Análises

Análise – Dark Souls III

10
Dark Souls definitivo
Dark Souls III é o melhor Action RPG dessa geração. A From Software acerta novamente e oferece um pacote completo para gamers que buscam desafios, ambientação, história, musica, e visual.

Dark Souls III foi desenvolvido pela From Software e publicado pela Bandai Namco para PC, PS4 e Xbox One. A aclamada franquia de Action RPG está de volta e mais difícil do que nunca. Será que você está pronto para encarar?

ENREDO

Quem busca um enredo cheio de cutscenes e reviravoltas, provavelmente vai se decepcionar, mas para quem é fã da série pode crer que novamente o trabalho foi todo feito em cima da já clássica narrativa minimalista. Os jogos da From Software buscam a imersão no game, fazendo os jogadores buscarem informações dentro e fora do virtual, para entender todo o contexto do universo de Dark Souls.

Essa formula está presente em todos os games da série desde seu primórdio em Demon’s Souls. O enredo em si é bem simples e realmente não oferece nenhuma grande história para quem não se propor a se aprofundar no jogo, mas para quem busca e deseja conhecimento, o Lore oferece uma das histórias mais ricas, brilhantes e intrigantes que a industria do entretenimento já recebeu. Essa interação jogador-jogo-mundo é um dos pontos mais aclamados dentro da franquia e está estupendamente bem trabalhada no ultimo game.

Existem novas novas e velhas armas, armaduras, anéis, e itens que trarão várias informações sobre todos os jogos da série e ainda oferecem novas peças do Lore e da história, tudo com muita atenção nos detalhes, que como disso anteriormente farão os jogadores mais assíduos trabalharem para ligar os pontos e completar suas teorias e discuti-las em fóruns e outros espaços da web.

Existem referências a todos os jogos da série, inclusive Bloodborne e Demon’s Souls que não estão inseridos no mesmo universo. Os fãs da franquia com certeza vão ficar mais que satisfeitos como a qualidade e o conteúdo oferecido e vão passar meses discutindo teorias e buscando entender o enredo.

GAMEPLAY

Seja Demon’s Souls, Bloodborne ou Dark Souls a série Souls tem jogabilidade altamente viciante, A forma que seus criadores trabalham a curva de aprendizado é única. O sistema de progressão sempre prêmia os jogadores com algum item ou peça do lore, principalmente quando falamos dos inimigos mais desgraçados. A grande novidade de Dark Souls III é que ele mescla o que deu certo nos dois primeiros jogos da série e adiciona um novo elemento para criar o melhor gameplay que o mercado de action rpgs poderá experimentar.

O novo sistema de weapon arts adiciona características únicas a todos os tipos de armas. Pressionando L2/LT, você ativa golpes especiais, com técnicas únicas e específicas de cada arma. Como não gosto de Spoilers só vou citar que existem artes de ataque, defesa e até buffs para o personagem ou para a arma em questão. Cabe a você descobrir suas preferidas.

O jogo tem menos bosses que Dark Souls e Dark Souls II, sendo bem próximo ao número de chefes de Bloodborne e Demon’s Souls. Eles estão em bom número e praticamente todos foram bem trabalhados em tema e dificuldade, que como sempre varia de nível médio até o very hard. Existem alguns chefes bem malditos, principalmente se enfrentados sozinho, e para deixar aqueles que curtem sapatada na cara bem alegres, o jogo tem o que na minha opinião é o Boss mais difícil de toda a série e a melhor batalha que já tive o prazer de degustar em toda minha vida como gamer.

Miyazaki demonstra como um jogo pode vencer com ambientação e level design supremos. O mundo é muito grande e bem interligado e você consegue ver praticamente todos os locais em que passou de muito longe. As fases ficaram no meio termo do primeiro Dark Souls e Bloodborne, trazendo de volta um hub e mapas cheios de construções complexas e labirínticas, com bifurcações e atalhos que farão jogadores chorarem de emoção ou tristeza, dependendo da inteligência emocional.

A ambientação, sempre um ponto marcante e muito bem cuidado em todos os jogos da From Software, continua no mesmo nível, que vai além do compreensível pelo ser humano padrão. Eu mesmo não entendo como um clima depressivo e solitário, me atrai tanto, já que sou pura alegria. Num mundo em que você é despejado como um dejeto e tirado de otário por algum NPC vagabundo do inicio, com certeza é isso que faz você se ligar ao próprio personagem. Um clima tenso que vai te deixar apreensivo todo tempo, sentindo um gosto de sangue e um cheiro de enxofre onde tudo quer te matar. Pode ter certeza que essa presença vai ficar do seu lado durante todas as horas de jogo.

A duração do game pode variar de jogador para jogador. Os mais experiente vão precisar de 25-30 horas, isso sem descobrir os extras. Outros jogadores vão precisar de pelo menos o dobro disso. O conteúdo é extenso, intenso e tem muita qualidade.

ONLINE

A From Software é famosa pelo seu sistema online que usa seu jogo de host e os outros jogadores podem interagir com ele em tempo real. Em Dark Souls III são duas formas principais de interação: Ajudar os mais necessitados, em forma de anjo branco ou dourado e também com mensagens do além. A outra forma é a clássica que visa levar a desgraça, e com muita ganância as almas frágeis do mundo online. Com essa mescla de bem e mal você tem escolhas em tempo real. Apenas um loading te separa do seu amiguinho ou vítima, sem lobby e sem embromação.

Esses sistemas movimentam muito o universo online do game, principalmente nas batalhas contra Bosses e nos PVPs. Os combates online comunmente variam de duelos com regras, passando pelo velho oeste, aquele ambiente sem lei e que gera a mais tenra discórdia, e isso tudo com direito rage quit e hate mail com belíssimas palavras vindouras das mais variadas linguas. Como veterano da série, recomendo qualquer iniciante a jogar conectado. Sim o o nível de Troll é alto, mas há uma grande diversão e satisfação em ajudar ou vencer outros jogadores.

AUDIOVISUAL

Dark Souls III mantém a qualidade artística da série e desse vez traz muitos dos  avanços técnicos da nova geração. Infelizmente os mesmos problemas presentes nas versões de consoles anteriores, são persistentes.

Nos consoles o frame rate é bem inconstante e embora não sejam game breakers, as quedas incomodam demais. Testamos o jogo no Xbox One, PS4 e PC e a versão de Xbox One é a pior tecnicamente, rodando em 900p e com quedas de frames abaixo dos 30 FPS (em alguns momentos chegando a 15).

A versão PS4 roda em 1080p e 30 FPS na maior parte das áreas, mas também tem quedas bruscas em determinados locais, também batendo menos de 20 FPS em alguns momentos.

Por isso, a versão de PC é a mais recomendada, pois com uma Geforce 960 GTX da Gigabyte (doada pela NVIDIA para o site) conseguimos manter o jogo rodando no high em 1080p e 60 FPS com quedas para 50 ou 40 em áreas mais problemáticas, o que é uma performance bastante satisfatória e muito superior a dos consoles.

dark souls III (3)

Embora a inconsistência na parte técnica nas versões dos consoles, mesmo no Xbox One, o jogo é maravilhosamente belo e extremamente detalhado com ambientes muito variados. São raros os jogos que trarão uma experiencia visual ou ambientação tão impactante e variada aos jogadores.

A parte sonora, no entanto, é primorosa, sem falhas e apresenta alguns do melhores sons e musicas ambientes já criadas na industria de games. Todas as musicas combinam com o gameplay e com a ambientação, tendo a mesma qualidade padrão da série e de lambuja tem a melhor musica de abertura da série. Escute a OST completa abaixo:

PREPARE-SE PARA MORRER NOVAMENTE

Dark Souls III é o melhor Action RPG dessa geração e para quem tinha qualquer dúvida, ele está no mesmo nível ou até melhor que o primeiro Dark Souls. O jogo em si é a formula do sucesso, oferecendo um pacote completo para gamers que buscam desafios, ambientação, história, musica, visual e todas outras formas de arte e entretenimento que um game pode oferecer aos expectadores.

Estamos diante de um dos melhores jogos do ano e da nova geração. O multiplayer que já era fora do comum, teve adição de novas formas de interação. O sistema de covenants evoluiu, o conteúdo do jogo é de extrema qualidade e seus segredos são incríveis.

Dark Souls III me tomou pelo menos 50 horas de jogo, brincando apenas offline, descobrindo todos seus segredos e com certeza também trará muitas horas de diversão para quem gosta de sofrer com essa série maravilhosa.

Danilo Morim
Últimos posts por Danilo Morim (exibir todos)

Comentários(1)

  1. […] Leia nosso review de Dark Souls III e para mais informações sobre o game continue acessando o vgBR.com. […]

Comentários