Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

vgBR | 23 de janeiro de 2020

Ir para o topo

Topo

Sem Comentários

The Touryst – Análise

The Touryst – Análise
Fábio Kraft

Review

Nota
8
8

Bela surpresa

Embora seja um pouco curto, é bem divertido explorar, com bons puzzles e aventura, textos engraçadinhos e vale pela experiência mais light que o jogo traz

The Touryst é um jogo de puzzle e aventura para o Nintendo Switch. Desenvolvido e publicado pela Shin’en Multimidia. Este título é um belo indie, com uma ambientação rica em detalhes, gameplay simples e intuítivo, uma atmosfera bem praiana e uma jogabilidade inteligente.

Você estará na pele de um homenzinho que chega de barco nas Monument Islands, seu objetivo é retratar os mistérios desse passado escondido, e ao mesmo tempo, ajudar os residentes realizando diversas tarefas enquanto explora estas ilhas.

Os gráficos do jogo são modelados como blocos em 8-bit, porém totalmente tridimensional (lembra muito os jogos da série Lego). Os detalhes dos cenários são o ponto de destaque, é possível interagir com praticamente todos os objetos dispostos como lâmpadas, torneiras, chuveiro, cadeiras de praia, etc, mantendo assim sua estrutura bem cúbica, até as gotas de água e outras partículas são arismaticamente quadradas.

O que me atraiu bastante no visual do game é a qualidade dos efeitos luminosos e o bom gosto geral das fases. Cenários de praias são confortáveis no sentido de feeling geral, e além disso, há a variedade de locais como uma cidade com um fliperama, lojinhas, ruínas, cavernas, faz com que seja perceptível o amor exercido nesse título – a magia dos jogos indies como gosto de dizer.

Embora seja muito sutil, a parte sonora do jogo é um ponto que soma bastante para imersão. Gostei particularmente da festinha em Ibysa, muito massa!

No que diz respeito ao gameplay, ajudar os residentes vai lhe recompensar com moedas que servem para comprar habilidades e acessórios que irão auxiliar na exploração como pode se dependurar em quinas para atingir lugares mais altos e inatingíveis, nadar, tirar fotografias, etc.

O game tem bastante foco em solução de puzzles também, você vai ficar boa parte do jogo coletando as moedinhas e fazendo as quests secundárias, irá pegar objetos do chão e arremessar em lugares específicos, pular sobre plataformas numa determinada sequência, andar por lugares escuros com pulos precisos de plataforma, tudo o que se espera de um joguinho maneiro de plataforma.

Recomendo a compra, é um incentivo legal para a produtora que botou muita alma nesse título. Embora seja um pouco curto, é bem divertido explorar, os textos são engraçadinhos e vale muito pela experiência mais light que o jogo trás.

Pontos Positivos

  • Gráficos bonitos num 8-bit estilizado em 3D
  • Variedade de cenários e ambientes
  • Puzzles inteligentes
  • Aventura com uma pegada mais light
  • Alívios cômicos

Pontos Negativos

  • Podia ser mais longo
  • O controle é muito deslizante

Comentar