Análises

Análise – Sacred 3

7.5
Mais um hack'n'slash
Sacred 3 é um título descompromissado, e com uma campanha curta de 8 a 10 horas, vale a jogatina para os não iniciados em jogos do gênero.

Novo jogo da Deep Silver lançado essa semana, Sacred 3 é um action rpg nos moldes de jogos consagrados como Diablo, pegando emprestado algumas mecânicas do gênero e adicionando algumas outras ao bolo. Será que a mistura consegue ser sagrada como o nome diz? É o que vamos descobrir nesse review.

HISTÓRIA

Lord Zane senhor do império Ashen se une a demônios para roubar a Heart of Arcaria um poderoso artefato que permitira abrir as portas do Underworld e liberar os demônios e com isso dominar o mundo. Os Seraphims que são os guardiões do artefato convocam os maiores heróis dos reinos livres numa tentativa de protegê-lo, mas algo sai errado e Zane consegue roubar o mesmo. Sendo assim resta aos últimos heróis do mundo travar uma cruzada em busca de Zane para recuperar o que foi roubado e impedir que ele destrua o mundo.

A história em si é simples: um cara quer destruir o mundo e cabe aos mocinhos detê-lo. A maneira como ela é contada no entanto, soa estranha. O jogo tenta ao mesmo tempo ser sério e engraçado, o que acaba não dando certo em nenhuma das duas coisas resultando em piadas fora de hora e vilões que parecem terem sido tirados de um filme dos 3 patetas com nomes engraçadinhos como Karr Tell. Além disso, durante sua jornada você é guiado pela filha dos deuses, que é uma poderosa telepata e faz com que você fique em contato tanto com seus aliados quanto aos seu inimigos. Então durante as lutas você ira ouvir comentários engraçadinhos de ambos os lados.

sacred 3 chars (3)

Falta um senso de urgência na historia, já que apesar do mundo estar sendo destruído, aparentemente ambos os lados tem tempo de sobra para fazer piadas (e em boa parte delas as piadas não são lá muito boas).

GRÁFICOS

O jogo é bem agradável de ver e usa uma paleta de cores vibrante. Embora o mundo esteja a beira do abismo, sendo invadido por hordas de monstros e demônios, tudo é bem vivo colorido e brilhante. Lembra inclusive Diablo III que também escolheu uma paleta de cores mais suave. Mas aqui tudo é mais bonito e o jogo faz um bom uso de sua engine, apresentando cenários bem detalhados e com bons efeitos, embora não haja muita liberdade de movimento uma vez que você anda praticamente em linha reta por “corredores”. Toda a ação que você vê no cenário fica em segundo plano, mas mesmo assim os gráficos são bons e agradáveis e os modelos dos heróis e inimigos também são bem construídos.

 sacred 3 (7)

SOM

Aqui uma das maiores críticas ao jogo. O voice acting do jogo é ruim, seja pela entonação (que em alguns momentos lembra a primeira versão de Castlevania Simphony of the Night). Os dubladores são canastrões, e além disso algumas coisas simplesmente não fazem sentido. Exemplos: você está fugindo de um terremoto e um dos heróis diz “Terremoto?!?! achei que fosse meu estômago roncando!!” Em outra situação um vulcão entra em erupção, pedras começam a chover do céu e nosso herói diz “Meu irmão bate mais forte do que isso!!!” Esses comentários acabam literalmente com o senso de perigo.

Os sons dos golpes e magia assim como os inimigos soa ok, dentro que se pode esperar de um jogo do gênero.

sacred 3 (13)

JOGABILIDADE

Ah a jogabilidade. Lembram que eu disse que era um jogo de Action RPG nos moldes de grandes jogos do gênero? Beeeemmm, retire o RPG e coloque algo mais como Gauntlet e temos Sacred 3. Primeiro de tudo não temos loot. Você luta atrás de hordas de inimigos, abre baús (que são poucos) e recebe moedas e orbs de energia, mas nada de itens, armas ou armaduras. Tudo isso é ganho durante o jogo e eu sinceramente não consegui descobrir como, já que as vezes você recebe uma arma sem ao menos ter subido de nível. A armadura é sempre a mesma que você começa, mas a medida em que você sobe de nível você pode ir melhorando a mesma o que faz com que ela mude um pouco a aparência.

Você também conta com a ajuda de espíritos guerreiros. Cada espírito te dá atributos e/ou habilidades especiais mas todas elas tem um custo do tipo troca: ganhe mais ataque ao ser ferido mas em troca receba menos regeneração de vida com as orbs, por exemplo. Algo interessante, já que todos eles tem benefícios e algum tipo de penalidade por usá-los.

sacred 3 chars (5)

Você possui apenas 2 tipos de ataques, sendo que um deles serve para quebrar a defesa de seus inimigos. Você possui apenas 2 habilidades especiais (que também podem ser modificadas usando o dinheiro recebido) e um movimento de esquiva ou defesa (você deverá escolher entre um dos dois) e um agarrão onde você pode arremessar inimigos.

Equipar e melhorar suas habilidades é um pouco confuso já que você só pode fazer isso no mapa e apenas depois de você selecionar seu personagem. Não é uma opção muito intuitiva e fácil de localizar.

O jogo não tem um mundo aberto e seu avanço é limitado por chamas malignas. Toda vez que chega a um determinado ponto do mapa essas chamas surgem e você deve derrotar todos os inimigos do local para prosseguir. Isso se repete em todas as fases do jogo: mate tudo na sala e avance para a próxima área.

Sacred 3 também conta com puzzles que geralmente consistem em:

A- Girar uma manivela um X número de vezes

B- Destruir um X número de itens no mapa

E entre cada uma dessas duas opções você devera enfrentar uma onda de inimigos.

Seu herói é quase indestrutível, e são pouquíssimas as situações em que você vai morrer.  As lutas contra os bosses são as áreas onde você corre o maior risco de isso acontecer, mas durante o estágio antes do chefe, você sempre terá orbs de regeneração a sua disposição.

sacred 3 (14)

Existe ainda o fator de grind. Sua progressão é limitada pelo seu nível e toda a vez que você avança na história precisa de um nível determinado para acessar uma nova área. Para isso você terá que fazer as sidequests, que consistem em pequenas arenas onde você deve matar um número de inimigos e/ou destruir um número de coisas.

O game tem suporte a cooperativo para facilitar as coisas, seja localmente (algo válido para um título de PC) ou pela internet com até 4 players, algo que soma ao fator diversão, já que matar monstros com amigos é sempre mais divertido.

Os controles respondem bem, desde que você tenha um gamepad, já que esse jogo foi pensando para ser jogado com um. É possível jogar pelo teclado e mouse mas os controles ficam um pouco prejudicados.

sacred 3 chars (6)

Finalizando

Sacred 3 é um jogo que tinha grandes aspirações mas que acabou se tornando apenas um jogo descompromissado. Para os não iniciados em jogos do gênero vale a jogatina, já que a aventura principal, mesmo com grinding, pode ser terminada em um máximo de 8-10 horas.

Prós

Gráficos agradáveis

Fácil de jogar

Coop para até 4 players

Contras

Voice acting ruim

Sem loot

Relativamente fácil demais

Avatar
Últimos posts por Cleber Avelar (exibir todos)

Comentários