Análises

Lost Wing

7.5
Velocidade, atenção e reflexos de ninja!
Lost Wing é uma releitura hardcore de clássicos do arcade para os moldes atuais. Cheios de desafios, este é um titulo que certamente irá alegrar os dias de sede por velocidade.

Lost Wing é um game multiplataforma que foi lançado para o Nintendo Switch, PlayStation 4, Xbox One, PC e Mac é um jogo que mistura, ao meu ver, um pouco do clássico Wipe-Out com outro título indie muito bom chamado Race the Sun pela Flippfly, uma pegada de acumular pontos nos moldes dos antigos arcades.

Desafiador demais, pode ser que seja o desafio que muitos procuram, principalmente para a galera que é mais hardcore, porém pelo nível de dificuldade, mesmo no easy, acaba afastando um pouco os menos favoráveis. Esse review é baseado na versão do Nintendo Switch.

O show de luzes dá um pouco de energia aos cenários escuros do jogo.

Desenvolvido pela 2Awesome e distribuído pela mesma, este é um jogo de nave que demanda bastante reflexo, atingir um momentum, destruir ou evitar obstáculos nos mais variados estágios do game até atingir a pontuação máxima desejada. Estágios cujo quais são divididos por mundos onde são habilitados aos poucos a medida em que avançamos um certo nível acumulado.

Neste game, tudo o que precisamos fazer é nos movimentar para as laterais enquanto desviamos de alguns obstáculos no meio do caminho. Nossa nave é capaz de realizar pequenos saltos e atirar projéteis que limpam o nosso caminho.

Parece um jogo dos anos 90.

A jogada é que não podemos utilizar demais os recursos da nave pois eles são limitados, e tudo o que

fazemos no jogo acaba gastando essas “cargas”, seja dando tiros ou aumentando a velocidade, temos que ficar ligados nesse sentido para que não acabemos ficando sem ter como agir numa situação que demandaria pelo menos o mínimo disso. Podemos recuperar essa energia enquanto destruímos objetos no cenário que dropam essas recargas, tudo o que você pode destruir certamente irá deixar a sua frente um meio de recuperar sua energia e tocar com o percurso.

Se acostume com esse visual.

Embora seja muito necessário ficar retornando as fases para subir de nível, o fator de aleatoriedade do game agrega um pouco mais ao desafio e ao replay dele. É muito incomum você ver os mesmos objetos dispostos da exata maneira da jogada anterior, então recomendo que não tente decorar a fase para fazer um speedrun cabuloso, é quase uma tarefa impossível.

O design num geral é muito bom, ele é futurista, com um gráfico limpo, bonitinho, cheio de efeitos metálicos, luzes e neons, músicas eletrônicas de qualidade real, com a direção artística num jeitão sombrio, remete muito a ideia de uma corrida futurista, uma corrida que você corre contra o tempo e contra você mesmo.

Embora eu tenha achado que a maneira que você muda de faixa algo bem incoerente, ela não atrapalha tanto a jogatina porque na verdade as faixas são bem boas num geral, e quando algo exige concentração, dificilmente focamos em ficar dando scroll pelas faixas.

O uso de cores desse jogo é intrigante.

Lost Wings é um experimento interessante, hoje em dia eu não me vejo jogando tantos jogos nesse estilo, mas tão pouco os descarto. Eu gosto de sentar e poder me frustrar um pouco com desafio legítimo ao invés de um desafio estranho e sem coerencia como visto em muitos jogos por aí. É um jogo bem sociável, um excelente “party” game para se curtir com mais pessoas em casa pois a jogabilidade é facilmente aprendida e todos nós gostamos de coisas assim de vez em quando.

Pros

  • Variedade de estágios.
  • Desafio legítimo.
  • Bastante customização.
  • Trilha sonora excelente.
  • Gráficos e arte boa num geral.

Contras

  • Demanda muito tempo para subir de nível.
  • Controle poderia ser mais intuitivo.


Fábio Kraft
Últimos posts por Fábio Kraft (exibir todos)