Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

vgBR | 18 de setembro de 2019

Ir para o topo

Topo

Sem Comentários

Análise – Dengeki Bunko: Fighting Climax

Análise – Dengeki Bunko: Fighting Climax
David Signorelli

Review

Nota Final
6.5
6.5

Luta 2D Clássica

Dengeki Bunko: Fighting Climax é um jogo simples mas divertido que vai atrair fãs de anime e manga e aqueles que tem mais dificuldades com jogos de luta.

Se você está com saudade de jogos de luta 2D, Dengeki Bunko: Fighting Climax publicado pela SEGA e produzido pela Ecole Software/French Bread pode saciar sua vontade, pelo menos um pouco.

O jogo foi feito para celebrar os 20 anos da ASCII Media Works Dengeki Bunko (uma publicação japonesa focado em light novels) e vem com vários personagens de diversas franquias que nasceram na  Dengeki Bunko, tais como Sword Art Online, Durarara!! e Sakugan no Shana.

E como foi publicado pela SEGA também contamos com alguns personagens clássicos como Akira Yuki da série Virtua Fighter e novatos como Selvaria Bles de Valkyria Chronicles, dando uma nova cara ao elenco total de personagens que são de 14 jogáveis e 23 de suporte.

Dengeki Bunko FIGHTING CLIMAX.01_280214

História

Esse é o modo principal do jogo, você escolhe um personagem e vai enfrentando diversos oponentes. Pensa num Arcade mode com alguns diálogos bem sem graça e nem possui um chefe final distinto. Infelizmente é um pouco fraco mas vale a pena para curtir as artworks que aparecem durante as cenas de conversa. Alguns são bem belos e tirados diretamente do universo do anime/jogo.

dengeki bunko fighting climax (16)

Gráficos

Nesse departamento o game não faz feio, apesar dos cenários em 3D não serem muito complexos ou detalhados (com destaque para o cenário de Green Hill Zone de Sonic the Hedgehog). Os estágios são bem interessantes, todos baseados em franquias da SEGA como Revenge of Shinobi, Valkyria Chroncicles e Phantasy Star Online para citar alguns.

Agora as personagens são o destaque. Os sprites são muito bem animados e tem um tamanho legal e existem inclusive alguns como Shana que recebeu efeitos de luz incidentes simulando fogo, algo bem interessante de ver em games 2D.

Os demais efeitos visuais são bem simples e toda a parte de apresentação do jogo deixa a desejar com menus simplórios. Podiam ter caprichado mais nesse aspecto que até lembrou um pouco os jogos de luta da geração dos 32 bits.

Som

O jogo conta com uma dublagem em japonês muito boa mas as músicas são bem fracas. Isso é uma pena visto que elas são baseadas nos cenários dos jogos da SEGA e poderiam ter aproveitado faixas já existentes apenas criando remixes, o que ficaria bem melhor do que esse trabalho original pouco inspirado. A música do cenário de Valkyria Chronicles foi a única digna de destaque.

Os efeitos sonoros também são bem simples. Somente a gritaria vai chamar alguma atenção tirando o foco das músicas.

dengeki bunko fighting climax (19)

Jogabilidade

Dengeki Bunko possui um sistema de jogo bem simples: são 3 níveis de ataque (fraco, médio e forte) + botão de suporte. Esse suporte é um personagem extra criado exclusivamente para essa função e lembra muito os Strikers da série The King of Fighters porém o jogo em si é visivelmente inspirado em Guilty Gear com seus dashes aéreos.

Num geral é um jogo bem divertido, a simplicidade não incomoda e pode até atrair aqueles que tem mais dificuldades com jogos de luta.

No fim o título irá agradar aqueles que curtem o universo mangá/anime da atualidade e os aficionados por jogos de luta. Com bastante material extra para desbloquear, a diversão pode durar por muito tempo. O jogo está disponível para PlayStation 3 e PS VITA.

David Signorelli

David Signorelli

Amante de jogos japoneses, foi responsável por derrotar os Weapons de Final Fantasy VII que iriam afundar a Ilha da Rainha da Morte, conhecida como Florianópolis. Se arrepende disso até hoje.