Notícias

F1 2018 – Análise

9
Mais simulação do que arcade
F1 2018 evolui suas ideias e oferece um grande game de Fórmula 1 com muitas melhorias sobre a versão do ano passado. Recomendado para fãs do esporte e de simulação.

Quem jogou F1 2017 e gostou das novidades que o game introduziu, como mais destaque aos carros clássicos, por exemplo, aguardou a edição de 2018 esperando ainda mais conteúdo. A Codemasters no entanto, preferiu apostar na evolução da série, focando em seu gameplay e ampliando conceitos já trabalhados.

Com a cabeça no eSport, já que agora temos o campeonato oficial da F1, com direito a participação das equipes, a primeira grande novidade que é possível perceber está no gameplay. Mais suave e preciso, a equipe trabalhou duro para dar ao game um ar ainda maior de realismo para os que gostam de pilotar no extremo. Mas também conseguiu mantê-lo divertido, para fãs das corridas casuais.

Outra novidade diz respeito às estreias da F1. Com o HALO, o novo dispositivo de segurança “em forma de chinelo” que divide opiniões, de fato fica mais difícil pilotar o carro na visão do cockpit. Porém, basta jogar um pouco para se adaptar. No fim, o dispositivo acaba até ajudando, na medida do possível, como um centralizador, para fazer curvas.

Já os pneus, contam com duas novas cores: o laranja, superduro, e o mais resistente disponível hoje. E o rosa, hipermacio, que foi desenvolvido para pistas como Mônaco, e entregam aderência extrema a um ótimo desempenho, ao custo de durar muito pouco na pista. Ambos pneus se mostram muito bem representados no game, assim como todo o gerenciamento, que independente da cor, contam com representação fiel ao que vemos nas pistas pelo mundo.

Tudo isso para nos colocar em um modo Carreira que evoluiu muito. Desta vez, temos que, além de correr pra ganhar, aceitar metas, renegociar contratos, e dar entrevistas. Com a jornalista Claire, que nos aguarda no final de cada prova, nossas respostas podem fazer a diferença na hora de conquistar reputação entre a equipe a qual você faz parte, e as outras que sempre te observam.

Além disso, temos também um modo de treino mais completo, que recompensa o jogador com tokens, que podem ser utilizados no desenvolvimento do seu carro. Assim, através de minigames feitos para aclimatar seu carro na pista, ou para aprender a gerenciar combustível e pneus, você pode construir equipamentos mais duráveis, para poder correr com mais tranquilidade.

O modo Carreira de F1 2018 está bem caprichado, e é um desafio e tanto para quem gosta de sentir um gostinho do que é ter a pressão de correr na Fórmula 1. Porém, para quem quer menos compromisso, um rico menu de campeonatos oferece o calendário oficial de 2018, campeonatos com carros antigos, além de torneios menores, envolvendo um apenas com pistas de rua, outro com largada inversa à classificação obtida, entre outros.

Por fim, a cereja do bolo. Com o sucesso que foi a introdução de carros clássicos no ano passado, neste ano a Codemasters foi mais longe. Temos, além de todos os carros do ano passado, como a McLaren MP4/6 1991 de Ayrton Senna, carros lendários, dos anos 70 e 80.

Assim, é possível guiar a Brawn GP de 2009, a Williams de 2003, mas também a Lotus que deu o primeiro título mundial a Emerson Fittipaldi, a Ferrari de Gilles Villeneuve, ou os dois carros que protagonizaram a temporada mais incrível da F1, além do filme Rush: a McLaren de James Hunt, e a Ferrari de Niki Lauda, da temporada de 1976.

F1 2018 mostrou que a Codemasters está levando muito a sério a construção de um game que oferece qualidade, história e diversão. Consegue atrair os adeptos da pilotagem virtual com físicas e direção impecáveis, os casuais com diversão, e os nostálgicos com os carros clássicos. O game segue evoluindo, e com a participação no cenário de eSports, a tendência é ver a série melhorar ainda mais em 2019.

F1 2018 está disponível para Playstation 4, Xbox One e PC.

Prós

  • Melhora significativa no gameplay
  • Mais e importantes carros clássicos
  • Modo carreira ainda mais imersivo

Contras

  • Apesar de oferecer diversão casual, o jogo pode afastar este público pela dificuldade inicial
  • Poderia oferecer pistas clássicas da F1
  • Modo online com muitos jogadores sem noção que estragam as corridas
Últimos posts por Junior Candido (exibir todos)

Comment here