Jump to content
Ricko

Ahh que delicia...Ancine quer criar outro imposto para Netflix e cota de filmes nacionais

Recommended Posts

https://tecnoblog.net/192787/netflix-imposto-cota-producao-nacional-ancine/



A Netflix e outras plataformas de streaming poderão ser obrigadas a pagar mais impostos e cumprir uma cota mínima de produções nacionais em breve. A Ancine (Agência Nacional do Cinema), que já demonstrou interesse em regulamentar os serviços de vídeo sob demanda no passado, finalmente deu prazo para apresentar um projeto de lei: até o final do semestre.

De acordo com a Folha de S.Paulo, a regulamentação dos serviços de streaming foi debatida na última sexta-feira (11) pela diretora da Ancine, Rosana Alcântara, durante a feira de negócios Rio Content Market. O plano ainda está em discussão com os ministérios, e existe a possibilidade de incluir o YouTube entre as plataformas regulamentadas, excluindo os vídeos pessoais, sem finalidade comercial.

Não é de hoje que os serviços de streaming são alvos de impostos. Segundo estimativas, sozinha, a Netflix faturou mais de R$ 500 milhões no país em 2015, montante superior ao obtido por emissoras de televisão como Band e RedeTV. Em setembro, a Câmara aprovou um projeto que estende a cobrança do Imposto sobre Serviços (ISS) a serviços que vendem conteúdo pela internet, incluindo Netflix, Spotify e lojas de aplicativos.

Ainda não está definido o valor que será cobrado dos serviços de streaming, mas o Gizmodo Brasil lembra que uma instrução normativa da Ancine, instituída em 2012, estabelecia uma tarifa de até R$ 3.000 para cada vídeo oferecido por serviços de streaming no Brasil. A Condecine (Contribuição para o Desenvolvimento da Indústria Cinematográfica Nacional), como é chamada a taxa, é cobrada pela própria agência.

A cota de produções nacionais afetaria tanto a Netflix quanto os serviços de vídeo sob demanda exclusivos para assinantes da TV paga, como HBO Go e NET Now. Na TV por assinatura, as emissoras já são obrigadas a dedicar 3h30min do horário nobre por semana à veiculação de conteúdos audiovisuais brasileiros.

Segundo a Ancine, as cotas de produções nacionais, estabelecidas na lei 12.485/2011, são necessárias porque “permitem a convivência, nos mercados locais, entre a produção audiovisual feita nesses países e a produção internacional sempre comprada a preços muito baixos, pois seus custos de produção já foram inteiramente pagos nos mercados onde foram produzidos”.

Share this post


Link to post
Share on other sites

SE UM DIA EU FOR DEPUTADO FEDERAL OU SENADOR ESTA MERDA DE ANCINE VAI DEIXAR DE EXISTIR.

É INCRÍVEL COMO A ESQUERDA AINDA SUSTENTA PILARES DA DITADURA. SERÁ QUE A DITADURA ERA REALMENTE DE DIREITA??? KKKKK

Share this post


Link to post
Share on other sites

Primeira coisa: acabar com a produção cinematográfica nacional, em especial aquela que é produzida com verba pública.

Segundo: tirar qualquer poder de criar novos impostos em qualquer esfera (municipal, estadual e federal). Criar um imposto padrão e acabar com essa farra do Estado querendo ganhar em cima do trabalho dos outros.

Terceiro: Acabar com as agências reguladoras, em especial as de telecomunicações e meios de comunicação, pois só servem para criar monopólio e reduzir investimentos externos.

  • Like 6

Share this post


Link to post
Share on other sites

Primeira coisa: acabar com a produção cinematográfica nacional, em especial aquela que é produzida com verba pública.

Segundo: tirar qualquer poder de criar novos impostos em qualquer esfera (municipal, estadual e federal). Criar um imposto padrão e acabar com essa farra do Estado querendo ganhar em cima do trabalho dos outros.

Terceiro: Acabar com as agências reguladoras, em especial as de telecomunicações e meios de comunicação, pois só servem para criar monopólio e reduzir investimentos externos.

Tens meu voto \o/

Share this post


Link to post
Share on other sites

Primeira coisa: acabar com a produção cinematográfica nacional, em especial aquela que é produzida com verba pública.

Segundo: tirar qualquer poder de criar novos impostos em qualquer esfera (municipal, estadual e federal). Criar um imposto padrão e acabar com essa farra do Estado querendo ganhar em cima do trabalho dos outros.

Terceiro: Acabar com as agências reguladoras, em especial as de telecomunicações e meios de comunicação, pois só servem para criar monopólio e reduzir investimentos externos.

Tens meu voto \o/

Só precisa agora se candidatar e receber 99999999999999999999999999999999 votos...

OBS... e ter aprovação na camara, senado e onde mais diabos precisar...

ANCINE DE CU É ROLA...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Primeira coisa: acabar com a produção cinematográfica nacional, em especial aquela que é produzida com verba pública.

Segundo: tirar qualquer poder de criar novos impostos em qualquer esfera (municipal, estadual e federal). Criar um imposto padrão e acabar com essa farra do Estado querendo ganhar em cima do trabalho dos outros.

Terceiro: Acabar com as agências reguladoras, em especial as de telecomunicações e meios de comunicação, pois só servem para criar monopólio e reduzir investimentos externos.

To votando..pena que vc morre antes de assumir o cargo :(

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.

×