Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

vgBR | 25 de agosto de 2019

Ir para o topo

Topo

Sem Comentários

Judgement – Análise

Judgement – Análise
David Signorelli

Review

Nota
9.5
9.5

Spinoff fantástico de Yakuza

Lindo demais, a cidade tem detalhes infinitos e durante as animações é quase inacreditável o nível de realismo. Se você gostou de Yakuza não pode perder Judgement, um dos melhores jogos da geração.

O Ryu Ga Gotoku Studio da Sega está à todo vapor, responsáveis por produzir os jogos da série Yakuza com excelentes títulos em um espaço de tempo relativamente curto, agora é a vez de Judgement, também conhecido como Judge Eyes no Japão.

Judgement é essencialmente um spin-off da série Yakuza, com os eventos acontecendo no famoso distrito fictício de Kamurocho em Tokyo, porém com conta com personagens totalmente novos e com uma trama única.

DE VOLTA À KAMUROCHO

Judgement coloca você no lugar de um ex-advogado de defesa que se tornou detetive particular, Takayuki Yagami. Ele se depara com um misterioso conjunto de assassinatos em que todas as vítimas têm os olhos arrancados. A história é genuinamente envolvente e facilmente me manteve envolvido desde o começo até o fim. No entanto, achei partes da história bastante previsíveis, mas isso não diminuiu meu prazer geral com a narrativa. Tematicamente, Judgement reafirma a dualidade com Yagami navegando pelo mundo do crime e da justiça, ao mesmo tempo em que tem laços com ambos.

Yagami frequentemente investiga cenas de crime e se envolve em brigas com membros da yakuza. As investigações concluem em casos judiciais dramáticos e descobertas surpreendentes, enquanto os diversos embates resultam em níveis crescentes de ação e violência. Eventualmente, os dois vão se cruzar e é aí que as coisas realmente ficam interessantes. Conexões criminosas com a autoridade e a corrupção política se desvelam lentamente à medida que Yagami descobre a verdade por trás dos estranhos e terríveis assassinatos. De forma meio vaga, lembrei-me dos temas de dualidade do jogo Sleeping Dogs, bem como o imensamente emocionante trabalho de advogado de Phoenix Wright.

O elenco de Judgement é divertido, alguns lembrando personagens antigos de Yakuza enquanto alguns parecem(e são) completamente novos. Personagens como Kaito, Sugiura e Ayabe foram memoráveis ​​e surpreendentemente amáveis, enquanto Hamura se destacou como um verdadeiro vilão yakuza. O foco do jogo em um único protagonista principal permitiu um elenco mais forte e mais concentrado, ao contrário de Yakuza 5, que se espalhou um pouco. De um modo geral, há um bom grau de nuance nos principais personagens da história. Infelizmente, Judgement não possui personagens femininos notáveis e isso é algo que continua acontecendo mesmo na série principal de Yakuza.

De qualquer forma a trama é absolutamente fantástica, do começo ao fim, ouso dizer que é o melhor trabalho do estúdio nesse aspecto, superando até o maravilhoso Yakuza 0.

MAIS RÁPIDO QUE O RELÂMPAGO

A principal diferença entre a série Yakuza e Judgement é que a série Yakuza era basicamente sobre o trabalho interno da gangue Yakuza. Embora haja muito disso aqui, Judgement se desenrola como um procedimento policial. Você anda pela cidade, principalmente questionando qualquer testemunha e coletando evidências enquanto tenta juntar todas as peças. É aqui que entra a maioria das mecânicas de investigação, exclusivas desse jogo.

Primeiro, quando se investiga uma cena de crime, você entra numa visão de primeira pessoa. A partir daqui, você precisará pesquisar a área com o cursor até encontrar um ponto de interesse. Ao destacá-lo, você aprenderá mais sobre a prova e ela será adicionada ao seu arquivo de caso. Se você já jogou algum dos jogos de Phoenix Wright, isso pode parecer muito familiar para você. Essas evidências precisarão ser usadas mais tarde, seja no tribunal, enquanto conversam com outras pessoas para provar que estão mentindo ou têm algo a ver com o que está acontecendo.

Como esperado com esta série, os personagens, dublagem e captura de movimento são absolutamente fenomenais, fazendo com que você se importe com cada personagem no jogo no segundo que você os conhecer. O jogo ainda apresenta uma dublagem em Inglês que é fantástica também. Bem, quase fantástica. 99% dos personagens que são dublados no jogo fazem um trabalho excelente com sua dublagem, mas há alguns, principalmente bandidos de rua ou chefes que poderiam ser melhores.

Ainda dentro das mecânicas, às vezes você terá que esconder suspeitos. Para fazer isso, você precisará segui-los enquanto caminham até o destino deles. Uma vez que eles geralmente estão fazendo coisas suspeitas, de vez em quando eles vão virar rapidamente, forçando você a se esconder. Bater sobre as coisas ou fazer toneladas de ruído fará com que elas se movam também. Se você perder de vista seu alvo, uma contagem regressiva começará onde você precisará localizá-los novamente ou você falhará na missão. Essas sequências são boas, mas meu maior problema é que às vezes elas duram muito tempo. Há também um problema em que esses suspeitos controlados pela IA começarão a vagar sem rumo, virando-se e caminhando na outra direção, apenas para se virar novamente para chegar ao seu destino. Isso é feito para mantê-lo na ponta dos pés e forçá-lo a se esconder, mas também pode ficar bastante desagradável.

Durante as suas viagens ou, claro, durante a maioria das missões principais ou secundárias no jogo, você entrará em brigas aleatórias com bandidos de rua, membros da Yakuza e muito mais. Existem duas posturas de luta que você pode usar. O Crane e o Tiger. A postura do Crane é usada para combater vários inimigos ao mesmo tempo e a postura do Tigre é usada para combater inimigos isolados. O sistema de combinação é fácil de aprender com simples pressionamentos dos botões quadrado e triângulo. Você também tem um sistema EX. Ao desferir ataques contra inimigos (ou usando certos itens), seu medidor crescerá.

O sistema EX permite que você faça uma das duas coisas. A primeira é que você pode apertar o botão R2 e uma espécie de aura lhe envolverá. A melhor parte disso é que se você está lutando contra um grupo de bandidos ou um único inimigo, todos os seus combos e movimentos fluem juntos tão perfeitamente que parece que você está assistindo a um filme de artes marciais.

Qualquer coisa que não esteja aparafusada ao chão pode ser destruída em batalha ou recolhida e usada como arma. De tacos de beisebol, cones de trânsito, bicicletas e muito mais, você pode pegar uma arma para fazer a coisa que eu mais amo fazer, que é se agarrar a um inimigo e usar o botão de arremesso para fazê-los voar pela janela de uma loja de conveniências ou um restaurante. Então você pode levar a luta para dentro e destruir todo o interior do edifício, enviando vidro, mesas, cadeiras e prateleiras cheias de comida voando por todo o lugar. Eu fiz isso milhares de vezes e nunca cansa. Há também pontos no jogo em que certas gangues invadirão a cidade e um medidor de ameaça aparecerá na tela. Começando em 100%, você encontrará as chances de entrar em lutas com gangues aumentará dez vezes. Para tirar a gangue das suas costas, você precisará encontrar e derrotar os chefes da cidade. Esses chefes são extremamente poderosos e são capazes de reduzir sua vida significativamente com seus ataques.

NUM VASTO FOGO

Além disso, assim como a série Yakuza, há uma quantidade absurda de atividades paralelas a serem realizadas. Há uma abundância de arcades da SEGA com clássicos como Fighting Vipers , Puyo Puyo e muito mais. Há dardos e bilhar. Há Drone Racing, Mahjong, Poker e Black Jack. Depois, há os amigos em Kamurocho. À medida que cada capítulo avança, novos símbolos verdes aparecem no mini-mapa, e cada um deles apresenta um novo NPC, que geralmente precisa de ajuda com algo, seja uma garota lutando para aprender inglês, um conhecedor de café procurando alguém para aprender a apreciar o feijão. tanto quanto ele, ou um delirante gaijin “Ninja”. Cada um dos locais tem algumas tarefas simples para ajudá-los, o que aumenta a reputação da cidade de Yagami, concedendo vários benefícios, além de dar alguns pontos de habilidade para desbloquear várias habilidades.

Esta é apenas uma parte riqueza de atividades paralelas e ainda assim é apenas a ponta do iceberg. A maior parte do conteúdo no topo dos capítulos da história é composta de investigações secundárias. Estes podem ser realizados a partir de várias fontes de informação e, como o tom geral do jogo, eles correm o gambito entre o maluco e o sério. Há outro grupo que assola Kamurocho, intitulado “Trio Distorcido”, apresentado a Yagami por um par de gêmeos sofrendo nas mãos de um deles. A irmã do par teve sua calcinha roubada enquanto secava na varanda de seu apartamento. Na tentativa de encontrar o culpado, Yagami enfrenta o “professor de calcinha”, um homem que usa drones para roubar roupas íntimas… e a lista continua, só jogando para acreditar.

JULGAMENTO

Judgement é agora é terceiro jogo que utiliza a Dragon Engine, um motor gráfico proprietário da Sega que foi usado inicialmente em Yakuza 6: A Song of Life. Sem dúvida alguma é o melhor trabalho do estúdio até agora com essa engine.

O jogo é lindo demais, a cidade tem detalhes infinitos e durante as animações é quase inacreditável o nível de realismo, nem parece que está rodando num console de 6 anos de vida, realmente fora da série. Nem tenho ideia de quantas horas fiquei tirando fotos pela cidade ou só apreciando os ambientes, curiosamente fazia a mesma coisa em Shenmue à 20 anos, realmente tem coisas que não mudam!

Para finalizar essa análise, digo que Judgement é um dos melhores jogos da geração e todo dono de PlayStation 4 que se preze deveria dar uma chance para ele. Mesmo que você não seja muito habilidoso, coloque no Easy e entre na montanha-russa que é a trama desse jogo, é simplesmente incrível o que o estúdio Ryu Ga Gotoku fez aqui. Mais um ponto para eles!

Pros

  • História maravilhosa, vontade de que o jogo durasse para sempre
  • Gráficos de cair o queixo
  • Kamurocho

Cons

  • Falta de personagens femininos de peso
  • Um pouco de input-lag
David Signorelli

David Signorelli

Amante de jogos japoneses, foi responsável por derrotar os Weapons de Final Fantasy VII que iriam afundar a Ilha da Rainha da Morte, conhecida como Florianópolis. Se arrepende disso até hoje.