Análises

Hatsune Miku: Project Diva MEGAMIX

8
Jogo da musa digital mais famosa do mundo
Um jogo de ritmo, com mais de 100 músicas para jogar, cada música com até 5 dificuldades possíveis e habilitáveis. É um excelente party-game, bem sociável!

Hatsune Miku: Project Diva MEGAMIX é um jogo de ritmo protagonizado pela musa digital mais famosa do mundo. Junto com o resto de seu elenco, o game chega ao Nintendo Switch em grande estilo para a alegria dos fãs.

Desenvolvido pelo estúdio da AM2 e distribuído pela SEGA, Project Diva MEGAMIX é uma celebração muito positiva para quem curte o gênero musical. Com uma interface muito bonita, as primeiras impressões são bem agradáveis; é gostoso de navegar pelos

Menus vivos, coloridos e cheios de efeitos. O fato do game não possuir burocracia alguma para sentar e jogar, já é um ponto bem positivo. Excluindo, claro, o tutorial super necessário antes de tudo.

Como eu sou um fã de jogos de ritmo desde que eu me entendo por gente, eu curti muito já de cara. De inicio achei os botões confusos porque eu não estou acostumado com a posição dos botões no controle, confundo X com Y, B com A, e não podem me culpar por isso, afinal de contas alterno muito entre XBOX One e Switch, onde são todos trocados! Nas fases com dificuldade baixa, isso não tem problema algum, porém em todas as outras, aí o bicho pega.

Mas, felizmente, é possível configurar a interface para que ela fique no estilo PlayStation, os botões que ficam na face do controle, quadrado, bola, xis e triângulo. Ufa! Um alívio pois as músicas em dificuldades mais avançadas são bem trabalhosas e a tela fica com visualmente bem poluída se não estivermos familiarizados com os botões que estamos apertando.

Temos um modo extra que faz uso do giroscópio do controle, mexendo duas barrinhas (dos respectivos JoyCons) que deslizam horizontalmente na tela. Ao descer comando específico, o jogador deverá posicionar e apertar o ZL ou ZR conforme mostrado, na orientação num estilo Rock Band ou Guitar Hero. É interessante, mas pra mim acabou cansando bastante depois de três ou quatro músicas. Cansou as mãos, não a paciência, porque é legitimamente divertido.

Minha experiência com o universo pop japonês já foi muito melhor do que é atualmente, estou super desatualizado nos temas de abertura e encerramento de animês pelo o que eu pude observar, mas como eu gosto muito da temática das canções, eu honestamente não vi problemas quanto a isso, mas vale salientar que as mais de 100 músicas que o jogo acompanha, fora as adições de DLCs, é quase que exclusivamente para agradar quem já conhece previamente esse círculo de entretenimento bem particular que é o da fandom de animê e Hatsune Miku, definitivamente não é para a galera do Just Dance ou do Pump it Up, por exemplo, definitivamente não mesmo.

Tem algumas que eu gostei, mas poucas eu realmente reconhecia infelizmente, três das melhores canções na minha opinião são: shake it!, Time Machine e Hand in Hand, é muito bonito, de verdade.
Bonitinho também são os modos de customização dos personagens. É legal poder equipar eles com diversos adornos para deixa-los mais maneiros. No game há um editor de camiseta onde nós podemos criar estampas originais, fiquei diversos minutos tentando desenhar naquilo, mas é muito divertido.

No geral, eu gostei do jogo, não sou o maior fã de Hatsune Miku que tem no universo, mas eu pude me divertir legal com esse título. São mais de 100 músicas para jogar, cada música com até 5 dificuldades possíveis e habilitáveis. É um excelente party-game, bem sociável!

Pros

  • 100 músicas para se escolher
  • Customização dos personagens
  • Possibilidade de mudar a interface do controle
  • Variedade de gêneros musicais

Cons

  • Não é um jogo para todos os públicos
  • As músicas são para um nicho
  • Alguns estilos de arte adotadas no game atrapalham um pouco, poluindo o cenário

Fábio Kraft
Últimos posts por Fábio Kraft (exibir todos)