengoku Sengoku 2 Com o lançamento não programado de Art of Fighting, podemos esperar que o selo ACA Neo Geo ganhará uma “Phase 2” no console da Microsoft, assim como ocorreu com o selo na plataforma Nintendo Switch. Fique ligado na vgBR para mais informações sobre a SNK, Hamster e de seus projetos para o Xbox One. Comente, curta e compartilhe com seus amigos e nas redes sociais! Leia matéria original no site, e comente!!!
  4. Já está online o teaser trailer de ~Episode Prompto~, a 2º DLC de expansão do enredo para Final Fantasy XV. Ao contrário do que foi apresentado na base do RPG, ~Episode Prompto~ promete uma abordagem mais séria e dramática do personagem que era o alívio cômico do grupo. Final Fantasy XV ~Episode Prompto~ tem previsão de lançamento para Junho de 2017, sendo gratuita para aqueles que possuem a Season Pass do RPG. Fique ligado na vgBR para mais informações sobre Final Fantasy XV e da Square Enix. Comente, curta e compartilhe com seus amigos e nas redes sociais! Leia matéria original no site, e comente!!!
  5. Originalmente lançado para o Super Famicom em 1995(exclusivo do console), terá um remake para o PSVITA e dispositivos móveis. Vai seguir o estilo do remake de Romancing SaGa 2 para os mesmos aparelhos, com gráficos atualizados, controles simplificados e uma qualidade de som bem superior. Por enquanto não tem previsão de lançamento. Leia matéria original no site, e comente!!!
  6. Rain World é um game de sobrevivência plataforma, desenvolvido pela Videocult e distribuído pela Adult Swim Games. O game será lançado amanhã para PC e PS4. Games como FEZ, Braid e até Ori and the Blind Forest abriram portas para games mais conceituais, onde o gameplay é sim um fator presente mas em volta temos camadas cheias de referências, músicas e imagens conceituais. Rain World segue a mesma fórmula inovando a forma de se pensar o gênero de plataforma. Digo isso pois é comum em um game de plataforma simplesmente matarmos nossos inimigos ou até fugir, mas admito ser a primeira vez que vejo o conceito de furtividade ser tão forte e presente em um game 2D como em Rain World. Você controla um lesgato que se perdeu de sua família e precisar retornar em segurança. Isso por si só da um norte não só para o enredo mas para o gameplay. Você é pequeno, está sozinho e indefeso, é simples e de uma forma até puro, no sentido em que invoca os sentimentos mais primitivos de proteção e sobrevivência. O bichano pula e agarra e basicamente você tem que se virar com isso. Agarrar barras e se locomover por elas, pular paredes e entrar em buracos e se esconder, não só das mazelas do mundo e dos predadores (sempre presentes) mas da chuva. Achar abrigo antes da chuva chegar é primordial e realmente complicado e como se isso tudo não bastasse você não pode chegar no abrigo com fome. O lesgato precisa comer uma certa quantidade de alimentos até chegar ao próximo abrigo, e esse alimento é escasso. O gameplay é simples mas tem uma física muito interessante. O lesgato se comporta como um bicho na queda e nos pulos, tem seu peso próprio e seus predadores se adaptam. A IA adaptável faz a diferença quando você costuma sempre escapar de uma mesma forma e seu inimigo aprende isso e antecipa o seu movimento. Furtividade e velocidade são as palavras chave para fugir de tudo que quer te matar aqui. Seja rápido e esperto e tente chegar até sua família. As telas são procedurais então não adianta ver tutorial na internet ou perguntar pro colega como ele passou determinado trecho e isso é simplesmente incrível. A dificuldade do game é de média a elevada, então alguns jogadores podem penar um pouco em determinados trechos ou até para se encontrar em um mapa vasto no melhor estilo metroidvania. Além dos recursos extremamente limitados e a chuva sempre iminente, o mundo de Rain World oferece segredos aos jogadores mais persistentes e curiosos, no mesmo estilo de FEZ, onde a imagem de uma ruína de uma civilização perdida entrega traços do enredo. Nada precisa ser contado em palavras seguindo uma premissa que deveria ser obrigatória nos games: Não conte, mostre! Animais exóticos e um ecossistema todo próprio são o pano de fundo de tudo isso. Os gráficos são bonitos, o cenário é mal iluminado de propósito mas achei o lesgato estranho. Um branco sem traço e sem forma, algo muito 16-bits para um cenário que é demasiado bonito. Esperava algo mais no estilo de Ori and the Blind Forest, com um personagem mais brilhante e com efeitos suaves. O lesgato é uma cor única e fria, com traços mal definidos e um pouco serrilhado. O game está completamente em português o que é sempre excelente para nós brasileiros. Rain World é bonito, conceitual e desafiador, com uma mecânica procedural que requer reflexos e furtividade do jogador. Compra recomendada para os amantes de plataforma. Pontos Positivos Desafiador Jogabilidade furtiva interessante Pontos Negativos Modelagem do personagem não agrada Leia essa análise no site, participe e comente!!
  7. A Sega of America acaba de libera a data oficial para o lançamento de Valkyria Revolution nos Estados Unidos. O spinoff da franquia Valkyria Chronicles chegará em 27 de Junho para as plataformas PlayStation 4, Xbox One e PlayStation Vita. Enquanto os consoles de mesa terão opções de compra do título em formato físico ou digital, a versão para o portátil da Sony será disponibilizada apenas na PlayStation Store (digital). E se você é fã da franquia (ou colecionador), fique atento: a Sega irá disponibilizar uma edição especial (quantidade limitada!) denominada “Valkyria Revolution Vanargand Edition“, com: 1 Metal PIN Vanargand’s Coat of Arms. 1 CD com 12 músicas da trilha composta por Yasunori Mitsuda (Chrono Trigger, Stella Glow). Fique ligado na vgBR para mais informações sobre a Sega e de Valkyria: Azure Revolution. Comente, curta e compartilhe com seus amigos e nas redes sociais! Leia matéria original no site, e comente!!!
  8. Raiva, enrolação, angústia, monotonia, sono…. Tais palavras são parte dos sentimentos que o Chapter 13 (Redemption) de Final Fantasy XV despertou nos jogadores do aguardado RPG. Observando as críticas, a Square Enix resolveu modificar toda a estrutura deste capitulo e anunciou o Final Fantasy XV: March Update. Com quase 6 GB, o update (gratuito) adiciona: Visão de Gladiolus e Igniz na separação do grupo na busca por Prompto. Adição de CG’s e cutscenes, revelando pontos que foram omitidos na versão original do Chapter 13. Modificação nos encantamentos Alterna, Holy e Death. Correção de bugs. Fique ligado na vgBR para mais informações sobre Final Fantasy XV e da Square Enix. Comente, curta e compartilhe com seus amigos e nas redes sociais! Leia matéria original no site, e comente!!!
  9. Dono de um Nintendo Switch e interessado na aquisição de uma cópia física de Monster Boy and the Cursed Kingdom? Caso a resposta seja “sim”, é hora de abrir seu Twitter e entrar em ação! Por meio de uma postagem, a FDG Entertainment está pesquisando se haverá ou não uma demanda pela mídia física da versão Nintendo Switch do remake. Donos de PlayStation 4 e Xbox One ficarão fora desta festa, infelizmente. Então siga a FDG Entertainment no Twiiter e curta a postagem para que a equipe veja o interesse dos fãs neste lançamento! Monster Boy and the Cursed Kingdom tem versões confirmadas para Xbox One, PlayStaton 4 e PC. Fique ligado na vgBR para mais informações sobre a FDG Entertainment, Game Atelier e Monster Boy and the Cursed Kingdom. Comente, curta e compartilhe com seus amigos e nas redes sociais! Leia matéria original no site, e comente!!!
  10. Demonstrado em Janeiro no evento que revelou o Nintendo Switch ao mundo, Shin Megami Tensei (Tentative Title) ganhou um novo teaser trailer na “Atlus New Title Announcement Special Spring 2017“. O novo vídeo adiciona apenas 5 segundos extras ao teaser original, apresentado uma cidade completamente devastada. Não há previsão de lançamento para Shin Megami Tensei (Tentative Title). Entre as poucas informações reveladas, sabemos que o RPG irá utilizar a Unreal Engine como motor gráfico. Fique ligado na vgBR para mais informações sobre a Atlus e de Shin Megami Tensei para Nintendo Switch. Comente, curta e compartilhe com seus amigos e nas redes sociais! Leia matéria original no site, e comente!!!
  11. Por meio do evento “New Title Announcement Special Spring 2017“, a Atlus revelou a produção de Shin Megami Tensei: Deep Strange Journey para o portátil Nintendo 3DS. O remake do título lançado originalmente para Nintendo DS em Janeiro de 2009 terá um sistema de batalha facilitado e outras adições, que serão reveladas pela desenvolvedora ao decorrer de 2017. Para a revelação, foram disponibilizadas informações como: Story mode será detalhado com ilustrações acima do peito, 100% dubladas. Cerca de 350 demônios irão aparecer ao longo da aventura. Nova personagem confirmado: Alex (Dublada por Megumi Han), uma misteriosa garota que foi atacada durante as explorações de Schwarzwelt. Entre os dublares confirmados, teremos: Protagonista (Dublado por Jun Hirose) Gore (Dublado por Unshō Ishizuka) Jimenez (Dublado por Takahiro Sakurai) Zelenin (Dublada por Maaya Sakamoto) Shin Megami Tensei: Deep Strange Journey tem lançamento confirmado para 2017, no Japão. Fique ligado na vgBR para mais informações sobre a Atlus e de Shin Megami Tensei: Deep Strange Journey. Comente, curta e compartilhe com seus amigos e nas redes sociais! Leia matéria original no site, e comente!!!
  12. Com lançamento confirmado para PlayStation 4 e PlayStation 3 (PC futuramente) em 25 de Maio no Japão e no dia seguinte (26/05) nos Estados Unidos, a Arc System Works liberou um novo vídeo com a abertura oficial do fighting game Guilty Gear Xrd Rev 2. Guilty Gear Xrd Rev 2 será disponibilizado de 2 formas: Mídia física (Apenas versão PlayStation 4). Upgrade de Guilty Gear Xrd: Revelator (Válido para as versões PlayStation 4, PlayStation 3 e PC). Entre as novidades reveladas por Daisuke Ishiwatari, estão: Inclusão do novato Answer e o aguardado retorno de Baiken. Ajustes e balanceamento entre os personagens. Novos movimentos. Novos episódios para Jam Kuradoberi, Raven, Kum Haehyun, Dizzy, Answer e Baiken. Aprimoramento do netcode. Inclusão de novos cenários ao Story mode. Inclusão de um Tutorial mode free to play. (Arcade) Fique ligado na vgBR para mais informações sobre a Arc System Works e de Guilty Gear Xrd: Rev 2. Comente, curta e compartilhe com seus amigos e nas redes sociais! Leia matéria original no site, e comente!!!
  13. A Blizzard pegou todo mundo de surpresa e anunciou StarCraft Remastered, um remake da sua série de estratégia em tempo real, StarCraft. Lançado em 1998, o primeiro StarCraft é considerado por muitos jogadores como o melhor RTS de todos os tempos e também o pai dos e-sports modernos. O título completa 20 anos em breve e a Blizzard aproveitou a oportunidade para revitalizar o game original mantendo a mesma linha visual, mas atualizando os gráficos para 4k em Widescreen. Além disso, o áudio do jogo também será remasterizado e o sistema online foi atualizado com suporte à nuvem para salvamentos, mapas personalizados e outros conteúdos gerados por jogadores. StarCraft: Remastered incluirá todo o enredo original do jogo, bem como conteúdo da expansão oficial, Brood War. As três raças originais, Protoss, Terran e Zerg, continuam jogáveis. O jogo original e suas expansões serão chamados de “StarCraft Anthology“, e receberão um patch que tornarão o game completamente gratuito para jogar. O jogo será lançado para Windows e Mac e a data de lançamento é ainda esse ano. Veja algumas imagens comparativas da remasterização abaixo. Para mais novidades sobre StarCraft e a Blizzard, continue ligado aqui no vgBR.com. Leia matéria original no site, e comente!!!
  14. Flywrench é um game indie de ação frenética desenvolvido e distribuído pela Messhof, lançado para Steam no PC. Ultimamente temos vários indies que tem como proposta desafiar o jogador. O mais famoso que vem na minha mente agora é Super Meat Boy, onde passamos tela por tela vencendo obstáculos e morrendo centenas de milhares de vezes. Flywrench está no mesmo segmento e traz a mesma proposta mas com uma roupagem e ideias novas. No game controlamos uma nave em torno dos planetas do nosso sistema solar, do último (Plutão) até o primeiro (Mercúrio) em um sistema de fases. Cada planeta tem um número determinado de pequenas fases de desafios e ao concluir passamos para o próximo planeta e assim por diante. O game tem uma visão isométrica onde nossa nave inicialmente branca viaja por um espaço pre-determinado por linhas amarelas, o objetivo é chegar no fim do percurso. Parece simples mas a jogabilidade vai mostrando mecânicas novas e juntando-as até chegar em trechos absurdamente difíceis. A mecânica principal é baseada em cores: a nave branca passa por trechos brancos, porém quando “batemos asas” nossa nave oscila do branco para o vermelho. Não passando em trechos brancos nem em trechos vermelhos, segurando o botão de voo nossa nave vira um bloco vermelho que só faz cair e nesse momento transitamos em trechos vermelhos. É deveras complicado de explicar então vou deixar um vídeo onde mostro as mecânicas a seguir: Ainda temos trechos verdes onde nossa nave se comporta de maneira acrobática e sai rebatendo em tudo, trechos rosas que devem ser unicamente evitados e assim por diante. A brincadeira com as cores e as mecânicas são fantásticas e o game requer uma habilidade e reflexos sem igual em determinados trechos parecendo impossível de progredir mas com persistência e paciência vamos nos adaptando até enfim passar. O game não contabiliza morte e nem pune o jogador por morrer. Morrer no game serve apenas para reiniciar o trecho e re-fazer, parecido o sistema de com Super Meat Boy como já foi citado. Flywrench conta com 170 níveis no modo single, um modo online com trechos criados por jogadores onde você pode inclusive criar seus próprios trechos, um time trial (muito difícil por sinal) e duas dificuldades, o fácil e o normal. Vale citar que num game onde o desafio é a coisa mais atrativa o jogador deve cogitar jogar sempre no normal e sentir na pele o que os desenvolvedores planejaram para ele. No modo fácil o jogador vai poder encostar nas paredes amarelas, facilitando muito a experiência. No modo normal só pode encostar no que tiver a cor da nave, tornando tudo muito mais interessante e difícil. Outro ponto forte no game é a trilha sonora, presente em todos momentos estão músicas compostas por DJs de música eletrônica, como Daedalus, Sweatson Klank e Machinedrum. As músicas são frenéticas e ditam o ritmo da tela. Os gráficos são inexistentes. Sua nave é um bloco branco e as paredes e trechos são linhas coloridas. O tema de fundo pode ser trocado mas não faz diferença alguma. Assim como os gráficos, o enredo também é inexistente. Entre um planeta e outro vemos frases de pensadores famosos que são reflexivas e só, partimos para mais desafios e mais mortes. Flywrench progredindo de maneira a ficar mais difícil e esse é o atrativo principal. Se o jogador não simpatizar com isso nos primeiros dez minutos de gameplay, esse game simplesmente não é para ele. Flywrench te desafia a progredir entre os planetas, com trilha sonora frenética e uma brincadeira com as cores e só, simples e desafiador. Pontos Positivos Desafiador Mecânicas interessantes Pontos Negativos Carisma nenhum nos gráficos ou modelagem e isso pode fazer muitos jogadores sequer darem uma chance Leia essa análise no site, participe e comente!!
  15. Restando apenas 4 dias para o lançamento oficial norte-americano de Kingdom Hearts HD 1.5 + HD 2.5 ReMIX, a Square Enix liberou o derradeiro trailer da coletânea: o “Fight the Darkness”! Caso não tenha conhecimento, os títulos confirmado para a collection são os seguintes: Kingdom Hearts Final Mix Kingdom Hearts Re:Chain of Memories Kingdom Hearts 358/2 Days (Adaptação do título lançamento para Nintendo DS em um CGI Movie de 2 horas e 50 minutos) Kingdom Hearts II Final Mix Kingdom Hearts Birth by Sleep Final Mix Kingdom Hearts Re:coded (Adaptação do título lançamento para Nintendo DS e Smartphones em um CGI Movie de 3 horas de duração) Kingdom Hearts HD 1.5 + HD 2.5 ReMIX tem lançamento confirmado para 28 de Março, exclusivamente para PlayStation 4, oferecendo gráficos em 1080p de resolução à 60 frames por segundo. Fique ligado na vgBR para mais informações sobre Kingdom Hearts HD 1.5 + HD 2.5 ReMIX e da Square Enix. Comente, curta e compartilhe com seus amigos e nas redes sociais! Leia matéria original no site, e comente!!!