Análises

Kingdom Hearts HD 1.5 + 2.5 ReMIX – Análise

Coletânea definitiva
A coletânea remasterizada com todos os jogos da série é recomendada para os fãs que querem relembrar os eventos antes da chegada de Kingdom Hearts 3.

Kingdom Hearts 1.5 + 2.5 ReMIX, desenvolvido e publicado pela Square-Enix, é o port definitivo de praticamente todos os jogos da série em um grande pacote para o PS4

Os jogadores mais antigos ficarão impressionados com o trabalho realizado nesse port. O conteúdo dos jogos é exatamente o mesmo das versões lançadas para o PlayStation 3 anteriormente, porém com gráficos levemente mais polidos e rodando a 60FPS durante o gameplay, e 30FPS nas cutscenes.

O pacote inclui os seguintes jogos, todos na versão Final Mix: Kindom Hearts 1, Kingdom Hearts: Chain of Memories, Kingdom Hearts 2, Kingdom Hearts: Birth by Sleep jogáveis e Kingdom Hearts 358/2 Days e Kingdom Hearts: RE:coded em longa metragem, com as sequências e textos dos jogos como um filme.

A saga de Sora e seus amigos está chegando a reta final e Kingdom Hearts 3 é um dos jogos mais esperados de todos os tempos pelos fãs de RPGs. Ao longo de mais de uma década os jogadores tem vivido a história e conhecido a fundo os personagens, descobrindo sobre seus passados e se familiarizando com o universo do jogo em si.

É um apego fundamentado no esmero da produção como um todo, parte de enredo, trilha sonora, direção e demais aspectos que tornaram a série uma referência no mercado de games, com avaliações muito positivas na mídia especializada.

A obra é do diretor e character designer, Tetsuya Nomura e da grandiosa Yoko Shimomura que tem trabalhado em grandes jogos como o recente Final Fantasy XV, Legend of Mana, Radiant Historia, Parasite Eve, entre outros.

Se tratando de um jogo com 15 anos de existência, os jogadores mais novos dificilmente teriam a chance de experimentar a série como um todo. Kingdom Hearts por si só é um Action RPG competente e muito divertido. É um jogo que tem um balanço legal entre história e gameplay fazendo que um não ofusque o outro durante a jogatina.

Para quem acompanha a série desde o início sabe que a confusão cronológica dos eventos é muito confusa, mas como na versão anterior lançada no PlayStation 3, ele conta com uma “crônica” de cada jogo, explicando os meios e fins de cada para que seja feita a ligação da forma correta para o início do futuro Kingdom Hearts 3.

A evolução de cada titulo é notável e impressionante, principalmente nos sistemas de batalha e fluência dos movimentos.

Kingdom Hearts 2 e Birth By Sleep impressionam pelos controles mais atuais. Nos títulos mais antigos como Kingdom Hearts 1 e Chain of Memories eles ainda pesam mais na resposta dos movimentos exigindo muito mais uma adaptação a essa limitação do que buscar um melhora como jogador do estudo da batalha junto com as skills e timings.

Falando de Chain of Memories, ele é o titulo mais diferente dentre as versões jogáveis desta coletânea. O jogo é baseado num sistema de card-game durante as batalhas, exigindo que você fique constantemente alterando o deck, adaptando, buscando combinações e dando reload para seguir com o combate.

A ideia é muito boa, mas particularmente senti que quebrou um pouco o ritmo no fator “aleatório” das batalhas.

Algumas pessoas acham a dificuldade muito elevada, enquanto outros já dizem que é a versão mais fácil de todos os jogos, mas de um modo geral é uma excelente adição e fico feliz que não tenham feito ele em versões cinemáticas como no 358/2 ou Re:Coded. Para mim é um desperdício, porque o 358/2 days é um dos melhores em questões de gameplay.

Fiquei muito satisfeito com a maneira que a Square-Enix tratou os jogadores de PS4 com esse port, não fazendo dele apenas mais uma versão e sim dando várias melhorias para cada um dos jogos desta coletânea. Os gráficos e fluência dos jogos são perceptíveis e até o controle em si parece melhorado. A “pegada” dos comandos parece que joga mais a favor do jogador em comparação com o port no Playstation 3. Compra recomendada para os fãs da série que querem uma coletânea para relembrar os eventos antes da chegada de Kingdom Hearts 3.

Pontos Positivos

  • Comodidade de ter todos os jogos da série em seu Playstation 4 em alta definição
  • Gameplay com 60FPS é uma grande melhoria sobre os jogos originais
  • Qualidade gráfica e sonora da versão remaster traz uma nova vida a franquia

Pontos Negativos

  • Exclusividade da Sony impede que jogadores de outras plataformas tenham acesso a saga
  • Kingdom Hearts 358/2 Days em longa metragem é uma oportunidade perdida
Fábio Kraft
Últimos posts por Fábio Kraft (exibir todos)

Comentários