Análises

Ender Lilies: Quietus of the Knights

10
Desejamos conhecer o amor, desejamos ser amados.

Ender Lilies é a surpresa mais emocionante que eu já experienciei esse ano, sem dúvidas.

Aaah, as belíssimas joias ocultas que surgem… quase o tempo todo ultimamente, nunca paro de me impressionar com a quantidade de jogos bons que tem saído nesses últimos anos (já falei isso em outra análise, né?), mesmo nesses tempos difíceis, as desenvolvedoras estão dando tudo de si.

Não diferentemente do que aconteceu com o maravilhoso, saudoso, Ender Lilies: Quietus of the Knights para o Nintendo Switch, que está também disponível para PlayStation 4/5, PC e Xbox em breve.

Porque eu estufei o peito para falar desse jeito? Porque é um jogão mesmo. Desenvolvido por uma empresa indie japonesa, a Binary Haze Interactive, o time mandou benzásso na construção desse universo tão bonito porém melancólico, tão cheio de tristeza, porém com faíscas de esperança.

No melhor estilo metroidvania, vem comigo que hoje tem!

ACORDE, SACERDOTISA BRANCA.

A trama de Ender Lilies está entorno de um súbito ataque ao reino de Land’s End, algo que chamam de Blight, uma espécie de maldição causada por uma chuva maligna que transforma seres vivos em bestas sedentas por sangue e destruição. Os que se mantiveram mais fortes também foram contaminados no final das contas, mas retiveram sua humanidade nos últimos momentos através do ato de purificação.

As cut-scenes são super bonitas, trabalho artístico fenomenal.

Lily, nossa heroína, pertence a uma linhagem de sacerdotisas que tentaram conter com todos os esforços esse terrível destino, porém, no fim, não obtiveram sucesso, restando apenas Lily e a sacerdotisa da Fonte. Nossa viagem por esses cantos desolados é justamente para realizarmos purificações do que restou destas almas corrompidas, e no processo, tentar reverter essa realidade.

Com muito mais profundidade do que o jogo conta no curso normal, durante as explorações iremos encontrar cartas, escrituras, mensagens deixadas por pessoas espalhadas pelo reino em seus últimos momentos. Essas mensagens, além de enriquecer com informações sobre as localidades do game, elas contextualizam muito as intenções dos chefes principais, fazendo com que o jogador compreenda o que se passou com ele antes de ser tomado pela loucura, algumas delas conseguem arrancar lagrimas só na transição de uma forma para a outra. Experiência própria!

COME TO ME, MY NOBLE EINHERJAR! …ou algo assim!

Quem pegou a referência, hein, hein?? Não é por acaso que usei a frase de Leneth, de Valkyrie Profile! Em Ender Lilies, nossa heroína não dá um tapa se quer (diferente de Leneth, que desse o cacete mesmo), mas sim com a ajuda das almas que ela purificou enquanto corria por aí.

Cuide com os ataques a distância deste primeiro boss!

Nosso primeiro companheiro é o cavaleiro de espada, Umbral Knight, que pode desferir combos de até 3 hits inicialmente. Posteriormente, todos os chefes principais e sub-chefes (aqueles que tem uma barra de HP grande no canto inferior da tela), poderão ser purificados e utilizados em combate, customizando em até duas paletas de 3 botões, Y, X e A respectivamente, e mudando para a segunda combinação ao apertar o R… assim que conseguir o recurso para isso, claro.

Nem todos as almas purificadas servem apenas para a batalha, muitas delas darão acesso a locais obstruídos ou plataformas distantes de serem alcançadas normalmente.

Minha recomendação é sempre pegar e experimentar o que cada uma delas faz antes de se aventurar por aí com algo desconhecido, principalmente próximo de um save point para recuperar os usos (Algo como um MP individual de cada alma.).

Agora que abordamos como lutar, vamos falar das lutas em si. As batalhas são bem difíceis, é praticamente impossível ir na base do Rambísmo para terminar esse jogo. A seleção das almas corretas, dos artefatos, da sua habilidade para se esquivar são mandatórias para se ter uma chance contra os desafios impostos aqui, digo isso enquanto exploração das dungeons e principalmente nas batalhas de chefe. Já jogaram Dark Souls? Então, dá uma pisada fora da linha para a gente testar um negócio aqui.

A maior prova de habilidade de esquivar que será posto contra você.

Aprender a se esquivar é muito importante. Enquanto está na janela de esquiva, Lily fica invulnerável por instantes e isso é o que fará você encontrar brechas em uma horda de inimigos ou quando um boss desferir um golpe que acerta a tela toda, tome sempre cuidado para não ficar encurralado em paredes principalmente.

O REINO DO FIM.

Ender Lilies é um jogo pouco linear, você pode optar por rotas alternativas para ir concluindo efetivamente alguns objetivos da maneira que desejar. Claro que muitos locais são acessíveis apenas após adquirir uma habilidade específica, mas o jogo lhe permite escolher a forma que vamos avançando pelas dungeons.

Esse é cenário mais legal na minha opinião, gosto da música também.

O que muito me agrada são algumas facilidades de interface, principalmente as que ajudam a saber quando completamos de coletar tudo em uma determinada sala, transformando a sala que estamos no mapa de azul para amarelo quando concluímos a localidade. A própria navegação também é muito intuitiva e prática, com os fast-travels bem espalhados pelo jogo todo.

Uma dica que eu deixo aqui nessa análise é, sempre que possível, conclua as salas nas fases, muitos recursos como relíquias (acessórios que concedem diversas melhorias de atributos), artefatos que aumentam seu HP, slots para equipar seus acessórios, poder de regeneração e etc estão escondidas nos cantinhos.

Esses atributos são melhorados independentemente do nível do seu personagem, então a exploração é super necessária. Subir até o level 100 ajudará mais para aumentar seu poder de ataque e defesa, que nem assim acabam sendo tão determinantes para aguentar os solavancos da oposição.

O jogo pode ser curtirdo em PT-BR!

Não menos importante, mas cada espírito que recrutamos tem a possibilidade de serem evoluídos em até 6 níveis, níveis que além de aumentar o dano causado, aumentam também a velocidade de execução dos golpes ou aumento de quantidade de projéteis lançados caso utilizemos um espirito que ataque a distância.

Até onde consigo me recordar, Ender Lilies tem cerca de 10 dungeons com diversos caminhos que se interligam de maneira muito bem feita e inteligente. Acaba sendo maçante no início por ser muito difícil, mas para perto do final do jogo, Lily está forte demais e praticamente voa pelas áreas afim de recolher o que ficou para trás, então haverá sim back-tracking, mas garanto que o fator surpresa é bem recompensador.

ENTRE O PIANO E A ESPADA.

É impressionante o que a galera do departamento artístico conseguiu fazer, kudos principalmente a trilha sonora e o design das fases, o que conseguiram fazer com esse jogo é notável mesmo.

Os cenários são desenhados no mínimos dos mínimos detalhes, sejam eles em cenários de um vilarejo em ruínas com portas, livros, cacos no chão, ou um laboratório de pesquisa alquímicas com centenas de quadros, candelabros, e até mesmo uma cripta rodeada de ossos em todo lugar com uma iluminação dourada muito bonita, um verdadeiro colírio, isso tudo sempre agregará positivamente para o fator de querer conhecer o que está na próxima sala.

Além da animação dos personagens do jogo que muitíssimo bem feita, algo no estilo cut-out que foi muito bem executado, diga-se de passagem.

A respeito da trilha sonora, ela harmoniza perfeitamente com a temática do game; melancólica, sutil, triste com uma pitada de esperança. A música Bulbel, dos créditos do game é linda demais.

A banda indie japonesa, Mili (https://twitter.com/ProjectMili) já é meu novo vício musical, e em colaboração com o mestre Keiichi Sugiyama que realizou trabalhos até mesmo em Evangelion e Silhouette Mirage, é de arrepiar de fato.

Chorei foi é pouco com essas pós cenas.

A UNIÃO, O CONFRONTO FINAL E O QUE O DESTINO RESERVA.

Ender Lilies é um RPG ação que tem 25~30 horas de duração para concluir por inteiro, fazer o verdadeiro final (3 finais possíveis), pegar todas almas e explorar o reino de cabo a rabo. Algumas pessoas podem demorar um pouco mais que isso, mas não chega a ir muito além.

É de fato um dos melhores games da atualidade pra mim, sem dúvidas, muito bem escrito, desenvolvido, com as coisas tudo no lugar, com as batalhas e mecânicas montadas com carinho e apreço, Ender Lilies é uma experiência bem única e hoje em dia pode ser curtida em todas as plataformas da geração atual, então não é desculpa mesmo para ninguém não jogar essa obra prima.

Difícil mesmo eu apontar um único defeito nesse jogo, nada de pune, nada te estressa, é uma aventura gostosa demais onde tudo o que pode ser feito nesse jogo é recompensador e interessante. Recomendo sim, óbvio, e gostaria de saber a opinião de quem concluiu o jogo para discutirmos um pouco além.

Pros

Jogabilidade de primeira, sistema de batalha simples e gostoso.

Enredo nota 10, conclusão maravilhosa e satisfatória.

Tudo serve um propósito no game.

A música do encerramento.

Contras

Que contras?

Comment here