Análises

Story of Seasons: Friends of Mineral Town

9
Cuidar da fazenda nunca foi tão divertido.
Se você espera um RPG com batalha, dungeons e etc, Story of Seaons definitivamente não é para você. Esse jogo é quase que exclusivamente um trabalho de gestão bem calmo e prazeroso.

Story of Seasons: Friends of Mineral Town trata-se de um Remake de Harverst Moon que possui o mesmo subtítulo lançado para o Gameboy Advanced no início dos anos 2000.

Desenvolvido pela Marvelous! e distribuído pela XSEED, este remake é impressionantemente gostoso de se jogar, desafiador e um verdadeiro aquecedor de corações. Minha única experiência com a série foi logo baseado na versão menos popular do jogo, que é uma das que foram lançadas para o PlayStation 2; Harvest Moon: Save the Homeland, cujo qual eu gostei bastante, por sinal.

Eu adoro jogos com essa pegada de gestão de tempo e recursos, sou fã pra caramba de RPGs que adotaram essa mecânica, então a premissa muito me agradou, mas sinto que talvez não seja mesmo para todos os públicos. Vou explicar como funciona e o por que esse jogo é um caso de amor ou descaso.

Neve para tudo quanto é lado.

Vamos começar pelo fato que é um jogo de fazenda, seu objetivo é prosperar na fazenda que lhe foi herdada pelo seu avô, e cabe a você deixa-la ela rodando lisinho, gerando renda, animais felizes, e etc. Com isso em mente, vamos ao modus-operandi da coisa toda. Story of Seasons funciona com tempo, calendário e eventos climáticos aleatórios, e tudo isso influencia 200% na maneira que seu negócio vai funcionar.

Não ache que vai aparecer um Zubat nessa caverna.

No começo do jogo somos introduzidos à nossa fazenda, onde temos a nossa moradia, uma árvore frutífera, um campo cheio de mato, pedras e entulho, tudo por fazer ainda. E que temos que fazer para começar? Retirar o entulho do seu campo, arar o campo e da-lhe plantar.

Isso que é vida!

Mas antes disso tudo, temos que conhecer algumas coisas da nossa pacata cidade, algumas lojas, pessoas e locais importantes que vão ser de suma necessidade para nosso longo projeto caipira. Na cidade temos algumas localidades bem importantes que vão ajudar as engrenagens rodarem, como a loja aonde você compra as sementes por exemplo, ou o ferreiro que vai dar uma melhorada nas suas ferramentas de trabalho, tudo para ganharmos tempo e produzir mais. O jogo vem recheado com artigos dentro do próprio game que devemos ler, artigos que estão dentro da biblioteca da cidade referentes ao tempo de cultivo das plantações, como participa dos festivais, como faz de tudo na verdade. Então é importante que façamos a leitura quando começarmos o jogo.

Plantação top.

Depois que você conseguiu investir em dois incríveis saquinhos de sementes, precisamos retornar urgente para a fazenda e começar a montar nosso campo. Temos um longo, longo campo para trabalhar, cada saco de semente rende um quadrado de 3×3, ou seja, sairão 9 itens de cada saco plantado. Inicialmente, demora um pouquinho até que nossas ferramentas trabalhem tudo com mais de 1x quadradinho por vez, para usar a enxada, plantar e molhar, por exemplo, mas ao avançar um pouco a história e irmos conseguindo fundos, conseguimos melhorar eles para ter um alcance considerável e poupar um tempo desgraçado com tarefas diárias. Quando tivermos mais recursos, poderemos começar a criar os animais e pegar os produtos que eles deixam para você diariamente também, principalmente os animais mais baratos como as galinhas/ pintinhos que são bons de começar pois demandam pouco dinheiro para ração e etc, unindo uma boa formação de plantação com produtos animais, podemos ir mais tarde conseguindo investir em vários tipos de vacas, upgrades de casa, mais árvores frutíferas, e daí pra frente ao infinito. É bem gratificante.

Quem não ama essas vaquinhas?

Em resumo, é assim que o jogo funciona, você planta, colhe, põe na caixinha todos os produtos que você cria na sua fazenda, vende, repete por vários dias, investe em mais coisas, trabalha mais rápido e mais eficiente, ganha mais dinheiro, até que, finalmente, você pode até se casar com alguém nos devidos termos e envolvimentos que o jogador realiza durante todo esse trâmite financeiro, ainda bem, né? O relacionamento por sua vez depende de vários fatores como interações, presentes, participações feitas em eventos, e, agora, além do casamento entre homem e mulher, podemos nos casar com pessoas do mesmo sexo também, muito massa a questão da visibilidade e consciência positiva da sociedade, esse jogo é muito wholesome.  

Love is in the air.

Claro que, durante todo o processo de cuidar da fazenda, a gente pode explorar outras áreas do game, há duas minas para coletar pedras raras para vender, para usar como material para upgrades, assim com os outros lugares abertos que tem uma flora variada dependendo da estação do ano em que nos encontramos, certas flores, animais e, principalmente, muitos pequenos eventos de personagens colocam bastante o fator do elemento surpresa nesse jogo – tudo pode acontecer quando se menos espera.

Se você espera um RPG com batalha, dungeons e etc, Story of Seaons definitivamente não é para você. Esse jogo é quase que exclusivamente um trabalho de gestão bem calmo e prazeroso, até porque fazer as coisas com a trilha sonora super bonitinha ajuda bastante a passar o tempo, e não é só as músicas que são bonitas para falar bem a verdade, fatores como o gráfico, artwork, level design, menus, interface num geral estão de parabéns. Eu gostei de verdade desse jogo, e quanto mais tempo eu dedico nele, melhor ele vai ficando. Recomendo fortemente, principalmente para a galera que tá ainda no hype do Animal Crossing pro Switch.

Pros

  • Excelente game para relaxar.
  • Há simplesmente muita coisa para se fazer e criar na fazenda.
  • Gráficos e arte num geral são simpáticos e bonitos.
  • Trilha sonora é competente.
  • Salvar em qualquer lugar.

Contras

  • As coisas são muito caras in-game.
  • Não tem um fast-travel.
Fábio Kraft
Últimos posts por Fábio Kraft (exibir todos)