Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

vgBR | 17 de agosto de 2019

Ir para o topo

Topo

Sem Comentários

Pesquisa Datafolha encomendada pela Brasil Game Show revela perfil e hábitos do jogador brasileiro

Pesquisa Datafolha encomendada pela Brasil Game Show revela perfil e hábitos do jogador brasileiro
Vitória Morais

Uma pesquisa inédita encomendada pela Brasil Game Show (BGS), a maior feira de games da América Latina, para o Instituto Datafolha revela o perfil e os hábitos dos gamers brasileiros. Os resultados mostram, por exemplo, que 44% dos entrevistados jogam todos os dias da semana e 93% consomem vídeos sobre games na internet mensalmente. 

Entre as plataformas preferidas dos jogadores, os consoles são utilizados por 73% dos entrevistados, enquanto os computadores aparecem logo depois, com 67%, seguidos dos celulares e tablets, com 56%. Um quarto (25%) dos entrevistados pelo Datafolha ainda disseram usar todas as plataformas para jogar. Em relação ao tempo investido em games, a média semanal é de três horas durante a semana e de cinco aos sábados e domingos.

O estudo também revelou que os jogos lideram a lista de itens mais consumidos, com 35%, seguidos por peças de vestuário (24%) e periféricos (mouses, teclados e headsets), com 19%. Além disso, nove em cada dez gamers ouvidos afirmaram que pretendem adquirir algum produto gamer nos próximos doze meses. No topo da lista de desejos aparecem: consoles (26%), cadeiras gamers (23%), headsets (22%) teclados/mouses (21%), smartphones (21%) e placas de vídeo (21%).

Com 75 milhões de jogadores e um faturamento em torno de US$ 1,5 bilhão, os números da indústria de games no Brasil já impressionam, e sabemos que ainda há muito potencial para crescer. Por isso, uma pesquisa como essa, feita com quem gosta e consome jogos, é extremamente relevante, tanto para empresas do setor avaliarem suas estratégias e conduzirem seus negócios, como para outros segmentos da economia, que podem, a partir desses dados, dirigirem seus investimentos mais assertivamente“, analisou Marcelo Tavares, criador e CEO da BGS. “Esse crescimento se deve à paixão dos fãs, que não só desejam o game ou plataforma mais atual, mas movimentam o setor consumindo produtos que vão melhorar sua experiência no jogo e também fora dele. Os gamers estão construindo um lifestyle próprio e querem ser vistos como pertencentes a uma comunidade“.

O mercado de games é extremamente promissor e nos últimos anos tem tido um rápido amadurecimento, motivado por consumidores que seguem jogando durante a vida adulta e pela constante inovação da indústria, que atrai cada vez mais investimentos, patrocínios e visibilidade“, analisa Paulo Alves, gerente de pesquisa de mercado do Datafolha.

Em relação ao perfil dos jogadores, a pesquisa mostra que a média de idade é de 21 anos e a renda familiar de R$7.313,60, o que corresponde a 7,7 salários mínimos. Além disso, 55% possuem grau de escolaridade médio.

O levantamento foi realizado durante a 11a edição da Brasil Game Show, entre 11 e 14 de outubro de 2018, e ouviu 637 visitantes do evento. Em 2019, a BGS será realizada entre 9 e 13 de outubro, no Expo Center Norte, em São Paulo.