AnálisesIndie

Análise – No Man’s Sky

"Minecraft espacial". Sem objetivos mas com muitas possibilidades
O gameplay do jogo é excelente e tudo funciona muito bem dentro da proposta, mas seus pontos fortes não são mecânicas populares entre a maior parte dos jogadores.

Sinceramente No Man’s Sky foi um jogo que não me causou hype. Inclusive sempre fui incrédulo quanto sua qualidade, principalmente por conta de ser um game completamente procedural (ou randomizado/aleatório) e de um estúdio independente e relativamente pequeno, o Hello Games.

Em partes eu estava bem certo. Infelizmente por ser procedural No Man’s Sky tem falhas grotescas de game design, viabilizando conteúdo ao custo de qualidade.

O jogo é repetitivo, os combates são subutilizados, os gráficos só são bonitos as vezes e de vez em quando a engine roda muito mal no PS4 (isso também é procedural/aleatório). Os problemas de performance também se repetem no PC e mesmo em configurações mais parrudas existem momentos de muitas quedas de frames.

Mas nem tudo são fezes (flores?) e por incrível que pareça No Man’s Sky tem muito mais qualidades do que defeitos e oferece uma experiência de jogo incrivelmente única.

O gameplay do jogo é excelente e tudo funciona muito bem dentro da proposta: voar, pousar, explorar, mineirar, comprar e vender. Graças a Atlas todas as mecânicas são puro videogame e não fazem questão de simularem porra nenhuma (sorry Elite Dangerous).

A ambientação é absurda e os planetas são sempre diferentes. Em minha jornada eu visitei mais de 40 e embora alguns tivessem semelhanças nenhum era igual, nem em fauna, nem em flora. Agora a coisa mais incrível é quando você viaja entre planetas pela primeira vez. Essa foi com certeza uma das experiências mais marcantes que tive nos jogos até hoje.

O enredo também é fantástico. O jogo não te conta uma história, mas te faz buscar conhecimento sobre  civilizações alienígenas, inclusive te incentivando a aprender o idioma delas para criar uma forma de comunicação. Com certeza é um dos pontos altos do game.

no man's sky (5)

Eu joguei 40 horas de No Man’s Sky, continuo preso ao game e acredito que continuarei por mais pelo menos outras 40. Como dito no começo do review, o jogo não é livre de problemas, não é para qualquer um e seus pontos fortes não são mecânicas populares entre a maior parte dos jogadores. No geral é um jogo que não oferece objetivos claros e exige que o jogador o analise.

No Man’s Sky tem potencial e espaço para melhorias, só cabe a Hello Games não abandonar o suporte ao título, aceitar bem as críticas e trabalhar para evoluir a experiência de jogo.

De toda forma eu não posso deixar de recomendá-lo para quem não tem medo de se perder, curta experiências diferentes e tenha capacidade de criarem seus próprios objetivos. Agora se você curte jogos de tiro mais lineares, fuja de No Man’s Sky.

no man's sky (4)

Prós

  • A sensação de deixar um planeta, entrar no espaço e na atmosfera de outro planeta é realmente única.
  • Gameplay puro videogame. Controles simples e intuitivos, sem complicações.
  • Ambientação muito bem trabalhada.

Contras

  • Bastante repetitivo. Espere fazer a mesma coisa muitas vezes para captar recursos.
  • Sem objetivos. Jogadores que esperam uma setinha guiando o seu caminho vão se decepcionar. O jogo é muito solto.
  • Problemas de performance com muitas quedas de FPS, tanto no PS4, quanto no PC.
Danilo Morim
Últimos posts por Danilo Morim (exibir todos)

Comentários