Notícias

Star Ocean Till The End of Times HD – Análise

Remasterização de um clássico
Apesar da história fraca, Star Ocean Till the End of Time HD vale pelo gameplay com combate dinâmico e desafiador. Recomendado para os fãs da série e de JRPGs.

Star Ocean: Till the End of Time HD é um RPG de ação desenvolvido pela Square-Enix originalmente para o PlayStation 2 e agora remasterizado em alta definição para o PlayStation 4.

A série Star Ocean nunca teve grande destaque entre as franquias da empresa (originalmente da Enix) mas possui uma legião de fãs que de certa forma mantém a série com um bom prestígio. Na época do lançamento do PS2, muitas listas comentavam sobre os jogos mais aguardados e não era incomum ver jogadores falando de Star Ocean mesmo estando bem longe de ser anunciado.

Em 2003 a Square-Enix lança o jogo mais vendido da série, Star Ocean Till the End of Time que vinha com muitas novidades e completamente recheado de conteúdo, superando praticamente tudo o que existia no mercado até aquele momento. Não foi somente o mais vendido como também o mais bem avaliado. Era visível que os fãs queriam mais dele e a Square-Enix atendeu o pedido com o lançamento em HD para o console mais vendido da atual geração. A pergunta que fica é – Será que 14 anos depois ainda vale a pena se aventurar pelo oceano de estrelas? É o que veremos nessa análise.

Em direção ao oceano desconhecido

A história não teve alterações, ainda continua aquela mesma baboseira com um dos piores diálogos já vistos num jogo, sem exageros. O desfecho das aventuras de Fayt e seus amigos é de deixar os jogadores “P” da vida portanto realmente não jogue pela história, já que Star Ocean nunca teve destaque nesse aspecto e sem sombra de dúvidas o terceiro jogo é o mais fraco nesse sentido.

Dá para dizer que o maior problema é que existe sim um universo promissor. Você cria uma empatia pelas personagens e é literalmente mal-tratado com um plot twist ridículo que estraga não somente esse título como os demais da série. O universo de Star Ocean é interligado e quem busca saber mais sobre ele consegue achar uma perna aqui e outra ali, porém o dano causado por esse jogo é tanto que chega a ser surreal.

Você pode pular as animações numa boa que você não vai perder nada. O aviso foi dado e me perdoe se eu tiver despertado uma certa curiosidade. Jogue Star Ocean Till the End of Time pelo gameplay. Esse sim vale a pena.

Missão no espaço profundo

Para um jogo de 2003 dá para dizer que os gráficos de Star Ocean Till the End of Time são muito bons. Foi um dos últimos RPGs que lembro onde mostra uma visão aérea (como Grandia ou o recente I Am Setsuna) em 3D com câmera livre (podendo rotacionar como quiser). Essa versão possui algumas melhorias na qualidade da imagem, deixando tudo bem mais nítido e agora rodando em alta definição.

Não espere texturas melhores ou uma interface redefinida. Quase tudo lembra muito a versão original mesmo que por sorte já contava com opção de imagem em widescreen, facilitando ainda mais o trabalho da Square-Enix. É o game original basicamente escalonado, algo que até continua bonito porém podia ser melhor.

A encarnação do demônio

A dublagem continua aquela vergonha do original mas ainda temos Motoi Sakuraba e seu rock progressivo nos acompanhando na jornada pelo desconhecido. Preparado para encarar a dungeon de 212 andares ao som de Mission to the Deep Space? Os fãs já estão com a música na cabeça só de ler essa pergunta.

Asas de latão

Com conteúdo até dizer chega a Square-Enix entregou um produto completinho com muitas atividades opcionais. São dungeons secretas, chefes absurdamente fortes e níveis de dificuldade de deixar até o mais hardcore de cabelo em pé! Agora com as novas funções de troféus (lembrando que o original tinha um sistema de Battle Trophies próprio) e poder compartilhar com seus amigos suas jogatinas, Star Ocean Till the End of Time ganha uma cara nova onde você poderá se gabar do troféu de 30 mil batalhas feitas, é mole?

A nata da série está no combate e ele é refinadíssimo. São muitos personagens para escolher e podemos formar um time de até 3 combatentes, cada um com suas especialidades. Claro que tem uns mais fortes que os outros (Maria, alguém?) mas num geral fica a seu critério de quem escolher, seu gosto que vai definir isso.

Até o fim dos tempos

Star Ocean Till the End of Time tem seus problemas, graves eu diria, principalmente para um RPG mas mesmo assim não consigo não recomendá-lo. Se você curte um RPG com combate dinâmico, desafiador e não tem mais saco para história de adolescente pentelho? Entre na nave que nesse oceano de estrelas as mais loucas aventuras lhe aguardam!

Pontos Positivos

  • Excelente combate e conteúdo até dizer chega
  • Trilha sonora com um rock progressivo de qualidade
  • Troféus!

Pontos Negativos

  • Remasterização não trabalhou tanto a parte gráfica
  • Uma das piores histórias que já vi num jogo
  • Preço um pouco alto
David Signorelli

Comentários