Análises

Earth Defense Force: World Brothers

9
EDF! EDF! Vamos salvar a Terra desses insetos malditos! EDF! EDF!

Os soldados mais emblemáticos do nosso planeta se juntam para destruir insetos gigantes! Você é um brother ou uma sister? EDF!

EDF! EDF! Que saudade que eu estava dessa série tão doida! Earth Defense Force: World Brothers traz novas ideias para uma franquia que sempre teve como proposta a diversão descompromissada.

Para quem não conhece Earth Defense Force irei dar uma breve explicação. Essa série foi criada como parte de uma série de jogos de orçamento baixo lá em 2003 chamada de Simple 2000 series e ainda nem carregava o nome que é conhecido atualmente. Provavelmente nem a editora D3 Publisher botava fé no título e no fim acabou que uma legião de fãs passou a adorar a ideia insana do jogo onde defendemos a Terra de insetos gigante e com isso Earth Defense Force foi criado… é, basicamente isso mesmo.

A Terra não é plana e nem redonda, ela é quadrada!

IRMÃOS MUNDIAIS

A melhor parte da história na série Earth Defense Force é que não tem história. O mundo está sendo invadido por insetos gigantes e é isso aí, quem precisa de mais explicação? Nós somos soldados da EDF e durante as missões podemos recrutar diversos “brothers” das mais variadas nacionalidades para ajudar na salvação do planeta. Sem sombra de dúvidas essa é a parte mais engraçada do jogo, pense nos estereótipos mais absurdos que você pode imaginar, vou dar alguns exemplos:

  • O inglês é um guarda real com aqueles chapéus enormes
  • A brasileira é uma sambista
  • O americano é um texano com AQUELE sotaque
  • O japonês é um ninja
  • A chinesa é uma lutadora de kung-fu que só pensa em dinheiro
Olhando assim parecem LEGO, né?

Deu para ter uma ideia, né? E claro que cada um deles possui uma arma que “meio” que corresponde ao que ele representa e infelizmente a sambista não tem uma arma que invoca um carro alegórico! Quem sabe no 2?

DIVERSÃO MUNDIAL

Antes de começar a destruição em massa, você precisará montar seu time. Ele é composto de até 4 “brothers” e isso acaba sendo o maior diferencial desse jogo em relação aos demais pois podemos ter uma equipe composta das mais variadas classes, fazendo com que fique até mais divertido a experimentação. Por exemplo, nos demais EDF que joguei, onde só dava para escolhar uma classe por fase, eu costumava ficar com apenas uma pela simples razão de que queria me tornar eficiente com ela, já em World Brothers podemos trocar de personagem com um apertar de um botão, captou a mensagem?

Qual o tamanho da sua vontade de jogar uma bomba nessa aranha?

Espero que os próximos jogos da série adotem esse esquema, me acostumei demais em ficar trocando entre Rangers e Wing Divers conforme a necessidade aparecia. Após escolher seu time e suas armas, basta embarcar em uma das mais de 50 missões que o jogo oferece. As missões consistem basicamente em matar tudo que vê pela frente em cenários insanos baseados em localidades do nosso planeta.

Pense num negócio divertido e multiplica por 200, você terá World Brothers. A simplicidade do jogo é algo que seria normal nos anos 90, mas hoje em dia parece que temos uma necessidade de que todo jogo precisa ter uma super história e exposição antes de qualquer coisa acontecer. Aqui é completamente diferente, munidos de controles super precisos nós devemos apenas salvar a Terra e mais nada! Poucas coisas na vida são tão prazeirosas quanto explodir dezenas de insetos gigantes usando uma arma completamente sem sentido e depois sair voando para cima de um prédio só para observar o caos.

Está vendo esse prédio enorme? Pode destruir ele inteirinho se quiser! Não se preocupe, está totalmente evacuado.

Ah, o jogo também permite multiplayer local e online, quando pensamos que o jogo não consegue ficar melhor ele fica! EDF! EDF!

VOXELS MUNDIAIS

O aspecto que mais me intrigou nessa versão é quanto ao seu visual, diferente dos jogos anteriores que eram 100% poligonais, aqui temos um EDF totalmente construído com Voxels… o que seria isso? Um voxel é uma unidade de informação gráfica que define um ponto no espaço tridimensional. Como um pixel (elemento de imagem) define um ponto no espaço bidimensional. Sei que não é uma boa explicação, porém serve por hora. O jogo tem um aspecto que lembra um pouco Minecraft, mas muito mais charmoso.

Com o Wing Diver você poderá ter uma ideia melhor do que está acontecendo!

Claro que não se trata de um produto com gráficos insanos e a série sempre ficou bem longe de buscar isso, mas a ideia é trazer um aspecto mais cômico para o jogo e que também permitisse destruição dos cenários. Tudo isso rodando a 60 quadros por segundo na versão PlayStation 4, que foi a escolhida para essa análise. Pelas imagens você na hora consegue captar a ideia.

A parte sonora é bem competente, com uma dublagem super engraçada e músicas animadas, nada de super especial. Você vai rir bastante com o texano falando besteira, tente prestar atenção nele quando for a hora certa.

VEREDITO

Digo e repito, o mundo dos jogos precisa de mais produtos como esse, um jogo de ação super simples que não precisa de um investimento de tempo enorme para simplesmente destruir insetos e que diverte muito, mas muito mesmo. Earth Defense Force: World Brothers me trouxe de volta para uma época mais simples, onde a diversão era a coisa mais importante de um videogame! Mas sem deixar de ser moderno, né? EDF!

Pros

  • Não tem história.
  • Que tal um jogo onde podemos usar um lança-chamas enorme contra insetos maiores que uma casa? Pois é.
  • E isso tudo de dois jogadores? Então…
  • EDF!

Contras

  • Não tem história… bem, alguns jogadores podem sentir falta disso.
  • Podia ter uma explicação melhor na parte de customização, algumas informações são confusas.

David Signorelli
Últimos posts por David Signorelli (exibir todos)

Comment here