Análises

Análise – Final Fantasy IV (Steam)

8
O clássico dos RPGs disponível no PC
Fãs da escola antiga de RPGs estarão bem servidos com Final Fantasy IV, um marco na história da saga e um JRPG bem competente, nostálgico e totalmente traduzido para o português do Brasil.

Lançado originalmente em 1991, Final Fantasy IV, ficou conhecido por muito tempo por essas bandas como Final Fantasy II, ainda no saudoso Super Nintendo.

O jogo que já sofreu vários relançamentos para todas as plataformas imagináveis, incluindo entre elas o Playstation, Game Boy Advance, Nintendo DS, PSP, IOS e até Android, foi lançado agora para PC, sem nenhum alarde, no dia 17 de setembro de 2014 no já consagrado STEAM, com uma novidade muito boa: menus e legendas totalmente traduzidos para o português do Brasil.

História e Personagens

Final Fantasy IV foi lançado há 23 anos, em uma época em que os jogos eram mais diretos e tendiam para uma história mais voltada para a fantasia medieval, no estilo capa e espada clássica. No tempo em que ainda gostávamos de cavaleiros, magos, dragões e etc.

A narrativa conta a saga de Cecil Harvey, um Cavaleiro Negro do reino de Baron, líder dos Asas Vermelhas – espécie de força aérea medieval – que começa a questionar as atitudes do seu rei, graças a maldade de suas ordens e devido a isso é destituído do seu cargo e mandado para uma perigosa missão na Vila da Névoa, onde suas ações a partir dai, o levarão a uma redenção em busca do caminho do bem e da justiça, como já é típico nesse tipo de história. Lógico que como todos os JRPGs, Final Fantasy IV conta com um elenco incrível com impressionantes 12 personagens jogáveis. Personagens como Kain, amigo de infância de Cecil, comandante dos Cavaleiros Dragões e Rydia, uma jovem invocadora que teve a vida destruída pelos eventos do jogo ou o sábio Tellah, um velho que entra para o seu grupo para ajudar a filha, e que de tão velho, quando ganha níveis perde estamina.

final fantasy IV Steam (8)

Jogabilidade

A jogabilidade de Final Fantasy IV é um dos pontos fortes do jogo e recomendadíssima para todos os amantes de RPGs de turno. Apesar de algumas irritantes batalhas aleatórias, em momento algum do jogo temos mensagens de carregamento (loading), inclusive em trocas de telas e na recuperação do seu load game. Por falar nisso, o jogo conta agora com o recurso de salvar rápido, para que você possa continuar seu jogo em qualquer lugar de uma dungeon, cidade, ou se você esqueceu-se de salvar, voltar antes daquela luta mais difícil, o que pode acontecer várias vezes, visto que o jogo é bem mais difícil que o original americano do SNES e muito mais difícil que os RPGs modernos.

Apesar de ter uma jogabilidade mais antiga, Final Fantasy IV não deixa de ter um sistema de batalha completo e estratégico. Temos aqui, tudo que ainda hoje é usado em JRPGs nos seus sistemas. Por exemplo, temos os status do personagem que sobem ou descem de acordo com o nível, vários tipos de magias que são separadas em Brancas e Negras, personagens com fragilidades e afinidades a magias elementais ou danos físicos, com habilidades físicas únicas, personagens com seus estilos de combate pré definidos, que adicionam um componente cerebral nas batalhas, como por exemplo: monges, magos brancos e negros, ninjas, bardos, cavaleiros, invocadores e etc. Temos também estratégias diferentes para derrotar inimigos, chefes e até mesmo locais onde não é possível usar armas de metais, onde somos envenenados e etc., além de mais de 30 status de batalha pra ninguém botar defeito.

final fantasy IV Steam (1)

Um dos únicos pontos fracos da jogabilidade, é que o jogo depende um pouquinho de grind (a necessidade de repetir ações visando ganhar níveis durante o jogo) para se prosseguir e como trocamos muito de personagens devido à história do jogo, acabamos tendo que ganhar níveis constantemente com os personagens novos que entram no grupo, geralmente com um nível bem baixo.

Gráficos e Sons

Aqui, poderemos ter um caso clássico onde os quesitos podem desagradar ou agradar a pessoa de acordo com as suas convicções gamisticas.

Apesar de o jogo ser um remake do Final Fantasy IV do SNES, ele foi feito pensando inicialmente em rodar no Nintendo DS, o que confere aos gráficos um ar meio retro, muito parecido com os antigos RPGs do Playstation 1, apenas renderizados em alta definição ou o limite que o seu PC suportar. Algumas pessoas podem achar como já falei anteriormente, essa característica como um ponto falho do game, mas pra mim, é um charme a mais, e confere ao jogo um tom saudosista da minha adolescência jogando RPGs clássicos no PSone com gráficos semelhantes, como Final Fantasy 7, Breath of Fire 3, Legendo of Legaia entre outros.

final fantasy IV Steam (2)

O som é basicamente composto por músicas MIDI, remixadas do SNES, que por ser muito boas e clássicas, vão grudar em sua mente. Inclusive não se assuste se em um momento de calmaria você se pegar assoviando um tema de batalha ou outro. Outro ponto muito bom, é a dublagem de algumas vozes durante as já típicas cenas de corte que em minha opinião, são muito bem dubladas.

Conclusão

Quem gosta da escola antiga de RPGs vai estar muito bem servido com Final Fantasy IV, um marco na história da saga Final Fantasy e um JRPG bem competente, nostálgico e totalmente traduzido para o português do Brasil.

Jean Félix
Últimos posts por Jean Félix (exibir todos)

Comentários(3)

  1. Avatar

    Tenho a versão para iPad, é muito agradável de joga-lo no Tablet e seus comandos via touch respondem muito bem.

  2. Avatar

    Outro ponto muito bom, é a dublagem de algumas vozes durante as já típicas cenas de corte que em minha opinião, são muito bem dubladas.
    Bom,isso confirma que são as vozes japas assim como na versão Android/iOS qd fica em PT-BR ^^

  3. Avatar

    Lixo de review, elogiar a dublagem porca americana dá total descredito a tudo que foi dito.

Comentários