AnálisesIndie

Análise – The Final Station

Imersão pixelada
Plataforma adventure com elementos de point-and-click onde você é um maquinista em um mundo pós apocalíptico e você foi designado a levar essa locomotiva até a estação final.

The Final Station é um game de ação indie, plataforma desevolvido pelo Do My Best e distribuído pela tinyBuild.

O game é um plataforma adventure com elementos de point-and-click onde você é um maquinista em um mundo prestes a se tornar o cenário de zumbi pós apocalíptico e você foi designado a levar essa locomotiva até a estação final, onde há teoricamente salvação pros infectados.

O game tem um gráfico retro em pixel-art muito carismático e uma mecânica tão retro quanto o visual. Controlamos o maquinista que anda, atira e interage com o ambiente onde o importante é sobreviver. Seja sozinho nas cidades e nas estações ou no trem com outros sobreviventes, coletando recursos como comida e remédio e dividindo-os com outros sobreviventes, partindo sempre para a próxima estação.

Em cada estação você terá que coletar um código que irá lhe levar para a estação seguinte, aproveitando para vasculhar as cidades ao redor em busca de munição, alimento e medicamentos e sempre coletando um pouco mais de informação sobre os infectados.

Os infectados são uma ameaça real, mesmo não sendo a pior delas. A munição não é infinita e qualquer bobeada é morte certa. Mas a dificuldade aqui está justamente entre organizar o trem para cada partida, não deixando ele quebrar nem faltar combustível e administrar todos os recursos entre você e os sobreviventes.

O clima do game é seu ponto mais forte, você sente a tensão dos ambientes e de tomar conta de todos ali. Você é responsável pelo trem e por cada cabeça que deixa entrar nessa jornada contigo e o game não deixa você esquecer isso.

A trilha sonora é densa igualmente, tocando em pontos cruciais e em outros deixando apenas o silêncio para pontuar o clima de maneira precisa.

the-final-station-3

The Final Station foi uma surpresa para mim. Um game que me segurou por horas e horas sem que eu percebesse.

Prós

  • Clima tenso de sobrevivência é bastante imersivo.
  • Controles precisos

Contras

  • Gráficos muito simples (pixel preguiça)
Pedro Kakaz
Últimos posts por Pedro Kakaz (exibir todos)

Comentários