Análises

Mortal Shell

8
Um jogo inspirado em Dark Souls, mas com uma identidade forte

Se você gosta de Soulslikes, Mortal Shell com certeza é o que mais se assemelha em termos de atmosfera e ambientação dos jogos da From Software.

Mortal Shell foi desenvolvido pela Cold Symmetry e publicado pela Playstack exclusivamente para PS4, PS5, Xbox One, Xbox Series e PC. É um jogo de ação de aventura Souls Lile, com fortes inspirações nas obras de Hidetaka Miyazaki e um chamada artistica de Dark Fantasy bem marcante.

História e Narrativa

A história e narrativa de Mortal Shell são minimalistas e por muitas vezes obtusas demais. Eu tive certo interesse na lore e na construção do mundo, mas não senti que teve o devido desenvolvimento para ser minimamente relevante ou interessante. Os desenvolvedores seguiram para um niilismo barato, bem vagabundo.

Espadas de gelo são sempre legais, por mais que não façam sentido algum.

Felizmente para esse tipo de jogo isso funciona, porque ele oferece outros atrativos para manter a atenção do jogador durante suas aproximadas 10 horas de duração. O foco é com certeza a mecânica de jogo, exploração e os desafios, que são maiores no inicio do que no fim.

Você pode até procurar profundidade e filosofia na proposta narrativa de Mortal Shell, mas acredito que só vai encontrar insatisfação e até um leve desapontamento, pois aquilo poderia realmente ser algo interessante e melhor desenvolvido.

Jogabilidade

Mortal Shell usa a base de qualquer Souls para entregar um combate divertido e desafiador. A melhor parte é que diferente de outros jogos ele tem mecânicas de comabate únicas e usa o parry de uma forma mais interessante que os prórpios jogos da From Software.

A mecânica mais importante do jogo e a que realmente faz diferença se bem utilizada é a de enrdurecer, ou Harden. Ao invés de um escudo, em Mortal Shell você vai precisar aprender a endurecer no momento certo para revidar os inimigos ou evitar danos. O L2 ou LT serve para você usar essa habilidade que tem um Cooldown de 10 segundos, e assim que você endurecer pode ficar até ser atingido nesse estado. Você pode combinar isso com golpes e até combar inimigos usando o sistema que na minha visão é o grande trunfo do jogo.

Bonitão pacas.

Outra coisa que é interessante em Mortal Shell, é que o parry serve para ativar algumas habilidades, e dentre elas uma de recuperação de HP. As armas também têm duas habilidades que podem ser usadas utilizando suas barra de determinação que cresce ao atacar inimigos e se defender bem de suas investidas. No começo pode parecer bem dificil, mas com poucas horas de jogo você vai pegar o esquema, tanto da determinação quanto do parry.

O game tamém tem outra coisa interessante, mas que não minha visão ficou meio subutilizada, que é o que dá o nome ao jogo. As Shells, basicamente determinam sua classe, mas elas são tão parecidas entre si que praticamente não vai fazer diferença na forma que você vai jogar. A única Shell que realmente te força a jogar diferente é a mais rápida e com foco em stamina, que se bem usada acaba quebrando os desafios do jogo. Eles tem um sistema de progressão bem simples, mas que também não tem profundidade o suficiênte para trazer grandes mudanças ao combate.

Falando especificamente do combate e desafios, os inimigos e o level design são bem construidos, tendo uma boa váriedade e poucas repetições estratégicas entre eles. O que ficou um pouco a desejar foram os bosses, que na minha visão precisavam ser mais desafiadores. Alguns realmente são dificeis, mas no geral a maioria é bem mais fácil do que chegar neles. O que mais tive problemas no jogo inteiro, foi o primeiro boss que encontrei, o restante matei todos de primeira.

Tem que ter um tempo pra ler também.

Os cenários são lineares, mas tem bons desafios de combate, inclusive alguns com complicações nos cenários, como por exemplos corredores cheios de inimigos e pontes com grandes possibilidades de queda. Pra mim com certeza o combate é o ponto alto de Mortal Shell e tenho grande desejo de ver um segundo jogo desses caras.

Audiovisual

Eu sou apaxionado por Dark Fantasy, inclusive tendo sido um dos principais moptivos para Demon’s Souls chamar minha atenção em 2009. A maior parte das pessoas não gosta muito dessa estilistica, porque além de oprossiva, muitas vezes flerta com um terror grotesco e aterrador.

Mortal Shell foi desenvolvido utilizando a Unreal Engine e seguindo essa linha artistica que tanto gosto. O resultado é um jogo com visuais excelentes para meu gosto pessoal. Os ambientes são desagradavelmente bem ambientados, todos os cenários do jogo têm uma atmosfera prórpria e o silencio que acompanha a exploração é mais um plus, principalmente para promover a tensão que as invariáveis mortes vão trazer durante sua jogatina.

Mortal Shell poderia não fazer nada pelo gênero que ainda assim iria se destacar como obra audivisual. O jogo é lindo, tem cenários e ambientes muito bem construidos além disso usa sua excepcional trilha sonora muito bem no decorrer do jogo. Na minha visão é o Soulslike que mais se assemelha ao que vemos nos jogos do Miyazaki, criador da fórmula Souls. Os criadores do jogo sabiam bem o que estavam fazendo.

A arte do jogo é bem legal.

Joguei Mortal Shell ano passado no PC, era relativamente pesado, precisando de uma configuração de PC mais moderna para cravar nos 60 FPS. No PS5 que foi a versão que joguei recentemente, o jogo ficou lindo e estável, então acredito que tanto o Xbox Series, quanto o PS5 sejam alguns dos melhores lugares para poder aproveitar o game.

Conclusão

Já havia jogado Mortal Shell em seu lançamento no PC, e com certeza foi um jogo que gostei. Essa segunda jogada procurei diversificar mais meu estilo, mas o jogo não te dá tantas opções e acabei jogando praticamente do mesmo jeito que a primeira vez.

No PS5 foi uma experiência muito boa, com belos gráficos e performance praticamente perfeita. O jogo dura algo entre 8 e 12 horas para quem tem mais experiência no estilo de jogo, e deve durar algo em torno de 15 para iniciantes. O combate é bom, os cenários são interessantes e diversos, a única reclamação que posso fazer são que achei os bosses bem abaixo do desafio geral do jogo.

Se você gosta de Soulslikes, Mortal Shell com certeza é o que mais se assemelha em termos de atmosfera e ambientação dos jogos da From Software. Por ser um indie acredito que existam aberturas para melhorias e tenho certeza absoluta que um provavel segundo game seja ainda melhor e mais autêntico.

No PC o jogo tem um preço que considero justo, mas nos consoles recomendo uma promoção que provavelmente virá em breve, de toda forma deixo minha recomendação para quem gosta do gênero ou desafios.

Pros

• Gráfico, arte e trilha sonora excepcionais;
• Sistema de combate com nuances únicas;
• Level design e cenários bastante inspirados;
• Atmosfera e ambientação muito bem construidas;

Contras

• Poderia ter chefes mais desafiadores;
• Poucas armas e estilo de jogo;

Danilo Morim
Últimos posts por Danilo Morim (exibir todos)

Comment here