Notícias

Jogamos Tekken 7 e entrevistamos Harada

A equipe do vgBR foi convidada pela Bandai Namco para um café da manhã especial, onde a desenvolvedora apresentou seus principais títulos já revelados para o ano de 2017 aos sites brasileiros.

O evento contou com Ace Combat 7: Skies Unknown e Project Cars 2 utilizando estações equipadas de PlayStation VR, uma demonstração “hand’s off” (jogada apenas por um representante da Bandai Namco) de Ni No Kuni II: Revenant Kingdom e a 1º demonstração jogável da nova DLC de Dark Souls III. Mas as estações mais disputadas e o destaque do evento era sem dúvida Tekken 7.

O fighting game produzido por Katsuhiro Harada, que teve o trailer da revelação mundial de Eddy Gordo liberado neste evento, tinha 2 estações de teste (ambas no PlayStation 4), oferecendo apenas partidas 1p vs 2p.

Após os testes tivemos a oportunidade de entrevistar Harada e conversamos sobre o desenvolvimento do game, a inclusão de Akuma, possibilidades de um port para o Switch, torneio oficial de Tekken 7 no Brasil e até mesmo sobre sua vontade de fazer um novo Samurai Shodown.

A demo disponibilizada não contava ainda com o capoeirista brasileiro e sofria um sério problema de loading após a seleção dos personagens e da arena de batalha. Ao que tudo indica isto é fruto de uma build não finalizada e que será refinada para seu lançamento oficial em Junho.

Tekken 7 nos consoles é fruto de um grande trabalho de Katsuhiro Harada e de todo o Tekken Project há quase 2 anos, com a evolução da versão vanilla de Tekken 7 para uma revisão robusta (e ainda em construção) conhecida como Tekken 7: Fated Retribution. Além da utilização da Unreal Engine 4 como motor gráfico, o grande destaque desta revisão foi o anúncio da participação de Gouki/Akuma na trama principal do game.

Tekken 7 Fated Retribution.03_121215

GET READY FOR THE NEXT BATTLE!

Tekken 7 continua com o mesmo estilo empregado pelo Tekken Project em Tekken 6 e adiciona o “Rage Attack System“, que libera habilidades especiais aos lutadores e a possibilidade da utilização do Rage Arts, um ataque devastador e bem ao estilo do Critical Arts (Street Fighter V) e do Climax Desperation (The King of Fighter’s XIV).

Outra novidade no game é a grande utilização da função “armor” em certos movimentos dos personagens (tem personagem com 5 quadros de invencibilidade!) e nos primeiros frames do Rage Arts. Isto é algo que merece uma bela observação para que sua utilização aconteça de forma perfeita em partidas rankeadas ou no versus local.

Tekken 7 Fated Retribution.06_121215

Raging Demon

Akuma está com seu set de movimentos intacto, contando até com o “Focus Attack” de Street Fighter IV, uma barra exclusiva para Super Combo e a utilização do clássico Shun Goku Satsu como Rage Arts. Seu Shoryuken chega até a retirar o adversário do chão, mesmo após a realização de um belo combo.

Seu Hadoken pode ser ignorado com movimentos de esquiva, mudança de plano ou utilização precisa e perfeita de golpes específicos.

Continue ligado aqui no vgBR.com para mais novidades sobre Tekken e a Bandai Namco.

Avatar

Comentários