Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

vgBR | 17 de julho de 2019

Ir para o topo

Topo

Sem Comentários

Notebook Gamer Avell G1511 Fox – Análise

Notebook Gamer Avell G1511 Fox – Análise
Átila Graef

Review

Nota
8
8

Boa opção para trabalhar e jogar

Seu forte não é o design, mas também não apela para o carnaval dos produtos gamers, foca seus esforços no hardware e entrega boa performance para o mix de trabalho e jogos a um preço justo.

Avell G1511 Fox é um notebook gamer equipado com placa de vídeo GeForce GTX 1050 Ti de 4 GB GDDR5 dedicados aos gráficos, processador Intel Core i7-8750H de oitava geração, 16 GB RAM DDR4 e tela de LED de 15,6 polegadas com resolução Full HD 1920 x 1080 e 120 hz. Com preços a partir de R$ 5.499 a Avell disponibiliza quatro variações para compra, com opções diferentes para espaço de disco rígido HDD e memória RAM.

Para realizar os testes, utilizei o G1511 Fox durante aproximadamente 30 dias para as mais variadas tarefas além de é claro, jogar os últimos lançamentos do PC e analisar a performance desse note gamer. A ideia dos testes foi verificar se o aparelho compete com os consoles da atual geração rodando os mesmos games multiplataforma.

Notebook Gamer Avell G1511 Fox

Design e acabamento

Conexões do G1511 Fox ficam nas laterais, facilitando o acesso do usuário

A primeira vista o Avell G1511 Fox mostra um design simples sem inovações, mas funcional. A parte traseira da tela carrega a marca da fabricante em detalhe cromado e algumas linhas mais agressivas ao melhor estilo gamer foram adotadas para a lateral direita e painel traseiro que escondem os dissipadores de calor do processador e GPU. O material utilizado na carcaça é um plástico fosco e apesar do notebook ter uma aparência robusta não é o tipo de material que parece resistir a uma pancada ou queda sem danos portanto o cuidado redobrado no transporte é necessário. As medidas do notebook são: 37,8 x 2,6 x 26,7 cm (L x A x P) pesando 2,5 kg, não sendo exatamente leve para uma experiência portátil sem um suporte adequado.

Ao ligar o aparelho o teclado retroiluminado salta aos olhos, oferecendo suporte RGB com diversas configurações disponíveis através do software proprietário da Avell pré-instalado, o Control Center 2.0. As teclas no entanto não são do tipo “gamer”, sem contar com nenhum switch próprio para jogos, mas o teclado responde bem no geral e oferece uma experiência satisfatória tanto para trabalhar quanto para jogar. O trackpad embutido oferece a precisão esperada de um dispositivo quebra-galho, mas para jogos é recomendado o uso de um mouse. Em nossos testes utilizamos o mouse gamer HyperX Pulsefire Surge RGB.

Teclado retroiluminado RGB com múltiplos efeitos e transições

Performance e recursos

Saídas de ar na lateral direita e atrás da carcaça

Nas conexões e entradas disponíveis o Avell G1511 Fox possui compatibilidade Bluetooth e Wi-Fi e possui três USB-A (2.0, 3.0 e 3.1), uma USB-C, duas entradas P2 para microfones e headsets, saída de áudio, saída HDMI para vídeo externo, leitor de cartões SD, conexão de rede Ethernet Gigabit e dois mini DisplayPorts (1.2 e 1.3) e leitor de digitais. Todas as conexões ficam dispostas nas laterais do notebook, facilitando o acesso do usuário. Não tive dificuldades em conectar o controle do Xbox One X através do Bluetooth e o reconhecimento no Windows 10 foi automático para os jogos, sem necessidade de configurações extras após parear o dispositivo.

O processador Intel Core i7-8750H e o SSD de 256 giga garantiram a performance do Windows 10 sem nenhum travamento ou lentidão para iniciar o sistema operacional e aplicações. Além do SSD o note conta com um HDD de 1TB onde instalei a maior parte dos games.

O Avell G1511 Fox me surpreendeu mesmo foi em seu desempenho para jogos. A GeForce 1050 Ti é uma plaquinha poderosa e rodou a grande maioria dos games em configurações Médio/Alto setadas automaticamente através do software GeForce Experience, entregando taxas de quadros na casa dos 60 FPS, algo que já oferece uma performance superior aos consoles da geração atual que ainda mantém muitos títulos travados em 30 FPS.

Com algumas modificações consegui rodar o lançamento da Capcom, Resident Evil 2 em 60 Quadros e com qualidade superior a versão dos consoles base PS4 e Xbox One.

O display de LED de 15,6 polegadas e resolução de 1.920 x 1.080 pixels possui uma taxa de atualização de 120 Hz e tempo de resposta de 3 ms ideiais para jogos e conta com um revestimento antirreflexo sendo possível enxergá-la de dia sob a luz do sol.

Os alto-falantes ficam posicionados na parte de baixo do laptop abafando o som e a qualidade de áudio no geral, deixa a desejar. O volume mais alto entrega apenas um som médio e o uso de um headset gamer é recomendado. Felizmente o laptop tem suporte ao Dolby Atmos para fones de ouvido, mas o ideal seria não depender de um recurso adicional e pago a parte para algo tão importante quanto o áudio.

Bateria e portabilidade

A autonomia da bateria deixou a desejar em nossos testes

Como em todo dispositivo portátil o desempenho nos jogos teve algumas perdas quando utilizei o notebook em modo portátil, somente na bateria. O mesmo não aconteceu para funções de trabalho, editar vídeos e uso normal do dia a dia, mas para jogar com o máximo de performance o ideal é manter o aparelho conectado na tomada.

Para trabalhar em uso normal com browser de internet, streaming de vídeo,Office e Adobe Photoshop, a bateria de 5300 mAh aguentou uma média de 3 a 4 horas longe da tomada. Porém com uso mais intenso em edição de vídeos e principalmente nos jogos cheguei a ter experiências de menos de 1 hora de duração mesmo com a bateria em carga total, algo que impacta bastante as possibilidades de uso portátil do laptop.

Abaixo um gameplay do Beta Privado de Tom Clancy’s: The Division 2, rodando no G1511 Fox.

Conclusão

O Avell G1511 Fox é um notebook gamer com ótima configuração e bom desempenho no geral. Não possui o design mais inovador do mercado, mas também não apela para o horror de carnaval que condena alguns produtos gamers, sendo um notebook de construção mais simples, focando seus esforços no hardware.

A GeForce GTX 1050 Ti empurra a maioria dos títulos lançados com qualidade superior a dos consoles da geração atual e o i7 de oitava geração garante performance de desktop para realizar as mais variadas tarefas. Pode ser uma boa pedida para quem busca unir trabalho e jogatina casual com alguma possibilidade de portabilidade, embora a duração da bateria e volume de áudio deixem a desejar.

Pontos Fortes

  • Performance superior aos consoles na maioria dos games testados
  • Teclado retroiluminado RGB
  • Painel de LED Full HD com 120 hz e tempo de resposta de 3ms
  • Hardware parrudo garante o uso para jogar e trabalhar
  • Várias opções de portas e conexões

Pontos Fracos

  • Design simples pode decepcionar para um produto gamer
  • Autonomia da bateria afeta o uso portátil
  • Áudio baixo no geral, o som deixa a desejar

Especificações

  • Processador: Intel Core i7-8750H, hexa-core Coffee Lake 2,2 GHz, TurboBoost até 4,1 GHz e 9 MB de memória cache;
  • Placa de vídeo: nVidia GeForce GTX 1050 Ti, com 4 GB GDDR5;
  • Memória: de 8 a 32 GB de RAM DDR4 a 2.400 MHz (16 GB no modelo de testes);
  • Armazenamento M.2: SSD de 256 GB (no modelo de testes) até 2 TB, ou memória Intel Optane de 16 GB para aceleração do sistema;
  • Armazenamento SATA III: HD de 2 TB, SSD de 480 GB até 2 TB ou SSHD de 1 TB + 8 GB (no modelo de testes);
  • Tela: LED retroiluminado de 15,6 polegadas, taxa de atualização de 120 Hz e tempo de resposta de 3 milissegundos;
  • Resolução: 1.920 x 1.080 pixels;
  • Teclado: ABNT, padrão americano e retroiluminação RGB configurável;
  • Câmera: 2 megapixels, captura vídeos em 1080p;
  • Conectividade: Wi-Fi802.11b/g/n/ac, leitor biométrico e Bluetooth 4.0;
  • Portas: HDMI, fone de ouvido, microfone, leitor de cartões, USB-A 3.1, USB-C 3.1, USB 3.0, USB 2.0, Ethernet Gigabit, Mini DisplayPort 1.3 e Mini DisplayPort 1.2;
  • Bateria: seis células e 62 Wh;
  • Dimensões: 37,8 cm x 26,7 cm x 2,6 cm;
  • Peso: 2,5 kg;
  • Sistema operacional: sem sistema, Windows 10 Home (presente no modelo de testes) ou Windows 10 Pro.
Átila Graef

Átila Graef

Átila Graef é fanático por conquistas do Xbox 360, General aposentado em Halo Wars, colecionador de placas de Arcades, e apaixonado por F-Zero GX.