Jump to content
Christian

Não adianta fazer nada

Recommended Posts

Fiquei um tempo pensando se compartilhava isso ou não. Uma amiga fez um post no Facebook e dei uma resposta pra ela. Só que a resposta acabou ficando maior do que eu imaginava e acho que consegui, ao menos uma vez na vida, me expressar direito.

O post dela foi sobre o caso do Rio, que o médico foi morto a facadas. Aí ela termina perguntando o que a gente pode fazer pra melhorar as coisas.

Vou colocar em spoiler o post original dela, e abaixo minha resposta.

As pessoas que são a favor da redução da maioridade penal dizem que prendendo a "molecada" onde os "grandes" estão, vai fazer com que eles desistam dessa vida e criem um trauma, pois se já são adultos para matar, são adultos para assumir seus atos como todos os outros.

As pessoas que são contra a redução da maioridade penal dizem que na realidade, o que necessitamos é de uma modificação mais profunda, mudar o país, a educação primordialmente, pois com a devida educação "o sujeito não será produto do meio".

Os dois argumentos tornam-se para mim totalmente inválidos, visto que, mudar o país é uma concepção calculada de forma longínqua, algo que levaria anos, séculos talvez para uma modificação efetiva e relevante, ou seja, enquanto isso, vamos aceitando. No entanto, jogá-los em uma cela lotada de criminosos mais velhos só fará com que eles aprendam ainda mais a "arte da criminalidade", pois lá terão contato com homens de todas as "alas criminais", além de apenas aumentar o ódio, a raiva, já que nossas prisões não são lugares para reflexão e reabilitação de criminosos. Nossas prisões são somente uma fonte de depreciação humana justificada em atos, falhas, ou apenas, "produtos do meio".

Sei que pode parecer um pouco sensacionalista, mas para mim, a prisão nada mais é que uma sentença de morte lenta, produtora de ódio e crueldade. Nada mais é do que uma escola de "anti humanização". Nada mais é do que jogar a poeira para debaixo do tapete. Mudar o país é o sonho de todos nós, mas na realidade, o que efetivamente você, eu ou todos nós estamos fazendo para modificar o futuro do nosso país?

Escrevendo uma postagem como eu no facebook?
Lendo uma postagem como você no facebook?

Olha... Se fosse a uns meses atrás eu diria "eu pesquiso pra cacete antes de votar, procuro saber quem quer fazer um trabalho sério, procuro currículo de candidatos, etc" mas ando tão decepcionado que nem isso mais tenho vontade de fazer. Sempre fui o "nerdzão" da família, as pessoas sempre perguntavam pra mim qual o melhor candidato que eu achava.
Só que esses tempos parei pra refletir: nos últimos 10 anos eu não consegui eleger um candidato sequer. Percebi que eu estou é perdendo tempo pesquisando, lendo notícias, vendo discursos, lendo currículos. Quantos dias eu literalmente perdi, nos últimos 10 anos, pesquisando algo que deu em nada?
Mudar o país é sim um sonho, e vai continuar sendo. A mudança infelizmente tem que partir de cima. Os governos precisam usar de maneira eficiente o dinheiro dos impostos. A saúde pública é mais cara que a particular e não funciona. O ensino público é muito caro e não funciona. São gastos milhões e milhões em segurança todos os anos e nada funciona.
As pessoas tendem a votar com mais consciência quando têm maior escolaridade. Com um simples ensino médio as pessoas já têm o poder de analisar a situação e ver o melhor candidato. E é por isso que não se investe em educação de qualidade.
Não é a toa que o Beto Richa, governador do Paraná, não quer PMs com estudo. Segundo o próprio, "uma pessoa com curso superior muitas vezes não aceita cumprir ordens de um oficial ou um superior". Aplique isso ao povo em geral! Um povo sem estudos é um povo que aceita qualquer coisa. E só quem pode prover ensino de qualidade pro povo em geral é o governo.
Logo, não adianta fazer nada...
  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

O erro é achar que é no voto, na escolha dos governantes, que está a raiz do problema. Não é. Mas isso acho que já deu pra perceber.

A mudança é na gente. É não furando sinal vermelho, é devolvendo o troco a mais na padaria. É se educando e questionando tudo, mesmo aquilo com o que, em princípio, concordamos. É educando os nossos filhos e ensinando a fazer o mesmo. A gente tem que fazer pela gente e ajudar quem conseguir.

Achar que tudo depende do governo ou que "o voto é a nossa única arma" é justamente a receita pra manter tudo como está. Por que tu acha que essa ideia é tão divulgada? Justamente porque ela perpetua o que está aí.

O cara vota de quatro em quatro anos e acha que a parte dele já tá feita e agora depende dos outros. E é esse justamente o problema: ninguém assume a responsabilidade por nada, nem pelo próprio sucesso e felicidade. Isso é problema nosso e não é outra pessoa, muito menos o governo, que vai resolver.

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu sou contra a redução da maioridade penal de 18 pra 16 anos. Motivos: Só vai inflar ainda mais presídios que já não tem espaço, vai gerar mais dinheiro pra políticos, vão misturar bandido novo com bandido velho. Quem for rico sai, quem for pobre se fodeu.

Agora, se fosse como nos EUA em que lá, aos sete anos já pode cumprir pena e há prisões pra menores de idade, ai eu seria totalmente a favor, E sem essa de papaizinho rico tirando o filho da cadeia, a menos que queira cumprir a pena por ele. E mais ainda devia ter escola obrigatória pro menor detento.

Aqui se um menor de 16 anos, que possivelmente estivesse ainda na escola, comete um crime, vai preso por 5-10 anos, esse ai é certo que nunca mais volta pra escola. Sem estudo vai votar em quem lhe prometer segurança na cadeia ou a morte de desafetos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

A mudança é na gente. É não furando sinal vermelho, é devolvendo o troco a mais na padaria. É se educando e questionando tudo, mesmo aquilo com o que, em princípio, concordamos. É educando os nossos filhos e ensinando a fazer o mesmo. A gente tem que fazer pela gente e ajudar quem conseguir.

Isso eu já faço. E te falo que constantemente penso "sou muito otário mesmo", mas eu não consigo fazer as coisas erradas. Aqui perto tem um shopping e, logo na entrada do estacionamento tem uma faixa de pedestres. Esses dias minha mulher comentou "você é a única pessoa que eu vejo que para pras pessoas passarem. O resto todo avança sem querer saber se tem gente ou não". Meu pensamento é simples: se eu der uma aceleradinha a mais na subida do estacionamento eu já ganho o dobro do tempo de quem está a pé. Então custa tanto assim esperar 5 ou 10 segundos pras pessoas passarem?

Teve uma vez que eu fui sacar dinheiro no horário do almoço. Já tinha almoçado e tal, passei lá só pra pegar um troco e não ficar sem nada. Cheguei no caixa e tinha R$ 50 lá. Peguei o dinheiro e fiquei perto da porta esperando alguma pessoa com cara de desespero do tipo "acho que deixei meu dinheiro aí". Esperei o resto do meu horário livre, ou seja, 20 min., e nada de aparecer qualquer pessoa. Então fui embora. Agora vem a parte irônica da história: umas 3 ou 4 semanas antes eu tinha perdido R$ 50.

Agora, voltando ao assunto, eu acho que raiz do problema está na educação. E as metas da educação são traçadas pelas pessoas que recebem nosso voto. Não tem como desconectar as coisas. Há um tempinho vi entrevista com um piá de 12 anos que matou um cara na Linha Amarela. Repórter perguntou "você sabe o que acontece com uma pessoa depois que você atira nela?" O piá respondeu "ah... eu acho que ela levanta depois de um tempo e vai embora". Ou seja: ele não faz menor ideia do que faz! E falo a mesma coisa da pessoa que não devolve o troco na padaria: ela não consegue entender que está gerando prejuízo pra pessoa que atende no caixa. As pessoas não se colocam no lugar das outras. Independente de ter 8 ou 80 anos, se você não tem noção do que está fazendo de errado, você vai continuar fazendo as coisas erradas. Não é porque o cara tem 50 anos que ele vai entender que passar o sinal vermelho pode causar um acidente ou acarretar um engarrafamento monstro mais pra frente, quando ele trancar os carros de uma rua que estão diretamente trancando a rua em que ele está.

Anteontem assisti ao filme "O Doador de Memórias" (The Giver). Apesar de eu ter achado o filme bem ruim, a ideia dele é excelente, mas muito mal executada. No filme tem uma hora que o cara dá injeção num recém nascido e mata ele. Minha mulher falou "ele matou a criança!" e falei "claro, ele não sabe o que está fazendo" e ela "como assim não sabe? Todo mundo sabe o que é matar alguém." Eles foram instruídos que aquilo é o certo, que não tem nada de errado, igual o piá de 12 anos. Então ele simplesmente dá a injeção, bota a criança numa caixa e joga no lixo. São instruídos a fazer isso, assim com pai passa pro filho que é certo passar sinal vermelho, o tio mostra que ficar com troco da padaria é legal, priminho mostra que é legal humilhar uma pessoa obesa, e assim vai. O que falta pra essas pessoas? Noção de cidadania. E noção de cidadania só se tem na escola, porque em casa você é a melhor criança do mundo. Principalmente nos dias de hoje, onde todas as crianças são príncipes e princesas.

Falta educação, falta conhecimento.

Edited by Christian

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mas não falei de "quantidade" e sim "qualidade". Tu pode botar uma criança por 8 horas numa sala com um professor bunda e ela não vai aprender nada. Ao mesmo tempo que tu pode botar ela por 4 horas com um professor bom e ela aprender muito.

Por isso, no primeiro post, escrevi "e é por isso que não se investe em educação de qualidade."

Problema é que tu só enxerga a palavra "investimento" e ignora a palavra "qualidade".

Share this post


Link to post
Share on other sites

O que falta pra essas pessoas? Noção de cidadania. E noção de cidadania só se tem na escola, porque em casa você é a melhor criança do mundo. Principalmente nos dias de hoje, onde todas as crianças são príncipes e princesas.

Eu discordo dessa parte. Eu acho que a escola não serve pra dar educação. Pra mim escola é pra transmitir conhecimento, informação.

Educação, moral, ética, você aprende muito mais "na vida", observando o mundo a sua volta, e desde muito cedo imitando os outros, principalmente seus pais..

Se for esperar a pessoa entrar na escola já é tarde demais pra reescrever o que a criança internalizou. Até é possível, mas é muito difícil. Mais fácil ensinar direito na primeira vez.

A educação básica ruim é um problema, mas outro tão grande quanto é a falta de paternidade/maternidade consciente.

Colocar uma criança no mundo é uma responsabilidade enorme, que infelizmente muita gente ainda encara levianamente.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Hoje em dia ainda ensinam da mesma forma, na decoreba... Tem professor que não sai da zona de conforto de passar a matéria na lousa, ou acompanhar pelo livro e dar nota em cima disso.

Isso que aqui na praia grande 80% das escolas tem lousa digital, material didático, apostilas, laboratório de informática, de ciências, biblioteca etc mas a maioria das fica nA sala de aula nesse sistema de ensino falido.

Share this post


Link to post
Share on other sites

O problema de falar em "falta de educação" é que promove justamente o modelo atual de educação. É justamente o contrário. A educação é o problema. Não precisamos mais do mesmo. Precisamos de menos. Precisamos de algo diferente, adaptado aos tempos.

A ideia de que enfiando uma pessoa por horas numa rotina maçante de forma obrigatória em que ela será forçada a memorizar coisas inúteis estaremos dando um grande passo é um erro.

O que mais tem por aí é gente ignorante que se acha inteligente porque foi adestrado pelo sistema educacional sem reclamar e recebeu um papel. Não fazem a menor ideia do que é educação de verdade. É gente que trabalha o dia todo e acha a ideia de cultura algo chato. Prefere jogar jogo da Ubisoft e ver filme de super herói ou MMA. É mais disso que precisamos? De repetidores sem conteúdo e criatividade? Deus me livre.

Mister N (Mas é esse tipo de gente que a sociedade valoriza, aquele que sabe e concorda com a frase "manda quem pode, obedece quem tem juízo". Gente da pior espécie)

Só na conclusão que desviou do assunto, mas o resto é bem isso. E esta educação deturpada e pró-comunista é o que a esquerda quer mais difundir. Sem compreender isso, a massa ao propagar este discurso apenas ajuda a piorar a situação.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Deveriam deixar que os pais escolhessem os representantes das escolas. Acabar com testes seria outra excelente medida. Testes não servem para absolutamente nada além de provar que você é capaz de decorar. Deveriam enxugar o currículo. Ridículo obrigar crianças a aprenderem física, química, matemática no nível de detalhes que pedem em uma época que seus cérebros ainda não estão completamente desenvolvidos para lidar com pensamento abstrato. Deveriam ter mais atividades culturais e lúdicas. Maia interatividade. Fim da presença obrigatória. Uso de ferramentas de internet. Acabar com o sistema em que você repetir uma matéria te obriga a refazer tudo que já aprendeu. Uma educação menos formal, onde o professor não é o detentor de todo saber e sim um guia para ele. Uma educação onde a dúvida e a criatividade sejam estimuladas e o erro seja tratado não como problema, mas como um percalço normal. Acabar com a sacralização da sala de aula e a santificação da figura do professor.

Enfim. Pra mim isso sim é educação de qualidade. Não sei como é pra você.

Pra mim é praticamente isso o que você escreveu. Não vou entrar em detalhes sobre o que concordo ou não porque não vem ao caso.

Eu acho que não preciso ficar tratando o fórum como um Facebook da vida, onde você tem que explicar as coisas como se estivesse falando com alienígenas. Acho que todos aqui, ou a maioria ao menos, tem noção do que significa qualidade. Vai ter variações de opiniões entre um e outro, mas o cerne vai ser o mesmo porque acredito que a maioria aqui está no mesmo nível.

Eu acho que a escola não serve pra dar educação. Pra mim escola é pra transmitir conhecimento, informação.

Educação, moral, ética, você aprende muito mais "na vida", observando o mundo a sua volta, e desde muito cedo imitando os outros, principalmente seus pais..

Se for esperar a pessoa entrar na escola já é tarde demais pra reescrever o que a criança internalizou. Até é possível, mas é muito difícil. Mais fácil ensinar direito na primeira vez.

A educação básica ruim é um problema, mas outro tão grande quanto é a falta de paternidade/maternidade consciente.

Colocar uma criança no mundo é uma responsabilidade enorme, que infelizmente muita gente ainda encara levianamente.

Olha, eu ultimamente tenho conversado com muitos professores onde eles, digamos, "salvaram" os alunos de um pensamento medíocre. Então eu acredito que nós dois estejamos certos. Seu pensamento não anula o meu. Temos exemplos de lares onde a educação vinda de casa serviu muito bem pra formar uma pessoa sensata, assim como de outro lado um professor bom ajudou uma criança a ver a vida de maneira diferente, coisa que os pais não tinham condição psicológica de fazer.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Projetos de massa, ô preguiça... kkkkkk

Não tem solução pra esses problemas, infelizmente. É o mesmo que perguntar como poderíamos ensinar todo mundo a jogar bem futebol. Não existe isso.

Imagine que um "bom" sistema de educação seja implantado. A tendência natural do brasileiro de hoje a REJEITAR a educação vai fazer esse "bom" sistema ruir também. Vocês já testemunharam o que acontece com um laboratório de ciências ou informática muito bem montado numa escola em um curtíssimo espaço de tempo?

Pensem nas cenas iniciais do filme Cidade de Deus. Existe uma verdade acachapante naquilo.

Essa questão é um trabalho para o pai tempo. Daqui uns 100 anos de repente melhore.

--

O que a pessoa pode sim, é resolver o seu problema particular de educação, se quiser. Não tem nenhum mistério. Estudar é uma atividade extremamente simples.

Edited by Fermac
  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Até hoje não retiraram química e colocaram informática da grade.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Até hoje não retiraram química e colocaram informática da grade.

Nem vão fazer, laboratório de informática em escola é complemento... Assim como o de ciências, a verdade é uma só:

Tentaram fazer aqui na PG aulas de informática contar como aula curricular, o que deu? Uma enxurrada de processos na prefeitura, porque o MEC só permite isso de forma extra curricular, então aqui quase todas as escolas municípais tem laboratório e as salas de aula com lousa digital, mas não tem professor capacitado pra dar aula nas tais lousas...

Cada lousa dessa custou por baixo uns 10 mil reais, (uma parte das lousas é concessão do governo, o MEC deu algumas depois tacou nas costas da prefeitura comprar o resto)

Laboratório de ciências é a mesma coisa, tem escolas com equipamento de química vem legal cheio de coisas mas cadê professor que saiba dar uma aula decente? Ai cai no mesmo problema da informática, contrataram um monte de professor pra dar aulas de informática e tiveram que colocar eles pra dar aula pro fundamental 1 porque o projeto de informática foi pro espaço.

É isso que acontece nesse país de merda

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Fahack foi perfeito. "O probrema somos nozes". Só que é ainda mais profundo, vou citar um exemplo, usando inclusive o que Seifer comentou.

1 - Prefeitura gasta 10 mil reais em uma lousa digital

2 - Prefeitura não tem ninguém capacitado pra usar

3 - lousa está lá largada e ninguém liga.

próximo

1 - Passagens de ônibus estão defasadas em valor

2 - Prefeitura fala que vai aumentar 20 centavos na passagem

3 - Povão vai pra rua pedir a morte de todos por causa de 20 centavos.

O caso é simples, o povo não enxerga a lousa como dinheiro DELE. ahhh eu me declaro como isento RS RS. não pago nada. PAGA FILHO DA PUTA, cada pãozinho que se pega na padoca ta cheio de imposto embutido. Esse imposto que vc já pagou e no final do mês sai bem mais caro que os 20 centavos, pagou aquela lousa que está lá inútil. Sabe o salário de merda que vc recebe? boa parte disso é pq as empresas tem que pagar de 2 a 3 vezes mais o valor pro governo.

O povo não sente que obras governamentais em geral, vem da gente, sai do nosso bolso, ou o "paulista", não acha que um vereador safado da Bahia, tem algo a ver com a gente. é como se o Brasil tivesse deixado de ser uma republica e se transformado num Reinado, com um rei novo a cada 4 ou 8 anos e com corte sendo renovada também.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Prefeitura gastou 25 mil em cada lousa na real, investiu em capacitação... Mas há falta de interesse dos professores, não de estrutura no caso.

Deram cursos de graça, mas não era obrigatório APESAR de ajudar na promoção vertical e horizontal (plano de carreira) a pouca procura fez a prefeitura abandonar os cursos, o MEC chiou também porque não pode contratar professores de informática por concurso, porque não é curricular etc.

E por CLT tem algo que não permite também e enfim, poucas lousas são usadas, mais pelos professores novos pq os dinossauros nem chegam perto, só pra fazer a chamada (online - que é um teste piloto aliás)

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Gente velha no trabalho geralmente e um atraso

Acomodada, eficiencia baixa, eficacia estagnada

Raros os casos, geralmente, empreededores donos de negocios

O resto?

Quer so receber salario

Claro que ha excecoes

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mas há falta de interesse dos professores,

Imagina quando um louco quiser implantar algumas práticas trazidas dessas comitivas de educação que nossos governantes fazem pra Coreia do Sul volta e meia, kkkkkk.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×