Jump to content
DanielGalvani

Dicas para Nintendo impedir de ganharem dinheiro com vídeos de jogos.

Recommended Posts

Parece que vídeos upados de south park estão sendo desmonetizados automaticamente simplesmente porque... South park em si fere as regras do YouTube. Fica dica Nintendo, coloque piadas racistas, sexuais, violentas nos seus jogos. :mua:

 

Essa situação mostra o absurdo que estamos chegando, onde a internet está ficando mais puritana que a tv. A guerra sjw provavelmente vai acabar com YouTube, basta aparecer um serviço mais maleável q tbm renda uns trocados.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pfft, eu lembro também de uma época boa em que nenhum vídeo do youtube era monetizado. Era livre dessa cambada de youtubers metidos a profissionais da plug n' play e spammers pedindo pra gente se inscrever nos canais deles. Tenho um canal e nunca me importei em monetizar nada.

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 horas atrás, Sailor Paladina disse:

Pfft, eu lembro também de uma época boa em que nenhum vídeo do youtube era monetizado. Era livre dessa cambada de youtubers metidos a profissionais da plug n' play e spammers pedindo pra gente se inscrever nos canais deles. Tenho um canal e nunca me importei em monetizar nada.

Divulgue seu canal

O que vc coloca la ? 

 

O meu esta divulgado

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

SJW não tá nem aí pra palavrão na internet. Quem liga pra isso é a família tradicional brasileira.

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, kheychan disse:

SJW não tá nem aí pra palavrão na internet. Quem liga pra isso é a família tradicional brasileira.

Justiça social depende muito do ponto de vista. Pode ser nego mimizeiros de palavrão tbm.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 horas atrás, kheychan disse:

SJW não tá nem aí pra palavrão na internet. Quem liga pra isso é a família tradicional brasileira.

 

Não é palavrão, e sim piadas com Negros, gays, etc. Na verdade o South park esculhamba com todo mundo, seja qual for a visão política, no próprio jogo eles cagam na cabeça da polícia dando a entender que eles são racistas e só prendem negros , zoam os próprios defensores do politicamente correto com o Diretor PC ,  zoam religião e celebridades americanas. Fazem um humor negro e politicamente incorreto que não agrada nenhum dos dois extremos da política. Mimimi tem dos dois lados, SJW enchendo o saco é tão pé no saco quanto um conservador de direita, na verdade o mimimi é sempre de quem é caga-regra.

 

Por mim que se foda quem acha ruim, o desenho e o jogo são hilários, foda-se quem não aguenta uma piada.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acho que humor tem que ter limite sim. E acho certo as marcas não quererem se associar a pensamentos racistas/preconceituosos. Quem não faz parte de nenhuma minoria não entende ou sente na pele o quanto de sofrimento isso pode causar. Fazer humor inteligente sem agredir minorias dá trabalho. Por isso tem pessoas que reclamam e resistem tanto aos novos tempos, talvez falte competência, ou seja preguiça de pensar em algo mais elaborado mesmo... Sei que não é fácil mudar uma postura que existe há tantos anos, mas não acho que se pode apoiar-se nisso como desculpa para não tentar mudar. #pas

Share this post


Link to post
Share on other sites

A gente tem que entender o ponto de vista comercial da parada. É complicado, pras marcas que querem fazer um trabalho social, terem seus vídeos associados a conteúdo preconceituoso. O grande problema, na minha opinião, é que a Google está, como sempre, sendo uma ditadora de merda. Ela deveria disponibilizar, pra quem vai publicar um vídeo, um formulário informando o tipo de conteúdo do vídeo em questão. E disponibilizar o mesmo formulário para as empresas no Ad Words, pra saber qual conteúdo ela está ok de patrocinar.

 

Pra mim isso tem 2 pontos positivos:

  1. Com um formulário obrigatório pra informar o conteúdo, a própria Google vai ter mais facilidade em barrar conteúdo ou mesmo banir users. Se o cara tiver um histórico livre de problemas, informando corretamente o tipo de conteúdo, ela vai ter mais um critério pra não perder tempo com denúncias infundadas.
  2. As próprias empresas vão decidir o que querem apoiar. A Comedy Central, por exemplo, pode escolher patrocinar conteúdo como South Park e não patrocinar vídeos sobre ideologia de gênero, por exemplo, já que este pode não ser o público alvo dela.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu li em algum lugar que o Google já está aprimorando o algorítimo para entender, por exemplo, quando você posta um vídeo sobre um jogo como Call of Duty. Ele já vai considerar que o conteúdo referente a armas, tiros, etc vai estar contido na publicação por ser inerente ao jogo (que se passa em uma guerra, etc) e não por ser linguagem ofensiva de quem postou. Mas aí parece que você precisa colocar as tags do game pra que ele já não caia na malha fina do conteúdo sensível.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Summoner disse:

Eu li em algum lugar que o Google já está aprimorando o algorítimo para entender, por exemplo, quando você posta um vídeo sobre um jogo como Call of Duty. Ele já vai considerar que o conteúdo referente a armas, tiros, etc vai estar contido na publicação por ser inerente ao jogo (que se passa em uma guerra, etc) e não por ser linguagem ofensiva de quem postou. Mas aí parece que você precisa colocar as tags do game pra que ele já não caia na malha fina do conteúdo sensível.

 

Aí está um bom questionamento: um gameplay de Call of Duty pode ser considerado conteúdo sensível e violento?

 

Eu sinceramente fico dividido nessa questão. Não sei dizer se deve ser liberado ou se deve ser restrito a +18.

Share this post


Link to post
Share on other sites
30 minutos atrás, Christian disse:

 

Aí está um bom questionamento: um gameplay de Call of Duty pode ser considerado conteúdo sensível e violento?

 

Eu sinceramente fico dividido nessa questão. Não sei dizer se deve ser liberado ou se deve ser restrito a +18.

Estou falando como leigo, tá? Mas pelo que entendi, não é que o gameplay de CoD seja considerado violento, mas é que parece que o algoritmo do google interpreta os vídeos que sobem no youtube e detecta quando ele tem assuntos relacionados a armas, tiros, violência, etc e com isso automaticamente já bloqueia o vídeo para os ads, mas não há uma interpretação do conteúdo dentro do contexto em que ele está inserido (é um jogo sobre guerra, logo, o vídeo terá armas e tiros, mas porque isso está no contexto da história do jogo e não porque há uma apologia a isso), ele apenas detecta as palavras chave. Só que se você "tagear" o vídeo com o nome do jogo, ele vai entender que isso não era conteúdo agressivo do autor e sim do próprio jogo, logo ele libera os ads. Eu vi isso em algum canal de notícias reportando que o youtube estava implementando isso pra poder não bloquear tantos vídeos. Parece que mais de 60% do conteúdo do youtube é relacionado a games, então eles não podem ser tão radicais em bloquear tudo ou vão eprder receita...

Edited by Summoner

Share this post


Link to post
Share on other sites

Resolver isso é simples (do ponto de vista executivo, sem considerar implicações técnicas).

Primeiro a Alphabet precisa segregar obrigatoriamente, todo conteúdo relacionado à gameplay e jogos, para dentro do "YouTube Gaming", de forma arbitrária.

 

Hoje o conteúdo é pulverizado no YouTube normal e replicado para dentro do YouTube Gaming.

Mas uma vez separado dentro do YouTube Gaming, somente anunciantes que desejam anunciar em vídeos com conteúdos relacionados a jogos, ficariam livres para publicidade lá dentro, sem a necessidade de um filtro dentro do universo do YouTube normal.

 

O segundo passo é no YouTube normal, com suas próprias regras, filtros e diretrizes para Family Friendly.

 

Na minha opinião, conteúdo "gaming" é uma praga que infecta a plataforma YouTube.

O negócio saiu do controle e tomou proporções muito além do esperado.

Edited by SEELE-01
  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, DanielGalvani disse:

Cheio de sjw aqui tbm pelo jeito.

 

Teu cu. Beijos.

1 hora atrás, SEELE-01 disse:

Resolver isso é simples (do ponto de vista executivo, sem considerar implicações técnicas).

Primeiro a Alphabet precisa segregar obrigatoriamente, todo conteúdo relacionado à gameplay e jogos, para dentro do "YouTube Gaming", de forma arbitrária.

 

Hoje o conteúdo é pulverizado no YouTube normal e replicado para dentro do YouTube Gaming.

Mas uma vez separado dentro do YouTube Gaming, somente anunciantes que desejam anunciar em vídeos com conteúdos relacionados a jogos, ficariam livres para publicidade lá dentro, sem a necessidade de um filtro dentro do universo do YouTube normal.

 

O segundo passo é no YouTube normal, com suas próprias regras, filtros e diretrizes para Family Friendly.

 

Na minha opinião, conteúdo "gaming" é uma praga que infecta a plataforma YouTube.

O negócio saiu do controle e tomou proporções muito além do esperado.

 

Mas aí tem um problema: se tu entra no You Tube Gaming tem muito vídeo que não é gaming. Por isso não sei se essa segregação é possível.

Share this post


Link to post
Share on other sites
54 minutos atrás, Christian disse:

Mas aí tem um problema: se tu entra no You Tube Gaming tem muito vídeo que não é gaming. Por isso não sei se essa segregação é possível.

 

Perfeitamente possível.

Na configuração do Canal, o proprietário do Canal é quem define o segmento dentre as opções pré-definidas pelo YouTube. (Ex: Meu canal está no segmento "Tecnologia")

Se um espertalhão quiser publicar um conteúdo não gaming lá dentro, isso é facilmente detectável pela ausência de tags, imagens e áudios relacionados ao segmento gaming.

Neste caso é punimento com exclusão do conteúdo ou do canal inteiro.

 

Isto está previsto nas políticas de uso do YouTube desde sempre.

E muitas vezes é aplicado direto pelo algorítimo.

 

Tem canal gigantesco que quase foi pro saco por causa de 1 único vídeo.

Edited by SEELE-01

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×