Welcome to vgBR.com - Videogames Brasil

Registre-se agora para ter acesso a todos os benefícios do fórum, o registro é totalmente de graça e você poderá interagir com os usuários do fórum de forma mais ativa

Não perca tempo e cadastre-se agora mesmo, leva 2 minutinhos

 

Após o cadastro poste no tópico de boas vindas para poder ter seu cadastro liberado.

SEELE-01

Membros
  • Total de itens

    9.177
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

805 Playstation 3

3 Seguidores

Sobre SEELE-01

  • Rank
    The chosen one

Informações de Perfil

  • Sexo Masculino
  • Localidade Belo Horizonte - Minas Gerais
  • Interesses Hardware, Tecnologia, Games, Séries.

Métodos de Contato

  • Website URL http://www.youtube.com/canalcheckpointgamer
  • Skype magnus__petraak@hotmail.com

Redes Sociais

  • Facebook canalcheckpointgamer
  • Twitter checkgamer

Game Network

  • Xbox Live SEELE O1
  • PSN ID SEELE-CCPG
  • Steam ID SEELE-01
  • Battle.net ID SEELE#11537
  • Ubisoft ID CCPG
  • Origin ID CheckPointGamer
  • Epic ID SEELE-01
  • Discord ID SEELE-01 #5519

Últimos Visitantes

1.052 visualizações
  1. Caça às Bruxas dos reviews... Caça às bruxas das Gamescores... Nem sei porque tanta repercussão sobre o assunto. Trata-se de uma pessoa como outra qualquer, escrevendo sobre videogames... não requer faculdade, habilidades especiais e sequer a 5ª série para escrever sobre "joguinhos". Inclusive tem gente aqui na VGBR, que escreve muito melhor e não precisa ser "endeusado" como "imprensa". Não consigo entender essa "bajulação" de sites e portais sobre games ou de revistas. Não importa se é um dos maiores sites sobre games... não importa se é uma revista importante... o que importa é que é nada mais é que uma pessoa comum como qualquer outra escrevendo coisas copiadas de outros. Até o Chacrinha dizia: "Na TV (mídia) nada se cria, tudo se copia!" O melhor review que existe, é aquele onde cada um joga o que quer e pode opinar por si só. As vezes acho que tem gente que vive no "Mundo de faz de conta"... não é possível...
  2. Muito Hype aqui... Espero que preencha ao menos um pouquinho da falta de um Ninja Gaiden nesta geração.
  3. Ansioso por Sekiro: Shadows: Die Twice. O resto não me interessa como consumidor, e/ou vai ser mais do mesmo sem destaque.
  4. Eu tenho o jogo. Se alguém quiser jogar ocasionalmente juntos, estamos ai!
  5. É um MMORPG Action. A mecânica é igual de jogos de ação como Bayonetta, DMC, Ninja Gaiden, mas dentro de um contexto de RPG. O posicionamento do personagem e a APM contam muito neste jogo.
  6. Black Desert Remastered é apresentado na Coreia do Sul com anuncio de nova classe Data de lançamento revelada Ontem, a Pearl Abyss realizou na Coreia do Sul o showcase de "Black Desert Remastered", uma versão com gráficos melhorados de um dos títulos MMORPGs mais populares do momento. Durante a apresentação da nova versão, o estúdio anunciou a nova classe Archer e revelou a data de 22 de agosto para o lançamento da nova versão. "Black Desert Remastered" contará com gráficos atualizados para rodar em monitores e televisores 4K proporcionado uma maior nitidez de imagem, além de diversos recursos, incluindo, remasterização completa da trilha sonora, acumulo de chuva ou neve, movimentos das ondas do mar mais naturais e com mais luz refletida, e até mesmo uma melhor simulação do movimento de tecido das roupas dos personagens. Outras novidades incluem: Renderização basada em física; Luz baseada em física; Dispersão atmosférica baseada em física; Nuvem volumétrica; Renderização HDR; Melhor pós-processamento com YEBIS; Reflexão de espaço na tela aprimorada; Melhor Oclusão de ambiente; Renderização melhorada de oceano; Otimizações. Tais melhorias poderão ser ativadas no próprio cliente quando o jogador setar os gráficos para o ultra. Fonte: Mmorpgbr
  7. Se você curte MH, não deixe de comprar o jogo por causa dos settings bugados e performance tosca. Dificilmente vão conseguir consertar isso naquela engine de 2007 sem ter que portar praticamente do zero o jogo todo. O lance é deixar os settings com a mesma performance da versão dos consoles e bora jogar. É mais barato no PC do que nos consoles, logo no prejuízo você não fica. Mas ficar esperando a Capcom fazer o que já deveria ter feito, vai ser uma espera eterna sem retorno. Compra e joga se curte.
  8. Ganhei de presente dos dia dos Pais.
  9. Bethesda bloqueia revenda de jogo usado, entenda o caso Movimento legal pode ter consequências de longo alcance para as vendas de jogos usados Muitos jogadores vendem seus jogos físicos usados, muitas vezes para complementar os fundos para comprar mais jogos. É uma parte tão grande do negócio de jogos que quase metade dos lucros da varejista GameStop vem da venda de jogos usados. Mas parece que uma editora, a Bethesda Softworks, pode estar procurando controlar as vendas de jogos usados online. A Bethesda recentemente enviou um aviso para pelo menos um vendedor no Amazon Marketplace que estava tentando vender uma cópia selada de The Evil Within 2, exigindo que eles removessem sua listagem. Essa carta incluía um número de telefone para os vendedores dos jogos da Bethesda, sugerindo que a empresa está enviando tais avisos para vários vendedores. Ryan Hupp, da Filadélfia, recentemente entrou em contato com Polygon para explicar como ele foi forçado pela Bethesda a parar de vender sua cópia de The Evil Within 2. Ele comprou o jogo mas nunca o desembrulhou, ele nos disse. Ele esperava comprar um PlayStation 4, mas gastou seu dinheiro atualizando um PC de jogos. Hupp disse que muitas vezes vende produtos usados através do Amazon Marketplace, que funciona da mesma maneira que outros sites de comércio online, como o eBay. A firma jurídica de Bethesda, Vorys, enviou uma carta a Hupp, que ele encaminhou para a Polygon, alertando que o jogo deveria ser retirado e ameaçando uma ação legal por não conformidade. Em sua carta, Vorys argumentou que a venda de Hupp não era "por um revendedor autorizado" e era, portanto, "ilegal". Bethesda também discordou do uso de Hupp da palavra "novo" na venda do jogo não embalado, alegando que isso constituía "propaganda enganosa." Hupp atendeu à demanda, mas em uma resposta à Vorys, ele apontou que a revenda de bens protegidos por direitos autorais - como livros, videogames, DVDs - é protegida na lei americana através da Primeira Doutrina de Venda. Isso permite que os consumidores vendam um jogo usado, desde que não seja significativamente alterado em sua forma original. A carta da Bethesda afirma que a venda da Hupp não é protegida pela Primeira Doutrina de Venda, porque ele não está vendendo o jogo em sua forma original, o que inclui uma garantia. A carta diz que esta falta de garantia torna o jogo "materialmente diferente dos produtos genuínos" que são vendidos através de canais oficiais. Em teoria, esse argumento poderia ser usado contra qualquer um que venda um jogo usado sem a permissão específica da Bethesda. Se levado à sua conclusão lógica, a ação legal da Bethesda poderia significar o fim dos usuários que vendem jogos usados - ou até mesmo novos jogos não abertos - por meio de sites como o eBay e o Amazon Marketplace.  A menos que você remova todos os produtos Bethesda, de sua loja, pare de vender todos e quaisquer produtos Bethesda imediatamente e identifique todas as fontes de produtos Bethesda que você está vendendo, pretendemos entrar com uma ação contra você", diz a carta. Ele prossegue afirmando que uma ação judicial buscaria "o reembolso de lucros, indenizações compensatórias, honorários advocatícios e custos investigativos e outros. Também não está claro por que a listagem específica da Hupp foi segmentada. A Amazon ainda lista dezenas de cópias novas e usadas do The Evil Within 2 dos vendedores do Marketplace. Quando contatada pela Polygon, a Bethesda se recusou a comentar sobre esta história.Também pedimos esclarecimentos sobre como as garantias da empresa funcionam em produtos usados vendidos por meio de canais oficiais. A GameStop, por exemplo, oferece uma garantia geral de 30 dias para jogos usados que não funcionam, desde que o jogo não tenha sido quebrado pelos compradores. Bethesda não respondeu. Também contatamos a Vorys várias vezes para comentar, mas não recebemos uma resposta. O departamento de publicidade da Amazon também não respondeu a um pedido de comentário. Em seu site, a Vorys oferece consultoria para empresas que buscam eliminar a venda de produtos usados em lugares como o eBay em um artigo intitulado "Abordagem em três etapas para impedir vendas on-line não autorizadas no eBay". Veja um trecho:  Sob o que é conhecido como a Primeira Doutrina de Venda, uma vez que o proprietário de uma marca comercial ("a empresa") vende um produto, o comprador pode revendê-lo sem infringir a marca do proprietário. No entanto, a Primeira Doutrina de venda não se aplica quando um revendedor vende um bem de marca registrada que seja materialmente diferente dos produtos genuínos da empresa. A jurisprudência estabeleceu alguns princípios importantes relacionados às diferenças materiais. Isso inclui que: 1) o limiar da materialidade é considerado "baixo"; 2) apenas uma única diferença material é necessária para dar origem a um pedido de violação de marca comercial; e 3) diferenças materiais não precisam ser diferenças "físicas". Esta parece ser a base da reivindicação legal da Bethesda contra a Hupp. A Bethesda é uma empresa notoriamente litigiosa. Não está claro quantas cartas semelhantes foram enviadas para pessoas que vendem jogos usados on-line, mas a mensagem de voz de Vorys para os casos de jogos usados da Bethesda informa os chamadores a deixar detalhes com base na "carta recebida", como o nome da loja. Também agradece aos destinatários da carta se eles já cessaram as vendas do software da Bethesda.  Entendo os argumentos jurídicos em que a Bethesda está confiando e aceito que eles têm interesse legítimo em determinar como seus produtos são vendidos no varejo", disse Hupp em um e-mail à Polygon, "mas ameaçando clientes individuais com ações judiciais por vender jogos é um enorme alcance. Fonte: Polygon
  10. Eu até tentei, Wang. Mas acho que essa regra não está valendo pra Monster Hunter não. Os jogos de ação que eu curto, passam longe desse tipo de jogabilidade de Monster Hunter. Não é um jogo pra mim.
  11. Não é normal. Não é mesmo! Normal só se for no mundo da Capcom e Ubisoft. Como é que a Capcom lança um jogo de 2018 em uma engine de 2007 (11 anos atrás de Lost Planet), com uma performance pior que a engine mais pesada da atualidade? Era para esse jogo rodar igual a jogo de MS-DOS em performance. O jogo tem os settings gráficos mais cagados da história. Tudo bugado.