Análises

Just Dance 2020 – Análise

9.5
Uma série em constante evolução
Mais uma grande edição, com ótimas músicas, coreografias fantásticas, visuais incríveis, novos modos e opções para os mais entusiastas até os pequeninos. Dançar sozinho ou acompanhado será sempre divertido aqui!

Em seu aniversário de dez anos, Just Dance 2020 chega para Switch, Playstation 4, Wii, Xbox One e Stadia. Desenvolvido pela Ubisoft Paris, o game já é o décimo primeiro da série (sem contar spin-offs), em uma tradição de jogos bons, mas esse continua isso?

Just Dance torna a dança algo muito mais divertido, com coreografias divertidíssimas e visuais fantásticos, e aqui não é diferente. O visual das coreografias é algo que encanta, tudo é muito bem feito e todas tem realmente a ver com a música que pertence, tanto pela parte dos movimentos quanto pelo background, algo que Just Dance sempre soube fazer, e é uma espécie de charme da série que continua aqui. A nova edição também possui uma variação de músicas muito boa, com hits para todos os gostos. Podemos citar “Bad Guy”, de Billie Eilish, “Old Town Road (Remix)” de Lil Nas X, “High Hopes” de Panic! At The Disco e muito mais. Como sempre, há também músicas de outros países e culturas, e temos também o Brasil, representado por “Só Depois do Carnaval”, da cantora Lexa.

As músicas são divididas em quatro dificuldades: fácil, médio, difícil e extremo. As coreografias fáceis e médias são aquelas para você ir pegando o jeito e ir se divertindo sem passar por movimentos mais complicados. Já as coreografias difíceis apresentam movimentos mais elaborados e que necessitarão de um esforço maior. As extremas, que são versões alternativas de algumas músicas, são aquelas em que você precisará dar tudo de si, já que é tudo muito rápido e com um grau de desafio alto. Ou seja, ninguém fica de fora nesse lado, já que todos podem escolher uma música de acordo com seu nível.

Caso você possua alguma criança menor, Just Dance 2020 continua com a tradição de ter o modo Kids, com oito músicas infantis e coreografias mais simples e fáceis, porém com aquele charme que agrada todas as crianças. Sem sombra de dúvidas uma grande opção para os pequeninos.

O menu que foi implantado na sua edição anterior continua aqui. Devo admitir que prefiro esse ao dos antigos, já que é muito mais limpo e intuitivo de se mexer, assim facilitando a navegação pela sua interface. Algo que também volta e que é muito bom é o Sweet Mode, um modo que conta quantas calorias você está perdendo, para assim te deixar bem informado.

Caso você não tenha um Playstation Move ou um Kinect, a funcionalidade de poder jogar com o Just Dance Controller, um aplicativo para celular, continua aqui. Isso sem sombra de dúvidas é algo que ajuda e muito, pois não é todo mundo que possui os aparelhos mencionados anteriormente, mas mesmo assim Just Dance pode ser jogado, e não é nada complicado, basta parear o celular com o game. O único problema é que o sensor de movimentos do aplicativo não é lá dos melhores, e ter que segurar o celular enquanto dança é um pouco perigoso, já que um pequeno descuido e o mesmo pode sair voando, mas mesmo assim quebra um grande galho.

Uma adição genial aqui é o modo All Stars, basicamente uma comemoração aos dez anos da franquia. No modo, você é o Panda (basicamente o atual mascote dos games), e deve viajar no tempo pelas danças antigas e reunir seus dançarinos, para assim desbloquear a última dança, “High Hopes”. Devo admitir que foi muito nostálgico passar por coreografias antigas e que fizeram sucesso, e por mais que são apenas dez músicas no modo, ainda assim é uma adição muito boa.

Jogar acompanhado sempre foi divertido, e aqui não é diferente. Você pode jogar tanto o clássico modo contra quanto o modo co-op, em que você e seus amigos devem dançar juntos para conseguir uma única pontuação. Devo dizer que foi uma boa adição, e que lhe fará ter muita diversão com suas companhias.

Como um bônus, podemos citar aqui o Just Dance Unlimited, um serviço opcional pago que lhe dá acesso a mais de 500 músicas de todas as outras edições. Não é algo muito caro e ainda vai te dar acesso a uma ampla variedade de músicas que parecem não ter fim, mas caso fique na dúvida, é só criar uma conta Ubisoft Club que você poderá testar um mês grátis e aí decidir assinar ou não.

Just Dance 2020 é mais uma grande edição da série, tendo ótimas músicas, coreografias fantásticas, visuais incríveis, ótimos modos novos e opções para todos, desde os mais entusiastas até os pequeninos. Dançar sozinho ou acompanhado será sempre divertido aqui!

Pontos Positivos

  • Visuais fantásticos
  • Coreografias muito boas (como sempre) e para todos os gostos
  • Boa variedade de músicas
  • Modo All Stars
  • Modo co-op é muito divertido

Pontos Negativos

  • Sensor do Just Dance Controller ainda é meio falho

Lucas Nunes
Últimos posts por Lucas Nunes (exibir todos)

Comentários