Jump to content
vgBR - Videogames Brasil

Lockhart

Membros
  • Content Count

    585
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    3

Everything posted by Lockhart

  1. Lockhart

    NIER AUTOMATA | Tópico oficial

    Já garanti minha cópia, mas ficará lacrada até eu terminar Zelda. A ideia era retomar Horizon e só então partir pra Nier, mas como parece que o jogo é verdadeiramente um "Nier 2" e não apenas um hack and slash competente da Platinum, vai ser bem difícil segurar. Nier foi uma das experiência mais gratificantes que eu já tive jogando VG´s, talvez "a mais" da geração passada.
  2. Lockhart

    The Legend of Zelda: Breath of the Wild

    É só considerar os veículos e avaliadores sérios e não cair no "clickbait", a exata média final não representa absolutamente nada. De qualquer forma, não li os reviews neutros, mas, pra mim, a surpresa maior até agora foi terem demorado tanto pra sair. O jogo é maravilhoso para 90% dos jogadores, mas não é universal, consigo facilmente imaginar pessoas que não irão se encantar tanto assim com o novo capítulo da série. Horizon não subiu, sempre se manteve nessa exata média, mas, como disse acima, a média pouco importa, Zelda recebeu 10 da maioria esmagadora dos bons veículos de comunicação, enquanto Horizon se manteve com uma média próxima a nove. É exatamente a nota que os dois merecem, querendo ou não os haters ignorantes de um lado ou de outro.
  3. Inicialmente estava na minha lista de day one, mas com Horizon, Nier, Zelda e Persona 5 eu me vi obrigado a fazer sacrifícios, sobrou pro Andromeda. Mas com certeza jogarei cedo ou tarde, será um dos grandes destaques deste ano histórico.
  4. Bomberman foi título de lançamento. Outros dois bons títulos que já saíram pro Switch são Shovel Knight: Specter of Torment e Fast RMX.
  5. Lockhart

    Games que largamos no meio.

    Mas o que vai sair é o principal, aquele que realmente importa. Esses exclusivos de PS4 são requentados, o único conteúdo exclusivo nesses jogos é o KH 0.2: A Fragmentary Passage, presente no KH 2.8, dizem que é ótimo, mas bem curtinho.
  6. Lockhart

    Ni-Oh

    Os gráficos foram sacrificados em prol da performance. Que venham muitos jogos "feios" desse jeito. Lembrando que tem um modo "graficaum", mas não tenho ideia se o jogo fica muito mais bonito nele.
  7. Lockhart

    The Legend of Zelda: Breath of the Wild

    Todos os veículos sérios já compararam e afirmaram que as versões são muito parecidas, mas a do Switch é sim um pouco superior, nada mais natural. Que infantilidade isso de "o meu tem que ser o melhor".
  8. Lockhart

    Games que largamos no meio.

    Por esse motivo eu considero o Arkham Asylum o melhor Batman da Rocksteady. Eu largo MUITA coisa, principalmente jogos que deixei passar e compro muito tempo depois no PC a preço de pinga pra dar uma chance. Mas os únicos que me marcam são os que eu pego day one e abandono, pois é algo bem raro de acontecer, nesta gen foram dois: Xenoblade X e Metal Gear Solid 5.
  9. Brinquei um pouco com os dois, mas infelizmente não gostei de nenhum. Reconheço a "grandiosidade" de Battlefield 1, é um jogo maravilhoso e intenso, mas a temática não é pra mim, me arrastei durante uma hora e meia/duas e não tive saco pra continuar. De qualquer forma, eu adoro esse benefício da Gold, foi assim que eu terminei Halo 5 e me acabei de jogar Overwatch e Rocket League.
  10. Lockhart

    NIER AUTOMATA | Tópico oficial

    Só no Japão, único lugar onde o jogo foi lançado, e vendeu muitíssimo bem, liderou a semana com 200 mil unidades. Acho que é mais do que o triplo comparando com o Nier original.
  11. É o velho apocalipse, começou em 2004 com o DS. Não tinha nem que ter nascido, mas conseguiu sobreviver por mais de dez anos, é muito irreal rsrs Estranha a notícia, visto que o WiiU já não tinha mais essa limitação, mas parece que haverá sim outros meios para adicionar amigos. Primeiros meses de console novo é isso, muitas funções úteis ainda não habilitadas.
  12. Assim que o ágio diminuir, mas não estou roendo as unhas. Zelda jogarei no WiiU e o próximo título obrigatório pra mim (Mario) só sairá no final do ano.
  13. Lockhart

    NIER AUTOMATA | Tópico oficial

    Tomara que continue, mas até agora não saiu a nota de nenhuma publicação relevante (já gostei muito da RPG Fan), acho que a tendência é se aproximar de Horizon e Nioh. De qualquer forma, independentemente da média, é mais um jogão neste puta ano histórico, só espero que seja jogão tipo "Nier" e não do tipo "Bayonetta" (que eu também amo, mas quero um RPG). Segundo os primeiros reviews parece que é um mix muito bem feito dos dois.
  14. Lockhart

    Horizon Zero Dawn - Crítica

    Pra mim é o jogo mais bonito já lançado e um dos poucos que deixa evidente o salto das gerações, mas sim, é um "pseudo open world", dois dias jogando e já abri quase 1/3 do mapa. Pra mim é um ponto positivo, pois o jogo te direciona bem para as coisas e eu não curto excesso de liberdade e foco absoluto na exploração, como Skyrim e Xenoblade X. Jogo da geração pra mim até agora, a parte irônica é que muito provavelmente o título não irá durar nem uma semana hehehe
  15. Lockhart

    Pre - Order...é assim que deve funcionar:

    Jogo nacional popular sai muito mais barato no grande varejo, Amandinha. Sony e MS lançam jogos baratos até no day one. Para as outras empresas tem que esperar um pouquinho, mas em menos de um ano você consegue por 100 ou até menos. Não compensa comprar jogos de PS4 e Xone no pequeno varejo (bigboy, izzy etc), muito menos "apelar" para o mercado cinza de São Paulo. WiiU é outra história, já que somos obrigados a importar os jogos. FFXV mesmo teve gente que conseguiu por 150 na preorder. Eu, imbecil, fiz na Saraiva pra garantir o DLC A King's Tale, hoje o jogo está disponível pra qualquer um...
  16. Lockhart

    Pre - Order...é assim que deve funcionar:

    Sim, recebi o jogo na segunda feira (dia 27). Acho que o submarino enviou na sexta não imaginando que a transportadora contratada iria trabalhar na segunda. Aconteceu outra coisa inusitada também, vieram dois códigos de R$ 20,00 dentro da caixa, ganhei 40 \o/
  17. Mês muito bom, principalmente pra quem tem os três consoles. Tearaway e Severed estavam na minha lista de desejos. Sempre tive vontade de experimentar a série EDF também, parece divertida.
  18. Mais fácil darem o hardware de graça (subsidiar já é bem comum). O dinheiro vem do software (jogo em si, DLC´s e microtransações) e serviços, como Gold e Plus. Esse Xbox Game Pass é mais um serviço e a ideia, apesar de ultra simples, é incrivelmente genial. A MS está bem menos perdida do que as pessoas imaginam, mas ela sabe exatamente o que dá dinheiro e, infelizmente, a estratégia nem sempre vai ao encontro do gosto dos jogadores tradicionais.
  19. Lockhart

    Horizon Zero Dawn - Crítica

    Recebi o meu ontem (Submarino está de parabéns). As primeiras impressões são muito boas, muitas opções de comandos, mas tudo é bem intuitivo e funcional. Por enquanto meu destaque fica pra concepção artística, que mundo maravilhoso, periga ser o mais bonito da geração até então. Não pretendia começar agora, pois nada vai fazer eu adiar Zelda, mas o jogo chegou bem no meio do feriadão, aí quebrou minhas pernas hehe
  20. Lockhart

    Ni-Oh

    Exatamente. Apesar da probreza dos cenários em comparação coma série Souls, os 60fps transformaram a experiência de jogar Nioh em algo muito mais agradável. Souls 2 e 3 no PC devem oferecer uma experiência ainda melhor, mas acho que o justo é comparar com as versões base. Nos consoles, considero Nioh um jogo melhor.
  21. Lockhart

    Ni-Oh

    Depois de quase 15 dias internado jogando só velharia no raspberry eu finalmente retomei Nioh. Matei o cachorro elétrico ontem, achei o mais fácil dos três chefes até agora. A segunda área é muito meh, mas essa terceira do cachorro é linda, espero que continue pelo menos nesse nível. Estou amando o jogo, mas provavelmente encostarei quando o Horizon chegar, depois tem Zelda e Persona 5 em sequência, que são prioridades absolutas. Jogarei o máximo que conseguir agora, mas depois só vou retomá-lo lá pra maio/junho.
  22. Acho a diferença bem pequena considerando o mês de novembro de 2006 até março de 2010 do PS3 contra novembro de 2013 até março de 2017 do PS4. Também acho que o PS3 estava melhor, mas bem de leve.
  23. Tem seus defeitos, como todos os VG´s da história tiveram, mas se distanciou bem dos concorrentes nos últimos meses. Hoje é, sem sombra de dúvida, o melhor console do mercado, se você gosta do PS3 pode pegar o 4 sossegado. Ele demorou um bocado a engrenar (igual seu antecessor), mas pegou no tranco de vez.
  24. I am Setsuna tem um enredo melancólico e deprimente, são raríssimos os momentos de humor durante o jogo. De verdade, se Setsuna é infantil eu não consigo visualizar um JRPG adulto, talvez Koudelka e Shadow Hearts original. Eu não me incomodo com jogos infantis quando a história é despretensiosa, agora joguinho adolescente que se leva a sério me deixa com muita vergonha alheia (e, assim como os JRPG´s atuais, a maioria esmagadora dos jogos ocidentais entram nessa lista também).
×