Análises

Watch Dogs 2 – Análise

Hackeando em São Francisco
A Ubisoft aprendeu com os erros do primeiro game e criou uma cidade incrivelmente maior em Watch Dogs 2. Se você gostou do que foi oferecido em Watch Dogs, embarque sem medo na sequência.

Revelado ao mundo na E3 2016 pela Ubisoft, Watch Dogs 2 vem para cobrir o buraco deixado pela escolha da desenvolvedora em não lançar um novo título da franquia Assassin’s Creed no final de 2016.

Com um mundo incrivelmente mais avançado na área do hack, temos agora o controle de Marcus Holloway, um revolucionário tecnológico que foi vitima dos algoritmos da ctOS 2.0, criado pelo vilão desta sequência: Dusan Nemic. A missão de Marcus é a de hackear e desativar o sistema, sem saber que isto pode desencadear uma sequência de acontecimentos para o mundo ao seu redor.

Dusan é o CEO da Blume Technology e graças aos ctOS 2.0, ele controla grande parte dos dados econômicos, eleições, informações e preços dos produtos ao redor do mundo. É ai que o grupo de hackers “DedSec” entra na trama, em uma corrida desesperada para recrutar Marcus Holloway.

Gráficos

Após os incidentes de produção envolvendo Watch Dogs, a Ubisoft escolheu já revelar o game com vídeos de seu gameplay, sem inventar ou prometer muito. O resultado foi positivo, tanto pelo lado da imprensa como pelo lado dos jogadores.

Além de uma nova engine gráfica, a principal mudança aqui é o salto de cores que Watch Dogs 2 teve em relação ao antecessor. Diga adeus à monocromática Chicago e seja bem vindo a divertida, sempre alegre e colorida São Francisco.

Não tive a oportunidade de testar o game com as melhorias oferecidas pelo novo hardware do PlayStation 4 Pro (fator 1080p à 60 frames por segundo e 4K) ou do Xbox One S (fator HDR), mas a experiência entregue na versão vanilla dos consoles da Sony e Microsoft é bem satisfatória e não compromete a diversão dos jogadores que não realizaram o upgrade.

Trilha Sonora

Uma informação bacana aqui: para criar algo que transporte o jogador ao universo do game, a escolha das músicas foi realizada em uma colaboração entre a Ubisoft e a Amoeba Music, lendária e uma das maiores lojas de discos do mundo, localizada exatamente em São Francisco.

Assim como outros games do estilo, Watch Dogs 2 tem sua trilha sonora organizada por rádios temáticas, com estilos que vão do hip-hop, punk rock, electronic, folk, blues, house, soul, jazz, metal ao pop. Caso queria uma seleção customizada, o jogador poderá criar sua trilha sonora exclusiva com poucos clicks no controle.

Ao total, Watch Dogs 2 oferece + de 40 músicas, com figuras conhecidas como N.E.R.D, Zack De La Rocha, Shannon and The Clams, Dead Kennedys e Daniela Mercury. A trilha sonora é variada e deve agradar a maior parte dos jogadores com muitas opções pra embalar seus hacks nas aventuras pela cidade.

watch-dogs-2-11

  • Blockbuster Night Part 1 – Run The Jewels
  • Spaz – N.E.R.D
  • Reservoir – RUP
  • Cerebral – Boys Noize
  • Close Your Eyes – Run The Jewels feat Zack De La Rocha
  • Lay Me Down – Down And Outlaws
  • Fiona Coyne – Skylar Spence
  • Let The Rhythm Just – The Polish Ambassador feat Mr. Lif e Ayla Nereo
  • Northern Lights – Kate Boy
  • Jah Is By My Side – Tony Rebel
  • Police – Anthony B
  • Gothic Summer – Prayers
  • Get Stupid – Mac Dre feat DJ Michael 5000 Watts
  • To Die in L.A. – Lower Dens
  • It’s Too Late – Shannon and The Clams
  • Los Feligreses – Jungle Fire
  • Dreadlock Holiday – 10cc
  • Hip Hop My Friend – Pep Love
  • Boys Life – Small Black
  • Crimewave – Crystal Castles
  • Rapunzel – Daniela Mercury
  • Seeya – deadmau5 feat Colleen D’agostino
  • 74 Is the New 24 – Giorgio Moroder
  • Soup is Good Food – Dead Kennedys
  • Paranoid – Ty Dolla $ign feat B.o.B
  • Clear – Cybotron

Gameplay

O hack volta com força total em Watch Dogs 2 e com melhorias, como a utilização de drones aéreos e terrestres para solução de puzzles, ataques a longa distância, reconhecimento e exploração de locais ou captura de pontos de habilidade (Skill points). O mass hackin foi potencializado, permitindo o controle (e a criação do verdadeiro caos) de um número maior de carros, dispositivos eletrônicos e até ordenar a prisão de inocentes para desviar qualquer atenção de seus atos.

watch-dogs-2-1

Para combater as gangues de São Francisco e o sistema implantado pela ctOS 2.0, Marcus terá inicialmente um taser e um tipo de ioiô para o combate corpo a corpo. Com o progresso do game, você terá acesso a vários tipos de armas de fogo e até uma impressora 3D para confecção de armas com função stun ou até criar lançadores de granada.

Um elemento que está presente com mais força nesta sequência é o fator de stealth ou furtividade. Em muitas missões será necessário entrar e sair pelas sombras para não criar um grande problema para Marcus, já que há uma grande concentração de inimigos pelas fábricas, bancos, museus e demais instalações.

Outro ponto de evolução no gameplay está no controle dos carros e motos, que oferecem uma resposta superior com apresentado pelo antecessor. Tal evolução veio graças ao trabalho da divisão Ubisoft Reflections, responsável pelos títulos da clássica franquia Driver.

No multiplayer, os jogadores terão o retorno da anarquia proporcionada pelas partidas do Online Invasions e as novidades do Bounty Hunter, um modo aonde policiais e jogadores serão acionados no game caso o jogador comece a criar grandes problemas na cidade.

watch-dogs-2-6

Conclusão

Aprendendo com os erros de Watch Dogs e criando uma cidade incrivelmente maior e com muito mais vida que seu antecessor, Watch Dogs 2 mostra que a Ubisoft ouviu o feedback de seus jogadores e trabalhou em cima dos problemas.

Minha critica ao título vai apenas ao personagem principal do game, que parece um jovem black block. Ainda prefiro as motivações de vingança e atuações de Aiden Pierce.

Se você gostou daquilo que foi oferecido em Watch Dogs, embarque sem medo nesta sequência.

watch-dogs-2-8

Prós

  • São Francisco é maior e tem mais coisas pra fazer do que em Chicago
  • Gráficos melhorados e cidade mais colorida
  • Mais opções de hacking
  • Sem problemas de downgrade como no primeiro game

Contras

  • O protagonista Marcus Holloway tem motivações fracas se comparado a Aiden Pierce
Avatar

Comentários