Análises

Cotton Reboot!

8
A bruxinha Cotton está de volta!

Fãs de jogos de "navinha" fiquem de olho, Cotton Reboot! é diversão garantida para a galera que curte esse gênero tão amado.

Irei começar essa análise dizendo que, apesar de ser o primeiro jogo da série que de fato joguei, não é a primeira vez que vejo esse nome. Lembro vividamente de ver análises e prévias de jogos Cotton em revistas durante os anos 90 e por alguma razão sempre me chamou a atenção.

Isso tudo porque se tratava de um jogo de “navinha“(usarei esse termo por ser mais conhecido por essas bandas) só que ao invés de uma nave qualquer, era uma bruxinha fofa voando em sua vassoura mágica! Que por culpa disso meio que criou o “gênero” Cute ‘em up, que fica complicadinho de traduzir.

Uma das cenas entre fases do jogo, como sempre Cotton sendo ambiciosa!

Enfim, Cotton Reboot! é como o nome diz, um recomeço da série. Foi desenvolvido pela BEEP e publicado por ININ Games, essa análise foi feita como base a versão de Nintendo Switch, mas o jogo também foi lançado para PlayStation 4.

E LÁ VAMOS NÓS!

O jogo conta com uma historinha bem carismática que sempre rola entre as fases e normalmente é alguma cena engraçada envolvendo Cotton e a sua companheira-fada chamada Silk, como são bem curtinhas recomendo assistir.

Dentre os modos de jogo principais temos o modo Arranged e o modo X68000 que para quem não sabe, é o nome de um computador da Sharp que recebeu o Cotton original. A jogabilidade de ambos é praticamente identica, tendo como maior mudança a parte visual e sonora.

O cenário de fundo fica gigando conforme percorremos ele, super imersivo.

Então pessoal, o controle da nossa bruxinha é maravilhoso, responde super bem e você conseguirá realizar todas suas proezas “navísticas” com bastante facilidade. Eu recomendo usar o controle analógico nesse jogo pois dá a impressão de uma precisão maior e olhe que joguei a vida inteira esse tipo de jogo com o digital.

O jogo em si é aquele clássico do gênero, destrua tudo que vier pela frente e vá coletando tudo que não seja fogo inimigo, o que é mais fácil falar do que fazer. Eu me diverti horrores com esse jogo, sua simplicidade nos transporta para uma época mais simples da vida onde os jogos não tinham a pretensão de serem ultra-grandiosos e sim aquela velha emoção de um jogo arcade.

Nem sempre iremos só para frente, muitas vezes as fases nos obrigam a descer!

Apesar de ser relativamente curto, o jogo conta com opções de dificuldades variadas que podem aumentar o seu valor, isso sem contar o modo X68000 que é nada mais nada menos que o Cotton original, ou seja, mais diversão para você!

CAPRICHADÍSSIMO

Os desenvolvedores fizeram um baita trabalho na parte visual desse joguinho, hein? Os cenários são todos em pre-render(pense em Donkey Kong Country) e cheios de detalhes, não somente estáticos, mas com bastante movimentação, destaco um dos chefes finais que fica em uma arena circular que possue uma estátua no centro e ela vai girando conforme nos mexemos, dando uma sensação bem bacana de profundidade.

Balrog é um dos chefes do meio de fase, normalmente são bem mel na chupeta.

Não somente isso, mas tanto a Cotton quanto os inimigos também ficaram super bem animados e detalhados. Claro que não temos um produto que faça jus à geração de jogos da atualidade, entretanto consegue trazer algo que agrada os olhos.

A parte sonora também recebeu melhorias, logo no início de cada fase podemos ver um texto dizendo o nome da pessoa que fez o arranjo da música do estágio e a grande maioria está melhor que o original, salvo algumas exceções. A música da última fase para mim é a mais bonita de todas.

É até difícil explicar o que está acontecendo aqui.

VEREDITO

Cotton Reboot! é um jogo que me faz querer voltar sempre para ele, não sei explicar direito, mas tem algo em sua fluidez e carisma que me agrada tanto que não canso de repetir as mesmas fases e quem sabe melhorar meus pontos! Quem gosta de jogo de “navinha” e quer um título super fofo em sua coleção, não perca mais tempo.

Pros
  • Controles precisos e muita diversão com a Cotton
  • Visual super caprichado
  • Músicas arranjadas bem executadas
  • Pacote completo com praticamente dois jogos distintos
Contras
  • Dificuldade baixa pode afastar os mais exigentes
  • Poluição visual em alguns momentos atrapalha o gameplay
David Signorelli

Comment here