Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

vgBR | 23 de janeiro de 2020

Ir para o topo

Topo

Sem Comentários

Star Ocean First Departure R – Análise

Star Ocean First Departure R – Análise
Fábio Kraft

Review

Nota
9
9

Ótimo port remasterizado

Um RPG rápido, dinâmico, com uma dificuldade média para difícil, personagens marcantes e um final lindo. Recompensador, bonito e tudo funciona da maneira que se espera, um jogo polido, feito com muito carinho mesmo.

Star Ocean First Departure R é a versão HD do remake que foi lançado para o PSP em 2008. Para quem não conhece, o game é um RPG tradicional, primordialmente 2D, com um sistema de batalha em tempo real, muito popular no Japão com seu lançamento original em 1996, um remake foi criado após o lançamento do terceiro game da série para o PlayStation 2, seguido do sucesso do já clássico Star Ocean 2: The Second Story no PlayStation 1.

Os dois primeiros jogos foram retrabalhados e lançados para o PSP a pouco mais de uma década já, Star Ocean 1 e o 2 no caso, e a pedidos dos fãs, recebemos a versão definitiva para curtirmos como o jogo deveria ser curtido de fato. 

Com várias melhorias técnicas significativas sobre o original do SNES, como gráficos e interface de menus, layout das dungeons e das cidades, um mapa mundi, dublagem em inglês e japonês, alguns trechos em animê e um gameplay todo restruturado nos moldes do Star Ocean 2, é realmente um prato cheio por si só, e a versão para o Nintendo Switch e PlayStation 4 trás ainda mais novidades para a mesa.

Aliados a uma trilha sonora muito boa criada pelo compositor Motoi Sakuraba, autor que assinou todos os games da série até hoje, orquestra o game com seu talento único. Apesar de nem tudo ser perfeito neste remaster, com certeza ele é a versão definitiva que, alem dos extras inclusos, corrige diversos problemas de balanceamento vistos no anterior do PSP. Será que vamos ter o 2 logo? Assim espero.

Esse review é patrocinado pela Square-Enix, concedendo-nos uma cópia para avaliação via #SquareEnixPartner. Obrigado! 

Desenvolvido pela Tri-Ace e distribuído pela Square-Enix, Star Ocean First Departure R conta com muito bom gosto o início de como tudo começou nesta já vasta franquia de RPGs de sucesso. As principais diferenças que temos nessa versão R são: 

  • A resolução que está a par com o hardware da atualidade.
  • Segurando ZR (R2) é possível acelerar seu personagem enquanto percorre dungeons, world map e cidades.
  • Rebalanceamento total no sistema de batalha, aumento de HP de certos inimigos, remanejamento no consumo de skills, melhorias na frequência em que as habilidades passivas são executadas, retrabalho na parte das magias que eram totalmente obsoletas na versão anterior.
  • É possível selecionar 3 tipos de dublagem, a original japonesa do FD do PSP, a versão em inglês do mesmo e uma nova em japonês feita pelo time original.- Novos artworks dos personagens do artista Katsumi Enami, responsável pelas ilustrações de Star Ocean: The Last Hope.
  • Os textos e pixels estão bem mais nítidos agora, excelente conforto visual. 

Nossa aventura começa em um vilarejo pacato em um planeta distante e remoto chamado Roak. Controlamos Roddick – nosso herói de rabo e cabelo azul. Membro da guarda local, Roddick e mais dois amigos recebem uma notícia em que pessoas estariam sendo petrificadas por uma causa desconhecida, levando posteriormente a esse destino seu amigo e companheiro de guarda e o pai de Millie. 

Uma possível cura é informada ao grupo, que após saber que há uma possibilidade de curar estas pessoas com uma erva especial, seguem sem pensar duas vezes para o cume da montanha Metorx, a mais alta do continente onde supostamente ela cresceria, porém, no meio do caminho acabam encontrando duas pessoas misteriosas que vieram do “Oceano de estrelas” através de um feixe de luz.

Ao explicar a situação inusitada e assustadora, estas pessoas se tornariam a única esperança para reverter esse estado trágico dos habitantes do planeta, fazendo com que nossos heróis deixem tudo para trás para um bem maior. 

Enquanto a premissa parece ser bem simples ao iniciar o game, a história progride muito bem, alem disso há o desenvolver de um enrolado e complexo sistema de relacionamentos entre os personagens, gerando finais diferentes ou comportamentos durante as batalhas por influências nas escolhas e a visualização do famigerado private actions (eventos isolados que ocorre com os membros de sua equipe espalhados nos locais, fazendo coisas por conta própria) nas cidades que já foram exploradas. 

A exploração nessa versão se torna muito, mas muito mais agradável podendo correr como um louco segurando o ZR, é incrível como isso faz o jogador poupar tempo enquanto percorre de um local para o outro nuns backtracking que temos no jogo, principalmente no mapa mundi onde andar normalmente é muito devagar.

Coisas que quando você encara uma dungeon sem querer, e aí retorna para cidade só para o NPC te mandar de novo pra lá e fazer tudo o que você já fez, algo que se tornaria meio chato na versão original, mas com esse acelerador, essa tarefa fica mamão com açúcar. Uma pena que não fizeram isso nas batalhas também, teria sido incrível para grindar uns níveis aí. 

O sistema de batalha sendo em tempo real vai exigir bastante atenção do jogador para saber como dominar o campo de combate. Existem diversas maneiras de se derrotar os inimigos desse jogo, e existem diversas maneiras de você cometer erros brutais que iram causar game-overs quase que imediatos também. Com mais de 10 personagens para se recrutar nesse game, o jogador poderá diversificar bem sua equipe para todo tipo de situação possível, todos se beneficiando no fim. 

Tendo isso dito, em Star Ocean não basta apenas lutar e subir de nível, mas sim ficar atento também com os pontos de talentos que podem ser alocados para cada personagem individualmente. Essas skills podem ser obtidas apenas adquirindo em lojas específicas espalhadas pelo game, mas uma vez que você compra, as habilidades aparecem já no menu para todos os seus personagens disponíveis. Dentre elas estão as mais importantes que são as que melhoram seus status base como força, HP e defesa por exemplo, essencial para não ser arrebentado por um grupo grande de inimigos na tela.

Essas skills vão habilitar outros perks para realizar diversos tipos de funções diferentes como criação de itens, habilidades para enfrentar menos batalhas no mapa, decifrar um item que precisa de um olhar especializado, roubar pessoas na rua com pick-pocket também por exemplo. Esses pontos para você distribuir você consegue apenas ao subir de level ou concluir uma quest ou outra, então é sempre bom pensar bem antes de usar algo pois não haverá como reverter o que já foi alocado.

Eu amo com todas as minhas forças Star Ocean, recomendo muito todos os jogos da série, mas esse em especial porque é o que dá início a tudo, ao lore, nomenclaturas e até personagens. Para quem busca um RPG rápido, dinâmico, com uma dificuldade média para difícil, personagens marcantes e um final lindo, esse jogo é para você. 

Ele é recompensador, bonito e tudo funciona da maneira que se espera, um jogo polido, feito com muito carinho mesmo. Galera tá de parabéns por mais um título tão bom, e que venha o Second Story R agora. 

Pontos Positivos

  • Sistema de batalha forte, fiel, bem feito e gostoso de jogar
  • Personagens marcantes
  • 3 tipos de dublagens para se escolher
  • Os artworks são bonitões
  • A possibilidade de acelerar o jogo é um diferencial marcante 
  • Músicas de qualidade, assim como todo o áudio do game num geral.

Pontos Negativos

  • Infelizmente não há um filtro para os personagens pixealizados, não é feio, mas também pareceu que houve um descaso.
  • As fontes são nítidas mas não entendi porque ela ficou tão quadrada daquele jeito. 

Comentar