Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

vgBR | 18 de setembro de 2019

Ir para o topo

Topo

Sem Comentários

Earth Defense Force 5 – Análise

Earth Defense Force 5 – Análise
David Signorelli

Review

Nota
8.5
8.5

Shooter Arcade divertido

EDF 5 faz bonito com uma jogabilidade divertidíssima, gráficos e efeitos bacanas e com conteúdo de fazer inveja. São pelo menos 30 horas para chegar ao fim!

Earth Defense Force 5 produzido pela Sandlot e exclusivo do PS4 ,é o mais recente capítulo da série Earth Defense Force, que começou em 2003 no PlayStation 2 e desde então tem conquistado cada vez mais fãs. Essa série de jogos tem como foco uma jogabilidade simples, de visão em terceira pessoa onde o jogador precisa destruir tudo que vem pela frente.

Parece tudo muito simples para os padrões de hoje, não é mesmo? Concordo totalmente e digo que isso se torna mais um ponto positivo do que negativo. Earth Defense Force 5 começa com um breve treinamento em uma base militar e eis que repentinamente a base é atacada por monstros que mais parecem insetos gigantes.

O treino em poucos minutos já se torna uma combate para sobreviver e com isso temos praticamente toda a história de Earth Defense Force 5. Nós somos um soldado que precisa garantir a paz na terra e mandar todos os monstros para o colo do capiroto.

Confesso que fiquei surpreso com o fato do jogo não se levar a sério e pelo fato de poder estar jogando tão rápido, lembrando muito os jogos de antigamente. Logo ao iniciar podemos escolher se vamos jogar sozinhos, online ou com um amigo em tela dividida, depois disso chegamos na tela principal, em um menu onde ficam as opções de escolher uma das 4 classes de soldado, o arsenal, as missões e opções gerais.

As diferentes classes são o que dão maior variedade ao jogo. A inicial e recomendada pelo próprio jogo é a Ranger, que é basicamente um soldado que tem uma boa mobilidade e que tem controles parecidos com a maioria dos jogos de tiro em terceira pessoa do mercado. Depois dele temos o Wing Diver que tem a habilidade de voar, dando todo um panorama diferente do combate visto pelos ares, é uma das classes mais divertidas. Fencer é o próximo, utiliza um exoesqueleto e munido até os dentes, é uma classe com uma curva de aprendizado mais complicado, mas se você se dedicar com certeza vai sair destruindo tudo com bastante velocidade. Por fim temos o Air Raider que é mais uma classe de suporte, podendo auxiliar bastante os aliados e atacar dando ordens de ataque em locais designados, é outra classe mais complicadinha.

Ao longo de mais de 100 missões, iremos enfrentar os inimigos mais variados possíveis. Seja na terra ou no céu, o segredo para ganhar as lutas é ficar de olho nas caixas coloridas que os inimigos deixam no chão ao morrerem. As mais importantes são as caixas verdes pois nela contém alguma arma/equipamento aleatório que vai permitir melhorar seus atributos.

Cada uma das 5 dificuldades(Easy, Normal, Hard, Hardest, Inferno) tem suas condições de combate e quanto mais alto o nível, melhor os equipamentos que os inimigos deixam. Se acontecer de durante uma missão você se sentir um verme, recomendo voltar em missões anteriores e jogá-las em um nível mais alto, aumentando suas chances de conseguir algo melhor.

Existem mais de 1000 armas no jogo e uma infinidade de tipos diferentes. A experimentação é um fator chave em EDF 5, tem que saber escolher bem o que vai equipar antes das missões e por conta disso chegamos em um dos pontos fracos do jogo, a falta de um modo simulação para treinar armas. Jogos assim necessitam de um modo de treino, pois acabamos perdendo bastante tempo indo ter que praticar em missões reais. Confesso que não chega a ser um defeito grave, mas seria algo simples de implementar.

Mas beleza, já escolhemos nossa classe, escolhemos nosso equipamento e já definimos a nossa missão, está na hora de partir! Eis que começa a diversão, o jogo não para em nenhum momento para contar uma historinha ou mesmo diálogos extensos, aqui é pura pauleira no melhor estilo Arcade possível.

Dentro do campo de batalha vale tudo e os ambientes urbanos podem apresentar obstáculos, como por exemplo um monstro enorme atrás de um prédio. O que fazer nessas horas? Dá para contornar o tal prédio e mandar bala, mas lhe garanto que é mais eficiente simplesmente atirar alguns foguetes nele e ver aquela construção virar ruínas! Praticamente tudo é destrutível em EDF 5, desde pequenas casas até prédios enormes, fazendo com que o caos seja triplicado.

O time que desenvolveu a série EDF sempre focou em gráficos simples para permitir toneladas de elementos na tela de forma dinâmica e aqui não foi diferente, mesmo no PlayStation 4. Não é um jogo feio, nem de longe e todo os efeitos que acontecem compensam isso. Tem horas que simplesmente aparece um disco voador do tamanho do cenário descarregando uma infinidade de outros discos voadores menores enquanto prédios desabam, bombas explodem e tiros para tudo quanto é lado fazem a festa nos céus das cidades invadidas!

Eu gostei bastante da parte técnica de EDF 5, são raros os jogos que permitem tanta aleatoriedade e ainda sim mantendo uma taxa de quadros aceitável, fazendo com que os jogadores consigam obter uma boa experiência do começo ao fim.

Mesmo no modo em tela dividida a coisa flui bem e nem preciso dizer que em dupla a diversão fica ainda melhor. Earth Defense Force 5 é o jogo para curtir com amigos que andam com saudade de um tiroteio descompromissado.

A parte sonora tem por destaque a dublagem extremamente engraçada, teve uma hora que quase tive um treco quando ouvi um soldado falando “This is not a World War, it is a SPACE War!” de forma super séria, o climão de filme B aqui é evidente. A trilha sonora não chama a atenção, teve algumas faixas que eu curti, porém gostei tanto de ouvir o som do perigo e do caos que nem me atentei muito a isso, lembrando que jamais baixe o som das vozes para não perder uma pérola sequer!

EDF 5 é um jogo que trouxe para o mundo moderno o que a palavra “videogame” representa. Apesar de não ter nada contra jogos cinemáticos, parece que hoje em dia se um jogo não tem 200 filmes, ele não vale de nada. EDF 5 nada contra essa maré, fazendo bonito com uma jogabilidade divertidíssima, gráficos e efeitos bacanas e com conteúdo de fazer inveja, aqui falo de pelo menos 30 horas para chegar ao fim! A Sandlot está de parabéns e eu realmente torço para o sucesso desse jogo aqui no ocidente, visto que no Japão teve uma excelente performance.

Pros

  • Mais de 100 missões
  • Foco em diversão, sem muito blá-blá-blá
  • Caos na tela impressiona

Contras

  • Falta de um modo treino deixa a desejar
  • Músicas fraquinhas, sem impacto
  • O esquema de controle padrão é muito confuso
David Signorelli

David Signorelli

Amante de jogos japoneses, foi responsável por derrotar os Weapons de Final Fantasy VII que iriam afundar a Ilha da Rainha da Morte, conhecida como Florianópolis. Se arrepende disso até hoje.