Welcome to vgBR.com - Videogames Brasil

Registre-se agora para ter acesso a todos os benefícios do fórum, o registro é totalmente de graça e você poderá interagir com os usuários do fórum de forma mais ativa

Não perca tempo e cadastre-se agora mesmo, leva 2 minutinhos

 

Após o cadastro poste no tópico de boas vindas para poder ter seu cadastro liberado.

Libraink

Membros
  • Total de itens

    14.091
  • Registro em

  • Última visita

  • Time Online

    764d 18h 19m 18s

Reputação

1.951 WiiU

3 Seguidores

Sobre Libraink

  • Rank
    256 bits
  • Data de Nascimento 22-04-1982

Informações de Perfil

  • Sexo Masculino
  • Localidade Brasília - DF

Métodos de Contato

  • Website URL http://
  • ICQ 0

Últimos Visitantes

941 visualizações
  1. Jogando a versão do GBA dum dos Zeldas mais cultuados e q curiosamente um dos q menos eu joguei.
  2. Quero edição completa por 99 reais. Aguardo pacientemente.
  3. Terminei ME Andromeda no Insane. Acho que vou platinar. Devo ter jogado mais de 150 horas, então claro que gostei do jogo, não sou masoquista. Porém o jogo é muito inacabado, muito bugado. O gameplay é incrivelmente superior aos outros jogos da série mas a repetição decorrente do sandbox que usaram mal no jogo acaba estragando boa parte da experiência. Enfim, um jogo com inúmeras falhas e inúmeras qualidades. Mas podia ter sido grandioso se tivesse tido mais tempo de desenvolvimento. O enredo no final dá uma melhorada bem de leve mas o jogo perdeu muito do charme RPG da Bioware. É um jogo feito pra todo tipo de público, ele não sabe recompensar o jogador mais experiente e se não eestivesse no insane o jogo seria muito sem graça. Aliás eu dei uma jogada rápida no modo normal e achei bastante sem graça.
  4. Sempre tiveram esses jogos escrachados, com mulheres imbecilizadas e superficiais. O problema da Bayonetta é que ela TINHA potencial para muito mais, pq ela tem carisma. Mas o enredo é tão escroto, a forma como ela é tratada é tão rasa (quando foi que a Platinum contou uma boa história? Eles não tem roteiristas, só desenhistas) que fica mesmo algo constrangedor não só pq tem uma esposa assistindo, mas pq é chato mesmo.
  5. Capcom, Square, Namco voltando... dá até um gostinho diferente. Como fizeram falta essas grandes franquias...
  6. Bustem o Bastard please. Tá lindão mesmo.
  7. Sempre achei isso também. Exageraram na pieguice. Se fosse mais sério seria perfeito.
  8. Pq a versão do PSP? O q ela tem de diferente em relação a do Turbografx?
  9. Cara, não me entenda mal. Acho que cada um joga da forma que quiser. Não acho que exista regra sobre isso. O problema é quando o cara chama isso de purismo, como se fosse algo superior. Ao contrário, é só imagem deformada. Estamos falando a mesma coisa. Eu jogo com filtros e cheio de sancaline! Horizontal e vertical! tem gente que acha isso HORRÍVEL. Cada um joga como bem entender. Olha aqui como eu jogo Rondo no meu notebook. Toneladas de scanline:
  10. Esses mini consoles vem com entrada pra cabo componente? A única utilidade q vejo pra eles é ligar no tubão. Eu ainda tenho a minha Wega, melhor tubão de todos os tempos.
  11. Eu não estou surpreso, vindo desse time e pelo o q tinha sido mostrado. Bom, eu continuo jogando ME Andromeda. Já que estou há tanto tempo com ele vou ver se platino. O problema é que a platina exige tanta coisa imbecil como por exemplo ter romance com 3 pessoas q sinceramente estou ainda na dúvida se terei saco.
  12. Esses jogos foram feitos para outra tecnologia. Quando eles só portam eles estão pegando uma imagem e deformando-a de todas as formas possíveis. Gente ignorante chama isso de purismo.
  13. Nossa... maravilha. Pena que estão algumas décadas atrasados. Nunca entendi essa falta de respeitod a Konami com Rondo of Blood. Se refizerem em wide screen será a melhor notícia do ano. Se só portarem será irrelavante, embora pra quem não jogou o Rondo talvez seja interessante.
  14. A Capcom teve a capacidade de não incluir um único filtro que seja. Sem comentários.