Jump to content

Billy Lee Black

Membros
  • Content Count

    16,046
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    42

Billy Lee Black last won the day on November 29

Billy Lee Black had the most liked content!

Community Reputation

2,106 core_reputation_level_5

7 Followers

About Billy Lee Black

  • Rank
    Ethone fool

Informações de Perfil

  • Sexo
    Masculino
  • Localidade
    Metropolis

Métodos de Contato

  • MSN
    dantschiedel@hotmail.com
  • Website URL
    http://
  • ICQ
    0

Game Network

  • Battle.net ID
    DanielST #1378

Recent Profile Visitors

1,476 profile views
  1. Eu esperaria esse comentário de um adolescente revoltado ou baba ovo da cultura estrangeria, mas me impressiona ver adultos com essa mentalidade. Basta lerem os reviews e avaliações do romance em sites estrangeiros e nacionais, amazon etc pra ver como seu comentário é totalmente idiota.
  2. O pessoal lá de fora não achou o nome escroto. E nem o pessoal que leu o romance ou jogou o RPG, visto que, como falei, o nome não foi criado à toa. Faz parte do enredo. Só vocês tiveram preconceito.
  3. O nome tem tudo a ver com o período histórico brasileiro onde se passa o enredo. Mas é aquela né, o mundo se encantou com o romance homônimo, com o folclore e a história brasileiros, mas o povo daqui mantém a postura de tripudiar a nossa cultura, vide os comentários de vocês. Tanto que em entrevista com o autor, já há outros países interessados na publicação do jogo.
  4. Qual o problema do nome? Não entendi.
  5. Bom, é o primeiro financiamento que to apoiando de um jogo digital, então não posso falar muita coisa. Mas já apoiei alguns financiamentos de livros nacionais de RPG e deu tudo certo =D . To apostando nesse por conhecer o trabalho do autor e ser fã dele. Espero que dê certo...
  6. Fala, pessoal. Iniciou recentemente o financiamento do jogo Três Reinos, ambientando no universo de A Bandeira do Elefante e da Arara. O link do projeto é o seguinte: https://www.catarse.me/tresreinos Pra quem não conhece o que é A Bandeira do Elefante e da Arara, trata-se de um um universo de fantasia criado pelo Christopher Kastensmidt e que se passa no Brasil colonial, século 16, e mistura nossa história e nosso folclore. Esse universo começou em uma série de contos que o autor publicou e que depois viraram um romance de mesmo título, que é uma aventura de fantasia que acompanha os protoganistas em suas viagens pelo Brasil enfrentando criaturas e vivendo grandes aventuras. Eu já li o livro e é um dos meus favoritos! O autor pesquisou a fundo a história do Brasil e o nosso folclore. Ele apresenta criaturas que nós muitas vezes nunca nem ouvimos falar. Depois de escrever o livro, o autor criou um RPG de mesa de mesmo nome. Esse RPG inclusive já foi premiado no Ennie, que pra quem não sabe é a maior premiação de RPG do mundo. O jogo eletrônico será baseado no RPG de mesa, inclusive implementando suas regras. Bom fica aí a dica, pra quem se animar a apoiar o projeto. E @LOP, se possível, sugiro uma postagem no site sobre o jogo. Seria legal a VGBR ajudar na divulgação. Eu virei fã do autor. Recomendo demais a leitura do romance. Muitas vezes quando vamos jogar RPG, buscamos inspiração em criaturas da mitologia grega e outras, mas nunca na nossa. E digo pra vocês que as criaturas que existem no nosso folclore deixa qualquer The Witcher no chinelo!
  7. "o Artigo 2, que proíbe jogos violentos" Hahahaha, são tão ignorantes sobre o assunto que nem sabem que esse artigo simplesmente acaba com o e-sport.
  8. Billy Lee Black

    Clube do Livro - VGBR

    Li A Bandeira do Elefante e da Arara. Honestamente, acho que todo mundo deveria ler esse livro. É SENSACIONAL! Basicamente, é uma história de aventura e fantasia na época do Brasil pré-colonial. Sim, parece tosco, mas é muito, muito divertido. O autor mistura as criaturas fantásticas do nosso folclore com a própria história do Brasil. Aparecem criaturas que eu nunca nem tinha ouvido falar e que são fantásticas. A história é sobre um holandês chamado Gerard Van Oost, que resolve vir ao Brasil atrás de aventura. Ele se junta a um escravo, Oludara e saem desbravando o país. É muito legal os choques que ocorrem entre a cultura do Gerard, do Oludara e dos nativos. E os personagens são muito carismáticos. Ps: inclusive o autor criou um jogo de RPG de mesa baseado nesse universo do Brasil pré-colonial fantástico e é muito legal também
  9. Billy Lee Black

    O que você está jogando ultimamente?

    Passei só pra dizer que esse jogo é um lixo. É o típico pega trouxa de celular, onde os gráficos e as músicas te atraem pro jogo, mas o jogo em si é altamente repetitivo e chato e pra se desbloquear os cavaleiros tem que gastar dinheiro. Ao menos, kudos por usarem a trilha original do anime e isso de fato ficou bem foda!
  10. Billy Lee Black

    A indústria de consoles venceu a pirataria?

    Não posso fazer esse julgamento hoje. Eu pirateava quando moleque não porque era fácil, e sim porque eu tinha muito tempo pra jogar e não tinha dinheiro pra bancar vários jogos originais. Hoje eu tenho dinheiro e não tenho tempo pra jogar, então compro poucos jogos e compro original. Tem que ver a situação da molecada hoje em dia.
  11. Billy Lee Black

    O que você está jogando ultimamente?

    Qual Saint Seiya?
  12. Billy Lee Black

    O que você está jogando ultimamente?

    Eu ando jogando bem pouco. Fiquei quase uma semana sem ligar meu notebook. Jogo de vez em quando o Overwatch (melhor multiplayer já feito até hoje IMHO), que ficou 100% melhor depois que implementaram a fila por função e ando jogando o Lord of The Rings The Card Game na Steam, jogo difícil bagarai! Fora isso, migrei 80% das minhas jogatinas pro mundo analógico. Ando jogando bastante jogos de tabuleiro e RPG de mesa.
  13. Billy Lee Black

    Clube do Livro - VGBR

    Voltei a jogar RPG de mesa com força. E, curiosamente, isso acabou atiçando minha vontade de ler livros famosos que certamente me ajudarão a mestrar melhor. Recentemente: 1) Li O Caso dos dez Negrinhos da Agatha Christie. É imperdível! Ela é considerada uma mestra do suspense não à toa. A criatividade dela é absurda! História e narrativa completamente envolventes, com final surpreendente! 2) To quase acabando o primeiro volume do Conan, O Bárbaro, lançado por aqui pelo Pipoca & Nanquim. SEN-SA-CIO-NAL! O Robert Howard era um escritor à frente de seu tempo. A exploração da marca Conan continua forte até hoje não à toa. O escritor era realmente muito foda! O livro é composto de vários contos que são independentes entre si, e cada um conta uma aventura ou situação vivida por Conan, com começo, meio e fim. O cara descreve direitinho as cenas e os combates. Parece que você tá assistindo tudo de camarote. Pra quem curte essas histórias de aventura e fantasia, Conan é realmente imperdível! E fiquei chocado em saber que o autor escreveu os contos quando era muito novo ainda. Ele morreu cedo, com 30 anos...
  14. Billy Lee Black

    O que você está jogando ultimamente?

    Bom saber. Ele tá na minha lista de desejos. Colocarei no topo
  15. Billy Lee Black

    Séries

    Deixa passar mais umas temporadas. Daí quando acabar vocês me dizem se valeu a pena. Terminei a segunda temporada de Blindspot. Ficou bizarro, porque encerraram todo o objetivo da série. Mas no final inventaram um gancho nada a ver pra próxima temporada. Ficou a sensação de que a série fez sucesso e a produtora mandou: "Inventem qualquer coisa ae, bora estender a parada por mais algumas temporadas pra ver se lucramos mais."
×