Welcome to vgBR.com - Videogames Brasil

Registre-se agora para ter acesso a todos os benefícios do fórum, o registro é totalmente de graça e você poderá interagir com os usuários do fórum de forma mais ativa

Não perca tempo e cadastre-se agora mesmo, leva 2 minutinhos

JD

Membros
  • Total de itens

    20.954
  • Registro em

  • Última visita

  • Time Online

    235d 21h 40m 33s

Reputação

1.543 WiiU

7 Seguidores

Sobre JD

  • Rank
    128 bits
  • Data de Nascimento 03-09-1977

Informações de Perfil

  • Sexo Masculino

Métodos de Contato

  • Website URL http://
  • ICQ 0

Últimos Visitantes

785 visualizações
  1. https://www.google.com.br/amp/www.eurogamer.pt/amp/digitalfoundry-2017-assassins-creed-origins-performance-analise A Ubisoft construiu o jogo para se adaptar bem a diferente hardware - a principal diferença é o nível superior de nitidez quanto mais poder GPU tiver a consola. A PS4 Pro corre entre 1350p-1584p com a resolução dinâmica, mas esperamos muito melhor da Xbox One X devido ao seu poder computacional e largura de banda extras. No entanto, ficamos a questionar se as texturas superiores podem ser tidas em conta devido aos 4GB adicionais de GDDR5. A HDR também está confirmada e é promissora, mas teremos mais sobre o jogo em breve. O artigo inteiro fala das melhorias da versão normal pra versão PS4 Pro e nesse final menciona a expectativa acerca da versão Xbox One X que terá HDR.... Dedução lógica que, a princípio, a versão PS4 Pro não tem.
  2. Tá. Vou entrar nessa um pouco, mas tipo... só um pouco, ok? Vamos tentar explicar o que significa ser o maior RPG da geração até o momento... O engraçado é que eu comecei meio raivoso com o jogo e fui sendo conquistado pouco a pouco. A PRODUÇÃO Witcher 3 possui uma das maiores produções que já vi na história dos games. Tudo no jogo é feito com esmero. Seja no som, seja no gráfico, seja na dublagem...Nada parece ser aproveitado. É tudo muito acima da média de qualquer coisa do gênero que tenha saído até o momento. Não foi a toa que ganhou tudo que tinha pra ganhar de premiação na época. O LANCE DOS LIVROS O lance dos livros, é um extra. Não quer ler, foda-se. Os plots e o roteiro do jogo não precisam disso. Como falei... Nada no jogo é mediano. Tudo está acima do que havíamos visto até então. O desenvolvimento do enredo não foge à regra. De toda maneira, é muito mais aconselhável ter jogado os outros jogos do que ter lido os livros. Mas é claro que, se o jogo se baseia tão fielmente nos livros, é provável que só se tenha a ganhar na experiência, creio. GRÁFICOS O gráfico do jogo é estarrecedor... A escala é colossal e o nível de detalhe nas cidades é absurdo. Não é a toa que até hoje tem máquina de peidando pra fazer 60frames. Não tem cabimento comparar o gráfico de Witcher 3 com a aberração que é FF XV. Parem com essa porra! FF XV é um jogo de PS3 adaptado pra PS4 que peca no framerate, peca nas animações faciais, peca na variação dos modelos de personagens... Dragon Age Inquisition parece jogo de PS2 perto de Witcher 3. Simplesmente parem com isso! Ah sim. A DLC Blood and Wine conseguiu fazer o que parecia impossível. É bem mais bela do que o jogo principal. Não sei como esses fdps fizeram isso, mas fizeram. O CONTEÚDO Não há muito o que falar aqui. É melhor ter do que não ter. O jogo demora entre 50 e 100 horas dependendo do que vc faz de extra. As quests secundárias foram exaltadas em todos os reviews da época justamente porque ninguém fazia algo desse nível pra ser SECUNDÁRIO... O exemplo clássico que mencionei... Keira... Eu trepei com ela na primeira jogada. Na segunda, a matei. Tipo... Com a morte dela, somem inúmeras missões secundárias com ela que vc não pode mais fazer.... A CD Projeckt Red fez uma quest enorme do caralho que você simplesmente pode IGNORAR. Outro exemplo clássico... A missão do Witcher parrudo mal encarado.... Na primeira jogada, fiz a missão dele. Na segunda, perdi o timming e não pude fazer... Ou seja... São, no mínimo umas 4 a 5 horas de side quests que vc pode correr o risco de ignorar. Eu não me recordo de desenvolvedora que tenha tido esse capricho com sides.... A POLÊMICA DO COMBATE/JOGABILIDADE Porra. O cavalo segue trilha quase "on rails"... É só focar na trilha. Vc realmente quer enfiar o cavalo dentro de uma floresta fechada e espera que ele atravesse tudo como um espírito, Billy? A jogabilidade nem vou discutir. Acho que existem pessoas com mais gabarito pra falar disso do que eu. Talvez @RhaZo possa dar uma luz. Esse lance de bosses eu acho bobagem, mas entendo que existem pessoas que gostem de algo mais elaborado. Nada a retocar nesse aspecto das críticas. ENFIM 5h dá até aonde? Nem faço ideia. Só sei que eu, dificilmente, estaria bostejando sobre um jogo de 50h/100h se eu tivesse jogado só 5h... Acho que também não teria levado o jogo tão adiante como Billy fez se eu não tivesse gostado... Mas é aquilo... Cada um com seu cada um e vida que segue.
  3. Billy resolveu "causar".... Parece até que tá com raiva do jogo KkKk Calma chapa. É só um jogo.
  4. Acabei de ver que ACO não tem HDR no PS4 Pro.....
  5. Pela primeira vez em anos eu fiquei com cagasso de enfrentar um vampiro. Mas, realmente, só se tem a noção da "pica" no DLC "Blood and Wine".... Aliás... DLC de 30 horas. Demora mais pra fechar que FF XV! Kkkkk
  6. Eu fechei HZD em 4k (Mandrake claro...) + HDR numa TV bacana. É a coisa mais absurda que já vi até agora. Vcs tão falando tanto de ACO que tá batendo vontade... Ele é patcheado pro PS4 Pro também ou já saiu pronto?
  7. Os vampiros de Witcher 3 são genéricos? Ok.
  8. Jogo divido em capítulos e com mais direcionamento? Ok! Você prefere algo mais linear. Nenhum problema quanto a isso. Mas o alerta que te faço é de que os jogos estão indo no sentido contrário a esse gosto. Quanto aos bosses, te digo que a primeira batalha contra o Grifo já demonstra que o seu script de batalha contra chefes tá fora do escopo. E vários outros bosses necessitam de programação diferente. Tem boss que precisa de poção diferente... Outro problema nos seus argumentos é acerca do conteúdo extra. Enquanto as críticas de, por exemplo, Mafia 3 foram no sentido de que é um jogo enorme, mas sem conteúdo, você vai no contra senso e diz que é tudo "encheção de linguiça"... Oras... É só ignorar esses extras e manter-se na mainquest, não? Mas é melhor ter conteúdo e permitir que você o ignore ou não ter conteúdo algum e ficar um puta mapa vazio? É nesse sentido que o seu argumento não faz sentido. Sobre as quests secundárias... vale o mesmo raciocínio do conteúdo extra. Só que aqui vou um pouco além... Quando eu achar em outros jogos similares, quests secundárias no nível de "The Towerful of Rats" - "Wild at Heart"... Aquela outra que você enfrenta uma maldição onde precisa mergulhar num poço.... Ou aquela do Bruxo gordinho que finge morrer. Ai... A gente pode começar a falar que as missões secundárias são todas bobas.
  9. kkkk Black Mirror merecia um episódio desses.
  10. 5 horas não dá. O jogo tem entre 50 e 100 horas.... O enredo de FFXV não é o problema. É, inclusive, bacana demais. Se tu ver o filme então... Fica bem legal. O problema é o roteiro. Não faz sentido a maneira que escolheram pra contar a história do jogo. E isso já foi reconhecido pelo próprio diretor, pô.
  11. Exatamente o que eu ia dizer. O enredo é grande demais e parte dos livros... Tem que ver nos livros também. De toda forma, em Witcher 3, ela (Yennefer) aparece bastante da metade pra frente.
  12. Tem algo errado com você. A única vez que gostei do gráfico de FF15 foi em Altissia - que você nem chegou ainda - e mesmo assim, o ambiente e os acessos da cidade é limitados ao extremo. E isso porque joguei no PS4 Pro com HDR e 4K pós patch. O frame rate e os engasgos desse jogo são de matar! E nem fico puto com a Square, que sempre teve gabarito na sua franquia principal. Trata-se de um jogo de PS3 adaptado pra PS4. Simples assim.... Witcher 3 - também pós patch - está em outro patamar. Você pode não gostar de nada do jogo, mas no aspecto técnico não há comparação. Se o cenário já era brutal, fico imaginando no XboxOneX ou num PC Top Noch.
  13. E eles vão se apoiando... se apoiando... concordando aqui e ali até parecer que esse acúmulo de insanidades é real. Assim não dá.