Notícias

E3 2015 * Testamos o HoloLens

Sem dúvida uma das novidades mais impressionantes mostradas na conferência da Microsoft foi o aparelho de realidade aumentada. Chamado de HoloLens o óculos promete bastante, com o objetivo de trazer os elementos favoritos dos jogos para o mundo real, ou até mesmo eliminar a necessidade de TVs para jogar.

Durante a E3 2015, tive a oportunidade de testar o aparelho com uma demonstração tematizada ao redor da franquia Halo e, embora não seja tudo o que foi prometido, ainda assim o que vi me deixou de queixo caído e muito esperançoso para o futuro!

hololens1_3342494b

A demonstração acontece em uma série de etapas diferentes. Primeiramente, há uma fila onde um funcionário de jaleco (um oftalmologista talvez?) aborda o participante com um aparelho para medir o espaçamento das pupilas. Isto serve para calibrar o HoloLens de forma que o que vem em seguida se adeque ao olho.

Após a calibração, o aparelho é entregue ao participante, e deve ser colocado apertado na cabeça. Foi relativamente fácil ajustar o HoloLens e fazer os testes finais de calibração.

Foi aí que a experiência realmente começou. Fui direcionado ao início de um corredor e, ao olhar ao longo dele, surgiu um marcador idêntico aos encontrados nos jogos da franquia Halo. Ao chegar ao objetivo, o assistente que me aguardava pediu que eu olhasse para a direita.

hololens 1

Neste momento reparei que havia uma janela (claramente artificial e projetada pelo aparelho no meu rosto) que se abriu, revelando que eu estava na verdade dentro da UNSC Infinity com uma visão direta de seu hangar.

Antes de continuar a descrever o evento, chamo a atenção para o que acabei de falar. Para qualquer um que estivesse me observando, eu estava simplesmente olhando para uma parede cinza, mas para mim, tinha visão completa do hangar de uma das naves do universo Halo! Conseguia ver os Pelicans sendo preparados para combate, soldados marchando de um lado para outro e Warthogs sendo carregados com munição. Eu podia me inclinar, abaixar e ficar nas pontas dos pés para ter visões diferentes do que ocorria no hangar. Neste momento não estava mais no Los Angeles Convention Center, e sim a bordo da UNSC Infinity, a nave mais poderosa da força militar, vendo a tripulação exercendo suas funções.

Quando a janela fechou, ainda com o óculos, o assistente me direcionou para uma mesa redonda com o tampo de vidro. Como fui um dos primeiros a passar pela experiência, consegui ver os outros jornalistas tendo a mesma reação: queixos caídos e risadas de descrença. Quando todos finalmente se juntaram a mim mais surpresas nos aguardavam.

hololens1

Do centro da mesa surgiu um holograma com a SPARTAN-IV Sarah Palmer, já vista em Halo 4. Esta começou a dar o briefing da simulação de combate que iriamos participar, neste caso o modo de jogo Warzone, que é novidade do Halo 5. Ao explicar os objetivos principais, surgiu também um holograma do mapa em que jogaríamos, dando zoom em pontos estratégicos para termos uma visão melhor das estruturas.

Foram também apresentados os NPCs que servem como chefões de pontos específicos no mapa. Novamente, hologramas detalhados destes inimigos surgiram e houve uma aproximação em seus pontos fracos.

Finalizando a apresentação, a SPARTAN novamente apareceu na mesa, nos desejando boa sorte na simulação e enviando dados especiais, na forma de uma esfera vermelha, para nossos datapads (um USB que é dado como brinde). A esfera foi do centro da mesa até o datapad, se unindo a ele e finalizando a experiência.

hololens halo

O HoloLens é sem dúvida um aparelho com capacidades incríveis, tendo bastante potencial para aumentar a imersão dos que se aproveitarem desta tecnologia de forma criativa. Dito isto, o aparelho não é perfeito. Embora a lente cubra completamente o campo de visão, somente uma pequena área no centro é realmente utilizada. Adicionalmente, foi difícil de encaixar as projeções maiores dentro da área ativa do visor de forma completa. Nestes momentos, a ilusão perdia um pouco do impacto.

Outro aspecto a ser levado em consideração é que como a experiência foi em um ambiente controlado e especialmente projetado para demonstrar o aparelho, é difícil medir exatamente o quanto estes usos demonstrados serão aplicados de forma eficiente quando o aparelho estiver disponível para uso domiciliar.

De qualquer forma, o pouco que foi visto do HoloLens já foi suficiente para me deixar extremamente impressionado e muito animado para o futuro do aparelho, imaginando que com uso criativo, as possibilidades são enormes! O futuro está mais próximo do que imaginamos e a Microsoft está determinada a nos levar até lá!

Bernardo Dabul
Últimos posts por Bernardo Dabul (exibir todos)

Comentários